Arquivo da tag: Juninho Brassalotti

CURTA SANTOS: inscrições terminam hoje

Realizadores de curtas-metragens e vídeoclipes têm somente até hoje para se inscrever na 10ª edição do Curta Santos – Festival de Cinema de Santos, que será realizado em setembro. 

 
Comemorativo, o evento deste ano traz novidades e vai prestar homenagem ao Centenário do Futebol Arte do Santos Futebol Clube. 
 
Segundo o Diretor de Produção do Festival, meu amigo Juninho Brassalotti, mais de 500 produções já foram enviadas à organização do Festival.
 
Interessados devem ler o regulamento e preencher a ficha de inscrição no site www.curtasantos.com.br

Curta Santos leva Curtas brasileiros a Moçambique

Curtas-metragens brasileiros, destaques nas últimas edições do Curta Santos, Festival Santista de Curtas Metragens, serão exibidos em Moçambique. Pela primeira vez em nove edições, o evento vai realizar mostras de cinema na África. A novidade é fruto de uma parceria com o Festival Kugoma, Fórum de Cinema de Curtas-Metragens de Maputo, capital daquele país, cuja língua oficial também é o português. Serão enviadas 12 produções, quatro delas do litoral de São Paulo.
 
 
Este é o segundo ano de realização do Kugoma. O Festival deste ano acontece entre 30 de junho e 11 de julho em bairros periféricos da capital e em pontos com bastante movimentação, como o aeroporto internacional e a região litorânea de Ka Tempe. As mostras são totalmente gratuitas e, a maioria, ao ar livre.  Além do Brasil, representado pelo Curta Santos, o evento reúne curtas de Portugal, Espanha, Marrocos, França e Peru.
 
 
Da Baixada Santista, serão exibidos Malu e Fred, de Rodrigo Bernardo; Pêlo Amor, de Paula de Matos Franco, O Samba é Raiz, de Andressa Gonzalez; e Maria Capacete, de Eduardo Bezerra e Victor Luzi. De São Paulo, Pugile, Danilo Solferini; Amsterdã, de Fábio Mendonça; e Alguma Coisa Assim, de Esmir Filho. De Brasília, Calango e Rua das Tulipas, ambos de Alê Camargo. De Fortaleza, Vida Maria, de Márcio Ramos. De Minas Gerais, Sumidouro, de Cris Azzi. E, por fim, do Rio de Janeiro, Quintas Intenções, de Maurício Rizzo.
 
 
Eventos internacionais

O ano de 2008, na 6ª edição, foi marcado pelos primeiros passos internacionais do Curta Santos. Depois de trazer produções inéditas da Argentina e do Japão, a organização do Festival Santista recebeu um convite para realizar mostra no festival de curtas de Leipzig, na Alemanha. Além disso, o ano da França no país (2009) possibilitou, por meio de parceria com o Consulado Francês, a exibição de filmes extrangeiros provenientes da Europa.
 
 
O Curta Santos
 
 
A direção geral do 9º Curta Santos é de Ricardo Vasconcellos, com direção de produção de Junior Brassallotti. 
 
 
Edição 2011
 

O 9º Curta Santos será realizado no mês de setembro e contará com cinco dias de programação totalmente gratuita. O Festival tem como objetivo fundamental oferecer ao público sessões de curtas, médias e longas-metragens (os dois últimos, em mostras não-competitivas), além de mesas redondas, oficinas e debates com profissionais da área.

CURTA SANTOS Abre Inscrições

 

Tema é o olhar feminino no cinema: “Para todas as mulheres do mundo”
 
Consolidado como um dos importantes eventos dedicados ao audiovisual do país, tendo  superado a marca de 1 milhão de espectadores em suas duas últimas edições, o Curta Santos – Festival Santista de Curtas Metragens  abre inscrições para sua 9ª edição por meio do site www.curtasantos.com.br
 
O tema deste ano é Para Todas as Mulheres do Mundo e os realizadores podem inscrever seus filmes – com até 20 minutos de duração – em quatro mostras competitivas: Olhar Brasilis, Videoclipe Brasilis, Olhar Caiçara e Videoclipe Brasilis.
 
