Arquivo da tag: Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo

Bordados, rendas e colagens para traduzir a criação fílmica

Cartaz do Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo

apresenta trabalho do designer Julian Campos

 

Em 2012, as múltiplas camadas que compõem um filme inspiraram a criação da identidade visual da 23ª edição do Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo, que acontece de 23 a 31 de agosto. A cada ano, o Festival seleciona o trabalho de um jovem artista gráfico para desenvolver o cartaz. A partir daí, são criadas todas as peças de divulgação  – camiseta, catálogo, folder de programação, convite, cédulas de votação, banners e muitas outras.

Este ano, a criação é de Julian Campos, artista que foi buscar na ideia de sobreposição de camadas que compõe a ilusão revelada nas telas de cinema a inspiração para criar sua arte.

Assim como os filmes começam com as palavras do roteiro, que se tornam cenas nas mãos do diretor, captadas e transformadas em imagens pelo diretor de fotografia. As cenas ganham sentido de narrativa na edição, onde também se acrescenta a banda sonora. Cenário, figurino e luz ajudam a compor toda essa magia.

O cartaz deste ano é uma composição de colagens de vários materiais, como páginas de jornal, papel recortado, rendados em papel e muito bordado – marca registrada do artista: “Comecei a usar o bordado nos meus trabalhos pessoais. Sempre tive interesse no fazer manual, principalmente na colagem mecânica, com recortes de revistas, jornais e impressos. Acabei encontrando no bordado uma expressão incomum, com texturas e traços que complementam o uso da colagem e da pintura. Apesar de sempre partir de um desenho, o resultado final é uma linguagem única que reforça o universo das imagens que tento criar. Reproduzir uma imagem no bordado, de certa forma, vai contra a velocidade que o digital impõe:  preciso ficar um tempo maior produzindo essa imagem e isso modifica a minha relação com ela. Mesmo o resultado final sendo impresso ou digital, fica implícito o gesto e o trabalho com que o bordado foi realizado”, explica Julian Campos.

Além do cartaz, o artista bordou dezenas de elementos que remetem ao mundo onírico para compor as demais peças gráficas do Festival. Mais informações no portal www.kinoforum.org.br

Inscrições para novas oficinas Kinoforum

                    

Termina quarta o prazo de inscrição para as Oficinas Kinoforum de Realização Audiovisual. A Associação Cultural Kinoforum realiza, em parceria com a Fundação Stickel, a iniciação de jovens interessados no campo audiovisual. O projeto itinerante oferece 20 vagas para quem tem entre 16 e 30 anos.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no Centro Cultural Brasilândia, localizado à Praça Benedicta Cavalheiro, s/n, no Jardim Maristela, em São Paulo. Candidatos devem apresentar RG e CPF no momento da inscrição. Menores de idade necessitam de autorização, RG e CPF do responsável e documento que comprove sua condição de representante legal (certidão de nascimento ou outro documento formal). Outras informações: (11) 3034-5538, ramal 2, com William Ribeiro.

Os selecionados serão informados por telefone até dia 30 e também podem confirmar a participação através de lista divulgada no site www.kinoforum.org. Dia 3 de maio, às 19h30, haverá um encontro entre os participantes na Casa de Cultura da Brasilândia, local onde as oficinas serão ministradas.

As Oficinas, que acontecem pelo 11º ano consecutivo, são um projeto do Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo – Curta-Kinoforum— que possibilita a realização de oficinas e exibição de curtas em bairros de São Paulo e cidades próximas. Em 2012, a parceria com a Fundação Stickel pretende ampliar as possibilidades de desenvolvimento cultural, social e econômico através das artes visuais, objetivo comum das duas organizações.

A Fundação Stickel é uma organização sem fins lucrativos, cujo principal objetivo é promover a arte e o desenvolvimento, proporcionando a seu público-alvo melhores oportunidades de inserção social pelo trabalho, geração de renda e acesso à cultura, com atuação especialmente no bairro de Brasilândia, na Zona Norte de São Paulo.

O Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo é um dos maiores festivais dedicados ao curta-metragem no mundo e promove o formato em diversos projetos de exibição, discussão e realização. Para a produtora Zita Carvalhosa, diretora do Festival, “a nova oficina será uma ótima oportunidade de voltarmos a trabalhar na Brasilândia, onde já realizamos uma em 2003. Daí surgiu o cque até hoje promove atividades na região. E atuar ao lado da Fundação Stickel é uma oportunidade de estreitar ainda mais os laços com essa comunidade”.

Todos os vídeos realizados nas oficinas serão exibidos em salas de cinema, integrando a programação do 23º Festival de Curtas Metragens de São Paulo, que vai acontecer entre os dias 23 de agosto e 2 de setembro deste ano. 

Oficinas Kinoforum no Centro Cultural Brasilândia 

Local: Centro Cultural Brasilândia

Endereço: Praça Benedicta Cavalheiro, s/n – Jd. Maristela

Inscrições: até 25 de abril (segunda a sexta, das 09h às 15h e sábados das 9h às 13h)

Público-alvo: 16 a 30 anos

Divulgação dos selecionados: 27 de abril de 2012

Data da Oficina: Sábados e Domingos (Dias 05, 06, 12, 13, 19 e 20 de Maio), das 9h às 18h. 

Mais informações:  Fundação Stickel: (11) 3922-7664

Associação Cultural Kinoforum: (11) 3034-5538 r. 2 (com William Ribeiro) – prodoficinas@kinoforum.org             

Art Déco será em julho e inscrições prosseguem abertas

 

Quarta edição será de 2 a 21 de julho em Sampa 

 
O Festival tem caráter internacional e atua como veículo para difusão e premiação da produção audiovisual de ficção e documental no formato de curta-metragem. Objetiva exibir trabalhos de cineastas pouco divulgados. Promover encontros, debates, intercâmbio entre produtores, atores e espectadores, criando um ambiente propício ao entrosamento cultural.

Regulamento:
1 – O Festival aceita a inscrição de curtas em animação, ficção ou documentário com duração máxima de 23 minutos. Não há restrição quanto à data de produção. Os filmes deverão ser classificados numa das categorias criadas pelo Festival ArtDeco de Cinema, durante a inscrição.

2 – A Inscrição pode ser feita pelo link:
http://exotiquefilmes.com.br/online_rg_53.html

3 – Nenhum filme será discriminado ou favorecido em função dos recursos investidos na sua produção. Todos os tipos de conteúdo e técnicas utilizadas na produção serão preservadas e estarão livres de censura.

4 – Os filmes deverão ser enviados na língua original. No caso do idioma original não ser o português, deverão constar legendas no filme, para fins de seleção, num dos idiomas a seguir: português, espanhol, ou inglês.

5 – Para fins de seleção, o produtor poderá fazer um upload do filme no sites Vimeo/Youtube ou similares, ou poderá ser enviado por correio, uma cópia DVD. Despesas de envio do correio correrão por conta dos remetentes.

6 – Se selecinado, o filme deverá ser enviado por correio em DVD. Prazos serão informados em data oportuna.

7 – O endereço para remessa por correio é:

4º F E S T I V A L A r t D e c o d e C I N E M A
Rua da Consolação, 2825/141
01416-001 – São Paulo – SP – Brasil

 
8 – Caso haja necessidade de um formato diferente do DVD para fins de exibição, será feito um contato com o produtor, em data oportuna.

9 – A premiação se dará de acordo com as especificações de cada categoria. Não há nehuma premiação em dinheiro ou benefícios.

10 – Os troféus serão entregues durante a cerimônia de encerramento. No caso de ausência de um representante do filme premiado, o troféu não será mais entregue e no lugar será enviado, posteriormente, um certificado do prêmio por email.

11 – O festival não cobre nenhum gasto com viagens (transporte, hospedagem e etc) para as equipes dos filmes concorrentes ou qualquer outro envolvido.

12 – Não há taxa de inscrição e cada diretor ou produtor pode inscrever quantos filmes desejar.

13 – As cópias em DVD dos trabalhos exibidos farão parte do acervo do Cineclube Art Déco de Cinema e estão automaticamente autorizadas a serem exibidas na programação do cineclube.

