Arquivo da tag: imigrantes

Fortaleza e Berlim são Futuro nas lentes de Karim Aïnouz

Depois de produções com temáticas femininas, como o longa “O Céu de Suely” (2006) e a série de televisão “Alice” (2008), Karim Aïnouz começa a filmar dia 27 Praia do Futuro que trata de estereótipos masculinos, como a paixão por máquinas e velocidade.

“Vai ser filme de macho”, disse o diretor cearense à Folha, em tom de brincadeira.

A entrevista foi feita num restaurante no alternativo Kreuzberg, bairro turco de Berlim, primeira locação do filme. Fortaleza, onde Aïnouz nasceu, será a outra.

Dez anos depois de lançar o premiado Madame Satã (2002), Aïnouz dirige pela primeira vez no exterior.

“Eu cheguei a ter alguns convites, mas não achava que estava preparado nem queria fazer por fazer. ‘Praia do Futuro’ é um filme afetivo, rodado em lugares em que vivi ou vivo, então acho que agora faz sentido”, contou.

Aïnouz morou em Berlim em 2004 e, desde 2008, ele divide seu tempo entre São Paulo e a capital alemã. O filme tem roteiro dele e de Felipe Bragança.

A história se passa em dois momentos. O primeiro se situa em 2004, quando o salva-vidas cearense Donato (Wagner Moura) resgata o turista alemão Konrad (Clemens Schick), na praia do Futuro, em Fortaleza. Em seguida, ambos vão para Berlim.

O outro se passa em 2012, quando o irmão de Donato, Ayrton (Jesuita Barbosa), um entusiasta das motocicletas, sai em busca do irmão.

  Joe Dilwortth/Divulgação  
Jesuita Barbosa (esq.) e Wagner Moura integrarão elenco de "Praia do Futuro", novo filme de Karim Aïnouz (centro)
Jesuita Barbosa (esq.) e Wagner Moura integrarão “Praia do Futuro”, novo filme de Karim Aïnouz

BRIC

Diferentemente da situação de “Terra Estrangeira” (1996), longa de Walter Salles e Daniela Thomas, quando imigrantes brasileiros viviam, em geral, como subempregados, Praia do Futuro deve refletir o novo momento do país.

“Estamos em 2012, diante da força do Bric [bloco econômico formado por Brasil, Rússia, Índia e China], e o Donato vai ser um brasileiro que fala alemão e tem um bom emprego”, explica Karim.

Os principais personagens do filme são baseados em heróis de quadrinhos e séries de TV. O salva-vidas foi inspirado no Aquaman, e o irmão no piloto Speed Racer.

“Eu quero fazer um filme de ação e aventura, bagunçar um pouco a ideia de filme de autor [de produções mais intelectualizadas e com total autonomia do diretor]. Pode até ser abusado dizer, mas quero algo tipo James Bond.”

Orçado em cerca de R$ 6,3 milhões, Praia do Futuro será uma coprodução Brasil-Alemanha com cinco semanas de filmagens em Berlim e outras duas em Fortaleza.

Em seguida, ainda no primeiro semestre, Karim organiza o lançamento de “O Abismo Prateado” no Brasil. O filme, que liga o Ceará a Alemanha, deve ser lançado em 2013.

* Matéria de FABIO CYPRIANO, da Folha
ENVIADO ESPECIAL A BERLIM