As duas primeiras tem abrangência nacional e reunirão, respectivamente, os melhores curtas produzidos recentemente e os melhores videoclipes, independente da data de realização. Já as duas últimas seguem o mesmo formato, mas são restritas à produção regional, do litoral de São Paulo.
 
 
 
Mais sobre o tema
 
Desde seu surgimento, o cinema retratou a mulher de forma especial. No início, como fetiche do mundo masculino: fatal, heroína, devoradora de homens. Depois, a figura feminina emancipou-se e passou a buscar seu espaço próprio. Assim, o Festival pretende homenagear “todas as mulheres do mundo”: das atrizes às filósofas, das pensadoras às operárias, do planeta Terra à Mãe Natureza. 
 
O verde é a cor da nona edição e, por meio dele, o Festival abre mais um assunto para reflexão: a sustentabilidade. Desta vez, partindo do princípio do “olhar feminino”, pretende trabalhar a responsabilidade social e o desenvolvimento sustentável por intermédio do audiovisual. O subtema visa a aguçar a discussão sobre o crescimento econômico prejudicial ao meio ambiente – e incentivar a participação ativa do público em ações que zelam pelo futuro da região e do planeta. 
 
MULHERES: a grande temática deste ano no CURTA SANTOS
 
O FESTIVAL
 
O 9º Curta Santos mantém o mês de realização que o consagrou no calendário dos festivais e será realizado em setembro, contando com cinco dias de programação totalmente gratuita. Além de romper paradigmas, rever conceitos e estimular novos caminhos para o audiovisual – premissas adotadas desde a primeira edição –, o CURTA SANTOS objetiva oferecer ao público sessões de curtas, médias e longas-metragens (os dois últimos, em mostras não-competitivas) com produções de qualidade, que estão fora do circuito comercial. Mesas redondas, oficinas e debates com profissionais da área sustentam a proposta. 
 
Em oito anos de trajetória, o Festival já contou com a participação de grandes nomes do cinema nacional, como José Wilker, Matheus Nachtergaele, Paulo César Pereio, Paulo José, Ney Latorraca, Ana Lucia Torre, Dira Paes, Betty Faria, Leona Cavali, Sergio Mamberti, Bete Mendes e Eva Wilma, além de cineastas como Carlos Manga, Carla Camurati, Zita Carvalhosa, Eliane Caffé, Ewaldo Mocarzel, Jose Mojica Marins, Beto Brant, Lírio Ferreira, Carlos Reichenbach, Allan Fresnot, Tata Amaral, Allan Sieber e Toni Venturi, dentre outros.
 
 
Ney Latorraca recebendo homenagem do CURTA SANTOS em 2009, ao lado de Toninho Dantas
 
A direção-geral do 9º Curta Santos é de Ricardo Vasconcellos, com direção de produção de Júnior Brassalotti. Os dois estiveram ao lado do saudoso diretor Toninho Dantas (1948-2010) – idealizador do festival e grande baluarte da Cultura Santista -, desde as primeiras edições, contribuindo decisivamente para seu reconhecimento em âmbito regional e nacional. A direção de mostras é assinada por Tássia Albino, e Rodrigo Zerbetto Chehda assina a  produção. 

“O Que Terá Acontecido a Rosemary?”

Santos Reafirma Talento pra Comédia 

Cartaz no Espaço Teatro Aberto, na Praça dos Andradas, no centro de Santos (SP), a comédia O Que Terá Acontecido a Rosemary?”, texto de Kadu Veríssimo que parodia filmes clássicos como “A Malvada” (1950) e “O Que Terá Acontecido a Baby Jane?” (1962), merece ser vista.

Sucesso de critica e público na região, a montagem tem direção de André Leahun, calcada na interpretação dos atores que resgatam o humor popular das antigas chanchadas do cinema brasileiro, dos programas de auditório do rádio, dos dramas de circo e do besteirol, envolto em embalagem cênica moderna.