14 – O prazo para inscrição de filmes é 23 de Abril. No caso de postagem de DVDs, esta é também a data limite para a expedição junto ao correio.

15 – A participação no 4º Festival Art Déco de Cinema implica na aceitação de todas as essas regras.

 
Os cobiçados troféus, divididos em diversas categorias…

Categorias:

1) MEDC – Mostra Expressão & Diversidade no Cinema
Destinada a produções de baixíssimo orçamento; produções independentes, sem benefício de leis de incentivo ou editais públicos; filmes experimentais. Qualquer formato de captação, exceto película. Concorrem nas categorias Melhor Filme M.E.D.C, Melhor Direção, Melhor Roteiro, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Fotografia, Melhor Montagem, Melhor Trilha Sonora, Melhor Direção de Arte, Voto Popular de Melhor Filme, Melhor Ator VP e Melhor Atriz VP.

2) Mostra Art Déco Digital
Destinada a produções com orçamento superior a R$ 8000,00, beneficiadas ou não por alguma lei de incentivo ou edital público e captadas em Digital. Concorrem nas categorias Melhor Filme Digital, Melhor Direção, Melhor Roteiro, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Fotografia, Melhor Montagem, Melhor Trilha Sonora, Melhor Direção de Arte, Voto Popular de Melhor Filme, Melhor Ator VP e Melhor Atriz VP.

3) Mostra Art Déco Película
Destinada a produções captadas em película, beneficiadas ou não por alguma lei de incentivo ou edital público. Concorrem nas categorias Melhor Filme Película, Melhor Direção, Melhor Roteiro, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Fotografia, Melhor Montagem, Melhor Trilha Sonora, Melhor Direção de Arte, Voto Popular de Melhor Filme, Melhor Ator VP e Melhor Atriz VP.

4) Documentário
Concorrem na categoria Melhor Filme Documentário e Melhor Documentário Voto Popular.

5) MDS – Mostra Diversidade Sexual
Destinada a produções de temática LGBT. Concorrem nas categorias Melhor Filme LGBT, Melhor Direção, Melhor Roteiro, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Fotografia, Melhor Montagem, Melhor Trilha Sonora, Melhor Direção de Arte, Voto Popular de Melhor Filme, Melhor Ator VP e Melhor Atriz VP.

6) MMC – Mostra Micro-Curtas
Destinada a produções de até 3 minutos de duração. Concorrem nas categorias Melhor Filme MMC, Melhor Direção, Melhor Roteiro, Voto Popular de Melhor Filme, Melhor Ator VP e Melhor Atriz VP.

7) Animação
Destinada a produções em animação. Concorrem nas categorias Melhor Filme Animação, Voto Popular de Melhor Filme.

Atenção, caso não haja número suficiente de filmes inscritos para fechar uma categoria, aqueles já inscritos concorrerão entre si ao prêmio de Melhor Obra.

 

Mais informações através dos emails:
festivalartdeco@gmail.com
info@exotiquefilmes.com.br

Tela Internacional para ÁUREA

Realizador carioca ZECA FERREIRA, amigo querido, convida os amigos paulistas para conferirem seu caprichado documentário ÁUREA.
 
 
Eu tive a oportunidade de ver o filme em Jericoacora  durante o I Festival de Cinema Digital da paradisíaca praia cearense – e RECOMENDO.
ÁUREA tem belíssima fotografia de Pedro Urano (nosso conterrâneo), roteiro inteligente, a voz maviosa de Áurea e uma direção precisa.
O filme levou a estatueta de MELHOR no festival de Jericoacora, mais um para sua extensa coleção.
 
