Arquivo da tag: guarda chuva

Cine B faz 5 exibindo Cinema Brasileiro

 Cinco Vezes Favela, Agora por nós Mesmos é o filme deste mês 

Cena do primeiro episódio, Arroz com feijão… 

O CINE B, projeto de cinema itinerante realizado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região em parceria com a Brazucah Produções, está completando 5 anos este julho. Nesse tempo, o Cine B já levou muito do cinema brasileiro (longas e curtas-metragens) para 27.500 espectadores e realizou 222 sessões nos mais diversos bairros e comunidades de São Paulo, Osasco e Região.

Ruy Guerra: cineasta atua num dos episódios mais aplaudidos pelo público…

Segundo Cidálio Vieira Santos, coordenador do Projeto, através do Cine B, muitas pessoas experimentaram, pela primeira vez, a experiência de assistir a um filme no cinema. “Já levamos a estrutura cinematográfica do Cine B, composta por telão, projetor, caixas de som, banners, pesquisas de opinião e sorteio de camisetas do projeto, além da tradicional pipoca e de seu pipoqueiro oficial, o seu Antônio Nascimento, para escolas, salões de igrejas, quadras esportivas, debaixo de ponte, praças, ruas e parques de São Paulo e região”, conta.

 

O Cine B vai comemorar estes 5 anos com mais sessões de Cinema: dias 19, 20 e 21 de julho, o Projeto exibe no Jardim Brasília, Cohab 1 e Jardim da Conquista, bairros da Zona Leste de São Paulo, o filme Cinco Vezes Favela, agora por nós mesmos 

 

Desde 2007, o projeto já exibiu “Eu e meu guarda-chuva”, “O contador de histórias”, “O casamento de Romeu e Julieta”, “Antônia”, “A máquina”, “Meu nome não é Johnny”, entre outros títulos de sucesso. O CINEB também já realizou diversas pré-estreias de filmes brasileiros como “Raul Seixas – O início, o fim e o meio”, Divã, Era uma vez…, entre outros. 

Após as sessões, é vendido um DVD com os 5 curtas mais votados pelo público do projeto, nos 5 anos de exibição. A seleção faz parte do primeiro Selo Cine B do Cinema Brasileiro, uma coletânea de DVDs com curtas-metragens brasileiros. A ideia é popularizar este formato de filme.

 

 Cena de Deixa voar, um dos cinco episódios de Cinco Vezes Favela

Saiba mais sobre o CineB: http://cineb.spbancarios.com.br 

SERVIÇO 

Dia 19 de julho, quinta, 19h – Jardim Brasília (Zona Leste)

Onde: Entidade Juntos (Rua Canfora, 90 – Jd. Brasília)
Retirada de Convites: Sr. Humberto/ Daniel

Mais informações: (11) 2364 2328
Capacidade: 200 pessoas
 

Dia 20, às 19h – Cohab1 – Zona Leste

Onde: Associação dos Moradores – Esfuco (Travessa Antonio Brunelli, 351 – Cohab I – Artur Alvim)
Retirada de Convites: na Associação de Moradores/ 3188 5208

Mais informações: Anaildo/ Edu – 8691-6204
Capacidade: 120 pessoas 

Dia 21 (sábado), às 19h – Jardim Conquista – Zona Leste

Onde: Emef. Prof. Carlos Correa Mascaro –(av. Salve A Mocidade, 932 – Jd. Conquista).

Mais informações: 7895-1872
Capacidade: 200 pessoas

Cinema infantil do Brasil na Suécia

Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis estará na Suécia

Tarsilinha, da TV PinGuin

Pelo 4º ano consecutivo, a Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis participa do BUFF Film Festival, que começou hoje e vai até dia 17, em Malmo, na Suécia. A parceria entre os dois festivais possibilita a produtores brasileiros participarem do Fórum de Financiamento do Festival, em busca de coprodução internacional com o norte europeu. O pitching que seleciona os projetos de longa-metragem nacionais participantes é realizado desde o ano passado pela Mostra em conjunto com o FICI – Festival Internacional de Cinema Infantil, no Rio de Janeiro.

Já passaram pelo Fórum de Financiamento sueco os projetos dos filmes Eu e Meu Guarda Chuva, de Toni Vanzolini (Conspiração Filmes); As Aventuras do Avião Vermelho, de Frederico Pinto e José Maia (Armazém de Imagens); O Menino no Espelho, de Guilherme Fiúza (Camisa Listrada Produções); e Tainá 3, de Rosane Svartman (Sincrocine). Neste ano, o projeto que participará do evento é o do longa de animação Tarsilinha, inspirado na artista brasileira Tarsila do Amaral, com realização da TV PinGuin.

A delegação brasileira na Suécia tem apoio do Ministério das Relações Exteriores, do Governo do Brasil e é composta por Célia Catunda, da TV PinGuin, Rosane Svartman, diretora dos filmes Tainá 3 e Desenrola, Virgínia Limberger, produtora da Sincrocine, e Luiza Lins, diretora da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis. O grupo apresentará o seminário Olá Brasil, sobre a produção e a direção de cinema voltado para crianças, além das políticas públicas existentes no Brasil para o setor.

A parceria do Brasil com a Suécia  vem crescendo anualmente, e de acordo com Luiza Lins a ideia é que exista um acordo de coprodução entre os dois países. “O cinema infantil brasileiro precisa de mais ações efetivas para deslanchar, e a parceria com um país onde 25% do valor investido no cinema vai para as produções indicadas para o público infantil, pode ajudar muito”, enfatiza. Segundo Annette Brejner, diretora do Fórum, a Suécia tem interesse em conhecer melhor a diversidade cultural brasileira e deseja entrar neste mercado, que considera promissor.