Arquivo da tag: João Caetano

Olhar de João Encanta…

O curta-metragem OLHAR DE JOÃO, com direção da jornalista goiana Mariley Carneiro, é um documentário de pouco mais de 20 minutos que vem colecionando prêmios em festivais pelo país e já tem agenda internacional.  

 

Fotográfo João Caetano, tema do DOC, com Mariley Carneiro e Jaubas Alencar, diretor de Desenvolvimento do Banco do Nordeste do Brasil no Maranhão        Foto Lauro Vasconcellos

A Sinopse do curta diz: Pensar como a natureza pensa. Mas como é pensar como a natureza pensa, se a gente não percebe a natureza e a despreza?” Ela grita, agoniza, pede socorro, mas quem vê ? O documentário Olhar de João mostra a forma singular com que o fotógrafo João Caetano, vê as faces e formas ocultas em pedras, troncos, flores e frutos. Um alerta através da fotografia. 

Sobre o filme, o cineasta Andreson Carvalho diz: 

 

Assisti ao filme e quero parabenizá-los. Ele merece não só os prêmios recebidos no Guarnicê, como muitos outros. Tudo no filme se encaixa perfeitamente. Como o próprio João disse, a música contribuiu bastante na construção do filme.

Eu, particularmente, gostei de dois momentos: quando o João relata ter-se visto pela primeira vez numa fotografia e quando ele aponta e mostra os contornos das imagens percebidas por ele.Quando o filme termina, fica aquele gostinho de quero mais. Essa, na minha opinião, é a prova de um trabalho muito bem realizado.

 

O fotógrafo João Caetano, Markinho Itapary, Andreson Carvalho e Mariley Carneiro

 

Andreson Carvalho ajudando Mariley a carregar seus “Guarnicês”… foto Aurora Miranda Leão

Para conferir o trailler, acesse

http://festivalguarnice.blogspot.com/2010/06/clicks-fotos-lauro-vasconcelos.html

Vencedores do GUARNICÊ

A simpática jornalista goiana Mariley Carneiro foi a grande vencedora da 33a edição do Festival GUARNICÊ de Cinema com seu inspirado vídeo  O OLHAR DE JOÃO…

Ela e João (o fotógrafo goiano João Caetano) estiveram em São Luís durante os cinco dias de GUARNICÊ e saíram de lá encantados com as maravilhas maranhenses…

Nas comissões julgadoras, Jorge Salomão (prestigiado Poeta baiano), Amanda Mansur (estudiosa do cinema pernambucano), João Paulo Furtado (ABD maranhense) e Beto Strada (compositor de trilhas e professor de cinema).

Num próximo post, mais notícias do Guarnicê e fotos…

CATEGORIA VÍDEO – JÚRI OFICIAL

Melhor Direção: Mariley Carneiro pelo vídeo OLHAR DE JOÃO (GO)Melhor Roteiro: Marcley de Aquino e Duarte Dias pelo vídeo CÉU LIMPO (CE)
Melhor Fotografia: Bruno Polidoro pelo vídeo ENCICLOPÉDIA (RS)
Melhor Edição: Leandro Godinho pelo vídeo DARLUZ (SP)
Melhor Trilha Sonora Original: Marcos Rivero pelo vídeo A PEDRA QUE O ESTILINGUE LANÇA(ES)
Melhor Trilha Sonora Adaptada: Para o vídeo LIGHT MY FIRE (RJ)
Melhor Direção de Arte: Luiz Roque pelo vídeo TRATADO DE LILIGRAFIA (RS)
Melhor Ator: Eduardo Sandagorda pelo vídeo ENCICLOPÉDIA (RS)
Melhor Atriz: Mawusi Tulani pelo vídeo DARLUZ(SP)
Melhor Documentário: TEREZA – COR NA PRIMEIRA PESSOA, de Amaro Filho e Marcílio Brandão (PE)
Melhor Ficção: PENSÃO DOS CARANGUEJOS, de Marcelo Presotto (SP)
Melhor Animação: LIBERTAS, de Jackson Abacatu (MG)
Melhor Vídeo Maranhense: NA COSTA DA MINHA MÃO, de Amdréa Barros
Melhor Vídeo Nacional: OLHAR DE JOÃO, de Mariley Carneiro (GO).
Menção Honrosa, pela experimentação estética, para: RUIDOS DO TEMPO, de André Garros e Gabriel Carvalho (MA)
Prêmio BNB de Cinema: Melhor Vídeo Nacional: OLHAR DE JOÃO, de Mariley Carneiro (GO)
Prêmio Cinematográfico Assembléia Legislativa do Maranhão:
Prêmio Bernardo Almeida: NA COSTA DA MINHA MÃO, de Andréa Barros (MA)
Prêmio Mauro Bezerra: NA COSTA DA MINHA MÃO, de Andréa Barros
Prêmio Estúdios Mega Rio De Janeiro: NA COSTA DA MINHA MÃO, de Andréa Barros (MA)

CATEGORIA VÍDEO – JÚRI POPULAR

Melhor Vídeo Nacional: TRATADO DE LILIGRAFIA, de Frederico Pinto (RS)
Melhor Vídeo Maranhense: MAR DE ROSAS, de Rwanyto Oscar

CATEGORIA FILME – JÚRI OFICIAL

Melhor Roteiro: Jimi Figueiredo, pelo filme VERDADEIRO OU FALSO (DF)
Melhor Direção: Gilberto Scarpa pelo O FILME MAIS VIOLENTO DO MUNDO(MG)
Melhor Fotografia: Beto Martins por AVE MARIA OU MÃE DOS
SERTANEJOS (PE)
Melhor Montagem: Caio Zatti por AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS (PE)
Melhor Trilha Sonora Original: Marcio Brant pelo filme REVERTERE AD LOCUM TUUM (MG)
Melhor Trilha Sonora Adaptada: BAILÃO, de Marcelo Caetano (SP)
Melhor Direção de Arte: Ricardo Movits pelo filme EVRDADEIRO OU FALSO (DF)
Melhor Ator: Auro Juriciê pelo filme VELA AO CRUCIFICADO (MA)
Melhor Atriz: Elza Gonçalves pelo filme VELA AO CRUCIFICADO (MA)
Melhor Documentário: AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS, de Camilo Cavalcante(PE)
Melhor Ficção: VERDADEIRO OU FALSO, de Jimi Figueiredo (DF)
Melhor Animação: A ESPERANÇA É A ÚLTIMA QUE MORDE, de Nill Armstrong (CE)
Melhor Filme: AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS, de Camilo Cavalcante (PE)
Prêmio BNB de Cinema: AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS, de Camilo Cavalcante (PE)
Prêmio Megacolor: AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS, de Camilo Cavalcante (PE)
Prêmio Kodak: VELA AO CRUCIFICADO, de Frederico Machado (MA)

CATEGORIA FILME – JÚRI POPULAR

Melhor Filme: VELA AO CRUCIFICADO, de Frederico Machado (MA)