 
 
 
* O convite de Zeca Ferreira:
 
Aos amigos paulistas,
“Áurea”, filme que dirigi recentemente, vai finalmente passar por São Paulo, dentro da programação do Festival Internacional de Curtas-metragens (Kinoforum).
Estarei por lá, junto com a Áurea, atriz e personagem do filme, nas sessões do MIS e da Cinemateca. Compareçam!!! Divulguem!!!
Cantora carioca Áurea Martins, que “ganhou” o nome artístico de Paulo Gracindo e era admirada pela “Divina” Elizeth Cardoso
 

HORÁRIOS

Dia 21/08 – 16H00 – Espaço Unibanco Augusta

Dia 25/08 – 20H00 – Museu da Imagem e do Som

Dia 26/08 – 18H00 – Cinemateca – Sala Petrobras

 

QUEM É AUREA MARTINS

 
Cantar na noite pode ser o início de uma carreira de sucesso na música. Mas nem sempre é assim. Há quem comece nos bares da vida e neles construa sua trajetória, permanecendo à margem das prateleiras das lojas e das primeiras páginas. Esta é a história de Áurea Martins, carioca com mais de 50 anos de clubes, boates e casas de shows fora do mainstream.
Áurea fez 70 anos em junho e vem comemorando a data nos palcos e com o filme de Zeca Ferreira, um oportuno reconhecimento ao talento singular da cantora. 
“Elizeth foi minha madrinha. Ia me ver cantar nas boates da zona sul e falava de mim nas entrevistas, me colocava entre as grandes. Dizia que eu era magrinha e me levava pra casa pra comer gemada“, lembra a cantora, que se chama Áldima e foi batizada profissionalmente por Paulo Gracindo, nos anos 60 (ele dizia que seu sorriso era reluzente como ouro).
O primeiro LP, com Luizinho Eça, gravou em 1972, como prêmio pelo primeiro lugar conquistado num programa de Flávio Cavalcanti anos antes, cuja final havia sido no principal palco da cidade, o do Teatro Municipal. Levou nota dez de todos os jurados. Agora, Áurea está em meio à preparação do quarto disco, mais um que ganha produção de Hermínio Bello de Carvalho.
 
 

O CURTA DE ZECA

 
 Já premiado em dez festivais pelo País, o curta-metragem Áurea acompanha a cantora numa noite de trabalho, no Centro Cultural Carioca, no centro do Rio. A ideia do diretor, que a conheceu por sua ligação familiar com a música popular, era justamente mostrar “a artista não como um ser iluminado, mas uma trabalhadora da noite, como todos ali no bar”.
“Áurea personifica isso”, diz Zeca. No filme, dramatizado, ela se prepara para o show num espelhinho perto da cozinha, dada a ausência de um camarim. Ao fim, pega a condução de volta a Campo Grande, anônima.

Inscrições ao Festival Internacional de Sampa

 

Em seu 21º aniversário, Festival de Curtas comemora aumento de inscritos, traz sessão sobre o Brasil na Copa e abre espaço para Seminário pioneiro sobre distribuição e comercialização de curtas.

 Região Nordeste totalizou 92 inscrições: Pernambuco mandou 29 trabalhos, seguido por Ceará com 25, Bahia com 18, Paraíba com 8, Alagoas com 5, Rio Gd do Norte com 4, Maranhão com 2 e Sergipe com 1

A maioridade traz mesmo mais responsabilidades. Inclusive para o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo, o mais importante da América Latina, a acontecer de 19 a 27 de agosto. Neste 2010, quando comemora sua 21ª edição, o festival, organizado pela Kinoforum, apresenta a espectadores e produtores um panorama diverso do formato produzido no Brasil e no mundo, e acredita que este é o momento para valorizar o curta-metragem nacional.

Por esse motivo coloca-se, nesta edição, como porta-voz da discussão sobre o futuro dos curtas no Brasil através de seminário que tratará da questão da difusão e comercialização do formato curta nos dias 23, 24 e 25 de agosto, na Cinemateca Brasileira.

Neste ano o total de inscritos superou as expectativas. Foram 2875 – 110 a mais que no ano passado. Destes, 1999 são do exterior e 283 da América Latina. Brasil no topo com 593 inscritos, seguido pela França com 349; EUA com 202; Alemanha com 171; Inglaterra com 150; Canadá e Argentina com 99; México com 96; Coréia do Sul 71; Itália, 60; Portugal 55, entre outros. Cerca de 73 países enviaram trabalhos para esta edição do Festival. Selecionados serão divulgados no próximo dia 20.

