Arquivo da tag: Jonás Gutiérrez

“MARADONA é Insuperável”

Quem diz é o zagueiro alemão Arne Friedrich, que aguarda com grande expectativa a próxima partida de sua seleção pela Copa do Mundo.

O primeiro motivo, é claro, se refere ao desafio de ajudar sua equipe a dar mais um passo rumo ao quarto título mundial. O segundo, informa nesta terça-feira o site oficial da Fifa, é ligado a sua grande admiração pelo técnico da equipe adversária, Diego Armando Maradona, que comandará a Argentina no confronto das quartas de final do torneio contra a Alemanha.

Segundo o site da Fifa, que cita declarações do jogador ao portal oficial da Federação Alemã de Futebol, o atleta acredita que Maradona é a grande atração do Mundial. “Como jogador, e agora como técnico, ele é insuperável. Para mim, ele foi o maior jogador de futebol que já existiu, e vai permanecer nessa condição. Desta forma, mesmo indiretamente, é ótimo o confronto com ele, e será mais bonito ainda se ganharmos de seu time”, diz Friedrich.

Carlitos Tevéz: jogadas sensacionais no Mundial

De acordo com as informações divulgadas, o zagueiro considera a Argentina um adversário superior individualmente, mas aposta na força coletiva da equipe alemã para a vitória. “A Argentina é a favorita”, afirma o zagueiro, que destaca, entre os atletas adversários, os atacantes Lionel MessiCarlos Tevez. “Porém, temos que fazer com que o time seja capaz de apresentar soluções criativas. Estamos coesos, como equipe, e mostramos até agora capacidade de nos mantermos assim frente às seleções que enfrentamos”, acrescentou.

Alemanha e Argentina se enfrentam no próximo sábado, às 11h, na Cidade do Cabo, pelas quartas de final do Mundial da África do Sul.

Toda a nossa TORCIDA e preces indormidas pela VITÓRIA da brilhante seleção comandada por MARADONA.

Só ouvir, durante todo este período do Mundial, em todas as transmissões televisivas onde o futebol é destaque, que “Argentina é a favorita”, “Argentina é a melhor seleção até agora”, “Argetnina é a grande favorita do Mundial” – sobre uma seleção que chegou à Copa desacreditada, já é um som paralâmico em nossos ouvidos atentos e apaixonados.

Fora do time contra a Coreia do Sul, Maradona beija Verón, após substituição no jogo contra Nigéria

Maradona beija Verón após partida contra a Nigéria,  seu estilo habitual de tratar os jogadores

Só por estar assim, e continuar em campo, despertando a máxima atenção até dos adversários, a seleção de MARADONA, MESSI, TEVÉZ, PALERMO, Agüero, Milito, Di Maria, Mascherano, Higuain, Heinze, Sérgio Romero, Gutiérrez, Samuel, Mancuso e toda a trupe da alviceleste, já é CAMPEÃ.

 SARAVÁAAAAAAAAA !!!

Adelante, Companheros ! E vamos a ganar !

Maradona Prepara Argentina

 

 maradona romero argentina

Maradona e o carinho em Romero: goleiro será
um dos poucos mantidos no time (Foto: AP)

Vem aí uma nova Argentina na Copa do Mundo. Mas só por uma partida. Após o treino deste domingo, o técnico Diego Maradona deu a entender que vai fazer sete mudanças no time para a partida contra a Grécia, na terça, válida pela terceira rodada do Grupo B.

Com a classificação praticamente garantida, o treinador levou quase ao pé da letra a expressão “Messi e mais 10”. Manteve o craque no ataque e trocou quase todo o resto da equipe.

O lateral Jonás Gutiérrez, que cumpre suspensão por ter levado o segundo cartão amarelo contra a Coreia do Sul, será substituído por Nicolás Otamendi. Todas as outras trocas serão por questões físicas. O objetivo é dar descanso a alguns titulares e recuperar jogadores com problemas de lesão.

O zagueiro Samuel, que sente dores na perna esquerda, deve dar lugar a Burdisso, que já o tinha substituído na partida da última quinta, contra os sul-coreanos. A defesa terá outra mudança: Clemente Rodríguez entra no lugar de Gabriel Heinze, autor do primeiro gol da Argentina no Mundial, contra a Nigéria.

maradona romero argentina
Garantido, Messi (à esquerda) terá a companhia de
Verón e Agüero no jogo contra a Grécia (Foto: AP)

No meio campo, Maradona deve escalar Juan Sebastián Verón, que tinha sido poupado contra a Coreia do Sul. Mario Bolatti, que entrou no segundo tempo do último jogo, também ganhará uma chance como titular.

Agüero: genro de Maradona escalado contra a Grécia

No ataque, só Messi será mantido. O camisa 10, que tem sido o melhor jogador da Argentina até agora na Copa, ganha mais uma chance de brilhar na África do Sul. Gonzalo Higuaín, autor de três gols na última partida, sai para a entrada de Diego Milito. Carlos Tevez, que também atuou bem contra os sul-coreanos, será poupado e abrirá espaço para Sergio Agüero, genro do treinador.

O time titular contra os gregos, portanto, deve ser: Romero, Otamendi, Demichelis, Burdisso e Clemente Rodríguez; Maxi Rodríguez, Verón e Bolatti; Messi, Agüero e Milito.

MESSI, Tévez e Higuaín no Ataque Argentino

O técnico da seleção argentina, Diego Maradona, deu indícios de que pretende escalar uma equipe ofensiva para a estreia diante da Nigéria no próximo sábado, às 11h (de Brasília), no Ellis Park, em Johannesburgo, pela primeira rodada do Grupo B da Copa do Mundo.

Nesta terça, o treinador escalou a equipe com um trio ofensivo formado por Higuaín, do Real Madrid, Carlitos Tévez, do Manchester City, e Lionel Messi, do Barcelona. Os três jogadores ainda têm o auxílio do meia Di María.

A equipe titular ainda teve o meio de campo formado por Mascherano, Verón e Jonás Gutiérrez. Já o setor defensivo teve Heinze, Samuel e Demichelis, enquanto, no gol, Sergio Romero ganha pontos para ser o titular.

Higuaín, um dos grandes do ataque argentino

Com essa ideia na cabeça, o técnico organizou um treino em que colocou a defesa e o ataque considerados titulares em lados opostos. Os jogadores de frente se deram melhor e ainda tiveram direito a chutar bolas nos perdedores, que, como castigo, ficaram perfilados na linha do gol.

O treino dos argentinos hoje foi marcado pela descontração. No rachão, o time que perdeu foi obrigado a pagar um castigo: todos ficaram na linha do gol, de costas e agachados, para serem bombardeados por chutes dos jogadores do time vencedor.

Vídeo da TV UO (www.folha.com.br) mostra que, no meio desse “fuzilamento”, sobrou até para o técnico da Argentina, Diego Maradona.