Recheado de deliciosos clichês, texto mostra o embate entre duas irmãs: Rosy e Betty Blue, suas aventuras e desventuras em busca da fama, do sucesso e, do reconhecimento.

Até dia 15 de maio, fica em cartaz em Santos. Em seguida, espetáculo cumprirá temporada na capital paulista.

SERVIÇO

O Que Terá Acontecido a Rosemary?Texto: Kadu Veríssimo Direção: André Leahun Com: Junior Brassalotti, Kadu Veríssimo e Luiz Fernando Almeida.

Onde: Espaço Teatro AbertoPraça dos Andradas, 102 – SANTOS

CURTA SANTOS COMEÇA HOJE

Será aberta esta noite a oitava edição do Curta Santos – Festival Santista de Curtasmetragens com o tema Só os Loucos Sabem, numa justíssima homenagem ao seu criador e coordenador por 7 edições – poeta, ator, escritor e agitador cultural, TONINHO DANTAS.

A noite de abertura terá o comando da atriz Denise Fraga, a partir das 20:30h, no Teatro do SESC, seguindo-se show do grupo Charlie Brown Jr.

O patrono é o ator Paulo Goulart, homenageado pelos organizadores do festival que nesta edição traz cerca de 300 títulos distribuidos em Mostras Competitivas e Mostras Especiais. A programação oferece também oficinas e mesas-redondas aos participantes.

OS SELECIONADOS

 Mostra Olhar Caiçara Universitário:A Cartomante”, “A Loucura é de Todos Nós”, “Ensaio Sobre a Fabricação do Real”, “FiguraBaseado em Fatos Surreais”, “Nos Olhos da Esperança”, “Oito”, “SantosSkateA Trajetória do Skate em Santos”, “Santos Surf City Onde Tudo Começou”, “Sem PurpurinaRealidade GLBTT na Baixada Santista” e “Sobre Elas”.

Mostra Olhar Caiçara Independente:Azul Marinho Preto e Branco”, “Balada a Um Desvalido”, “Canais de Santos”, “Cante Lá Que Eu Canto Cá”, “De Velha Basta Eu”, “Manequim”, “Mulheres da Prainha”, “Na Força dos Ventos”, “Não Diga Adeus” e “Vida ao Revés”.

Mostra VideoClipe Caiçara: “Certos Dias”, “Desencanado”, “I Bleed”, “O Vício”, “Passos Errados”, “Pilotos da Pedra do Tempo”, “Pra Sempre”, “Stop”, “Sua Imagem” e “Véus Caidos”.

Mostra VidoeClipe Brasilis:Brincando de Samba”, “Cobra de Vidro”, “Dos Amores Mais Vendidos”, “Embalo”, “Herói”, “No Veneno”, “O Que Me Satisfaz”, “Partido em Franja”, “Revolução do Amor Haiti” e “Súplica Cearense”.

As projeçõestodas com entrada franca – terão lugar no recémreinaugurado Cine Arte Posto 4, na Av. Vicente de Carvalho, s/, na Sala 4 do Cine Roxy do Shopping Pátio Iporanga, na Sala 5 do Cine Roxy, da Av. Anna Costa, na Sala 6 do Cine Roxy do Shopping Brisamar, em São Vicente e no Sesc-Santos. Além desses espaços há programação na Unimonte, no Theatro Guarany, Oficina Cultural Regional Pagú, no Terminal Rodoviário de Santos, na Quadra da Escola de Samba União Imperial, no Mendes Plaza Hotel e no Restaurante Fogão de Ouro.

O Curta Santos conta com o querido Juninho Brassalotti na coordenação e é uma realização da Associação dos Artistas e da Associação Cultural Olhar Caiçara em parceria com a Prefeitura Municipal de Santos, Sistema A Tribuna de Comunicação e Roxy Cinemas.

Programação completa: www.curtasantos.com.br

Reta Final para o Curta Santos

Prorrogadas as inscrições para o maior festival de curtas-metragens do litoral paulista, a ser realizado de 14 a 18 de setembro.  