A respeitabilidade conquistada nestes 21 anos se reflete tanto pelo interesse dos inscritos, como pela qualidade da Programação que além de manter as sessões campeãs de audiência –  Mostra Brasil; Mostra Internacional; Mostra Latina; Cinema em Curso, KinoOikos e kinolounge, entre outros – traz novas sessões e democratiza o espaço permitindo a qualquer pessoa a possibilidade de se inscrever no projeto Unidos pela Paixão – Torcer na Copa, cujo tema do vídeo, de até cinco minutos, tem que ser a paixão pelo futebol. Esse é o momento já que o Brasil acaba de ser classificado nas finais da Copa do Mundo. Até 15 de Julho, trabalhos podem ser enviados e concorrentes disputam uma vaga na programação do Festival e no acervo do Museu do Futebol.

 A iniciativa teve um projeto piloto o ano passado, que deu muito certo com produções sobre as torcidas de futebol e tem como objetivo investigar, divulgar e preservar o futebol como manifestação cultural brasileira. Regulamento e ficha de inscrição  disponíveis em www.kinoforum.org.br/curtas/2010. Os vídeos poderão ser realizados em qualquer formato e gênero.

A Associação Cultural Kinoforum é uma entidade sem fins lucrativos, que desenvolve atividades e projetos ligados ao setor audiovisual  como o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo, as Oficinas Kinoforum e o kinolounge. A Kinoforum é Ponto de Cultura, edita o Guia de Festivais e mantém o site KinoOikos visando a promoção e democratização de projetos audiovisuais.

Serviço:

Inscrições para Unidos na Paixão – Torcer na Copa, até 15 de julho

21º Festival Internacional de curtas-metragens de São Paulo, de 19 a 27 de agosto

10 salas de cinema na cidade de São Paulo – Entrada franca

Patrocínio PETROBRAS

Realização Associação Cultural Kinoforum

http://www.kinoforum.org

Festival Internacional de Curtas de Sampa

Em sua 21ª edição, o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo – Curta Kinoforum, a acontecer de 19 a 27 de agosto, está com inscrições para os programas brasileiros. 
 Ficha de inscrição e regulamento:
 www.kinoforum.org

Os inscritos podem participar das seguintes seções: Mostra Brasil, Panorama Paulista, Cinema em Curso e Formação do Olhar KinoOikos.
 

Podem inscrever-se curtas finalizados em 2009/2010 e nos seguintes formatos de exibição: vídeo (com duração entre 3 e 20 minutos) e ou 35mm (com duração de até 35 minutos). As inscrições vão até 10 de junho.

As Mostras Internacional e Latina, com inscrições abertas desde 30 de janeiro,   já receberam mais de 700 filmes, dos cinco continentes, dos mais variados formatos e gêneros.

O Festival de Curtas de São Paulo apresenta o melhor da produção de filmes de curta-metragem como em sua 20ª edição onde exibiu, inclusive em noite de estreia, o filme vencedor do Oscar 2010, o francês LOGORAMA. Desta e de outras formas, acaba por promover um fundamental intercâmbio entre a produção latino-americana e a internacional. Em sua última edição, apresentou mais de 400 filmes de 56 países, distribuídos entre suas diversas mostras. O público pode conferir filmes da nova safra de realizadores e diretores famosos.  Além  das exibições, pode acompanhar os debates, as atividades estudantis, conhecer e conviver com convidados, representantes de importantes eventos como Clermont-ferrand, Berlim, Cannes, Locarnos, entre outros.

A Associação Cultural Kinoforum é uma entidade sem fins lucrativos, que desenvolve atividades e projetos ligados ao setor audiovisual se dedicando à promoção e democratização de projetos como o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo – Curta Kinoforum, as Oficinas Kinoforum, o Guia de Festivais, site KinoOikos, entre outros e iniciativas em parceria (Festival de Vídeo Tela Digital).

Serviço:

Inscrições abertas para programas brasileiros do

Curta Kinoforum – 21° Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo

Até 10 de junho

http://www.kinoforum.org