As Mostras Competitivas são divididas em quatro categorias: 

MOSTRA OLHAR CAIÇARA UNIVERSITÁRIA:

podem se inscrever trabalhos acadêmicos e de conclusão de curso produzidos pelos alunos de faculdades da região. Serão selecionados 10 filmes que concorrerão nas categorias melhor curta, melhor direção e melhor montagem.

MOSTRA OLHAR CAIÇARA INDEPENDENTE: podem se inscrever trabalhos produzidos no litoral paulista, sem apoio de grandes produtoras. Serão selecionados 10 filmes que concorrerão aos prêmios de melhor documentário, melhor ficção, ator, atriz, direção, roteiro, montagem, som e fotografia. do país.

MOSTRA DE VIDEOCLIPE CAIÇARA: serão selecionados 10 videoclipes produzidos na região que concorrerão nas categorias melhor videoclipe, melhor direção e melhor performance.

MOSTRA DE VIDEOCLIPE BRASILIS: serão selecionados 10 videoclipes produzidos em todo o país que concorrerão nas categorias melhor videoclipe, melhor direção e melhor performance.

Ney Latorraca e Toninho Dantas na edição 2009 do CURTA SANTOS… Saudade de tanta coisa boa… 

Idealizado pelo querido TONINHO DANTAS – ator, escritor, poeta, produtor e agitador cultural santista -, cuja partida para o andar de cima aconteceu este ano, o CURTA SANTOS está sendo levado adiante pelo também produtor e ator JUNINHO BRASSALOTTI e faz bela e merecida HOMENAGEM a seu fundador ao colocar o rosto de Toninho no material de divulgação do festival, um dos mais organizados, concorridos e bem realizados do país. 

VIDA LONGA PARA O CURTA SANTOS !

Rosemary Estréia no Teatro de Santos

O espetáculo O Que Terá Acontecido a Rosemary? será encenado dia 7 de agosto no Teatro Braz Cubas, em Santos. A temporada da peça se estende até 26 de Setembro, sempre aos sábados e domingos, às 21 horas.
 
Baixe Fotos - R...jpg
Baixe Fotos - R...jpg

Com inspiração nas antigas chanchadas do cinema brasileiro, a peça mostra o embate entre duas irmãs: Rosy e Betty Blue, suas aventuras e desventuras em busca da fama, sucesso e reconhecimento.

Tendo como fio condutor uma paródia dos clássicos filmes O Que Terá Acontecido a Baby Jane e A Malvada, ambos com Bette Davis, o espetáculo está calcado na interpretação dos atores, onde há o resgate do humor popular com uma embalagem cênica moderna.

Sobre o Besteirol

No alvorecer da década de oitenta, um movimento-artístico-teatral tomou de assalto os palcos do eixo Rio /São Paulo, firmando-se como um dos últimos da cena contemporânea brasileira a ter grande expressão.
Amado e odiado na mesma proporção, o Besteirol – terminologia imortalizada numa crítica teatral ao espetáculo As 1001 Encarnações de Pompeu Loredo, de Mauro Rasi e Vicente Pereira -,  detém um séqüito de detratores e entusiastas.
Recheado de referências que vão da comédia popular ao Teatro de Revista com seus números de cortinas e comperes, do Teatro Épico- que teve sua fonte nos números de Cabaré de Karl Valentin- às Chanchadas da Atlântida, uma coisa é certa: raso e superficial os espetáculos desta natureza jamais foram.
Paródias, paráfrases, estilizações, metáforas, intertextualidade, metalinguagem, distanciamento, critica mordaz aos costumes, antropofagia dos conceitos pequenos burgueses, tudo isto se justapõe de maneira bem humorada, irreverente e sarcástica.

Este movimento é comparado a outros importantes da década de 80, em outros países, como por exemplo A Ridiculous Theatrical Company, nos Estados Unidos, que trouxe à cena a obra dramatúrgica de Charles Ludlam (O Mistério de Irmã Vap), e a Movida Madrileña, na Espanha, que revelou nomes como Pedro Almodóvar.


Diversos atores e autores vieram renovar a cena neste período, como Miguel Falabella, Vicente Pereira, Mauro Rasi, Hamilton Vaz Pereira, Maria Lucia Dahl, Guilherme Karam, Duse Nacaratti, Ricardo Almeida, Miguel Magno, Diogo Vilela, Louise Cardoso e tantos outros. E espetáculos ficaram na história, como Sereias da Zona Sul, Doce Deleite, Camila Backer Lives in Concert, Pedra – A Tragédia, Classificados Desclassificados e Quem tem Medo de Itália Fausta ?, este último, considerado o epíteto do Teatro Besteirol.

Neste ano de 2010, quando se comemoram 30 anos do surgimento do BESTEIROL, Santos poderá apreciar o espetáculo O Que Terá Acontecido A Rosemary? 

  Ficha técnica    

Autor: Kadu Veríssimo

Direção: André Leahun 

Produção: Casa 3 de Artes


Elenco:

Kadu Veríssimo
Junior Brassalotti
Luiz Fernando Almeida

Quando:

de 7 de agosto até 26 de Setembro, sábados e domingos, 21 horas.

Ingressos:

Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira),

R$ 15,00 (lista de desconto)

e R$ 10,00 (classe artística, estudantes e idosos). 

Onde:

Teatro Municipal Brás Cubas

Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias.

A peça tem apoio de Trajano Bar, Metropole Restaurante, Lavanderia Londres, A Mineira Pao de Queijo, Secretaria Municipal de Cultura de Santos e Prefeitura Municipal de Santos.

* N.R: Os votos do Blog Aurora de Cinema para  o sucesso do espetáculo e que a temporada tenha êxito de público e crítica.

Juninho Brassalotti é um amigo super querido, ator de talento, versatilidade e produtor cultural de invejável capacidade.

O Besteirol, gênero imortalizado pelo saudoso e queridíssimo MAURO RASI, precisa ser mais divulgado no país. As novas gerações pouco ou nada conhecem dele de fato. Nós AMAMOS o gênero e trabalhamos, sempre nos é dada a chance,  pra que seja reconhecido em todo o país como uma das boas contribuições brasileiras ao movimento teatral do mundo.

Mauro Rasi: humor refinado, inteligência aguçada, dramaturgia rica em questionamentos e versatilidade, escritor deixou enorme lacuna na cena artística brasileira… Saudades de Mauro Rasi…

SARAVÁ !!! Viva MAURO RASI !!! SALVE o BESTEIROL !!!

VAMOS AO TEATRO conferir O Que Terá Acontecido a Rosemary?

CURTA SANTOS – É Hoje !

Acontece agora o lançamento da oitava edição do CURTA SANTOS.

Cenário: Conversa Fiada Bar 

Este ano, a equipe terá um desafio extra: dar conta de preencher a lacuna deixada por TONINHO DANTAS, seu ilustre criador, que passou pro andar de cima recentemente. E pra isso conta com o incansável JUNINHO BRASSALOTTI, ator, produtor, braço esquerdo e direito de Toninho. 

A busca constante pela consolidação de um pólo audiovisual regional continuará, portanto hoje, os organizadores realizam este evento aberto ao público, com diversas novidades e surpresas.

Realizadores da região e de todo o país podem se inscrever, a partir de hoje, nas mostras competitivas Olhar Caiçara Independe, Olhar Caiçara Universitário, Videoclipe Caiçara‘ e Videoclipe Brasilis. As três primeiras estão voltadas para produções desenvolvidas no litoral do Estado de São Paulo, sendo que a última, permite que produtores de todo Brasil inscrevam seus trabalhos.

Visite: www.curtasantos.com.br, www.curtasantos.com.br/blog, www.twitter.com.br/curtasantos, www.youtube.com.br/curtasantos

Conversa Fiada BarRua Benedicto Calixto, 13Pompéia