Arquivo da tag: leia Cinema Brasileiro no #blogauroradecinema

Desarquivando Alice Gonzaga estreia amanhã no Festival do Rio

Resultado de imagem para alice gonzaga desarquivando alice gonzaga

“Quero lembrar que estou aqui hoje com 82 anos e que a vida pode ser longa, trabalhosa e difícil, mas que também ela recompensa os que perseveram e trabalham sempre”.

É assim que Alice Gonzaga se expressa, sempre cheia de energia e planejando novos passos.

Resultado de imagem para alice gonzaga e betse de paula

Alice Gonzaga e Betse de Paula: felizes com a receptividade que ‘Desarquivando’ vem ganhando por onde passa…

Alice é o tema do documentário DESARQUIVANDO ALICE GONZAGA, da premiada cineasta Betse de Paula. O filme teve pré-lançamento na 12a Mostra de Ouro Preto, realizada em junho deste ano, foi exibido também em Gramado, e agora chega ao Festival do Rio.

A exibição de Desarquivando Alice Gonzaga acontece amanhã, às 19h, na Cinemateca do Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio de Janeiro.

Imagem relacionada

Detentora de boa parte da memória do cinema brasileiro, Alice Gonzaga é pesquisadora, produtora e escritora, e comanda a Cinédia desde os anos de 1970, onde faz um importante trabalho de preservação e recuperação de clássicos da produtora, como “Lábios Sem Beijo”, de Humberto Mauro, e “Alô, Alô, Carnaval!”, de Adhemar Gonzaga.

  • Adhemar Gonzaga criou a CINÉDIA – primeiro estúdio de cinema do Brasil em 1930, e pela Cia foram feitos muitos filmes importantes da Cinematografia Brasileira.

Resultado de imagem para alice gonzaga desarquivando

Ao lado de Grande Otelo, Alice Gonzaga observa frames do cinema brasileiro

“Eu ainda preciso viver mais uns cinco ou dez anos para dar jeito em muita coisa lá na Cinédia”. Foi assim que Alice Gonzaga reagiu a Homenagem que recebeu do Festival de Cinema de Gramado.

A história da Cinédia, de Alice e de seu pai Adhemar Gonzaga é contada no longa Desarquivando Alice Gonzaga, de Betse de Paula, cuja estreia acontece amanhã à noite dentro da programação do Festival do Rio:

Confira o trailler: https://vimeo.com/219126374

“Tenho muito orgulho desse filme, onde conto muitas verdades e lembranças sobre o cinema brasileiro. Vocês não podem perder!”, diz a incansável Alice Gonzaga num convite para que amantes do cinema – e interessados na preservação da memória da cultura brasileira – estejam amanhã na sessão do MAM !

Resultado de imagem para alice gonzaga e betse de paula

                       Betse de Paula e Alice Gonzaga convidam:

                                                Vamos ao Cinema !

Juliana Paes: a nova Dona Flor do Cinema

Juliana Paes, a Diva Master entre as morenas brasileiras da atualidade, vai protagonizar mais um clássico do saudoso Jorge Amado: a atriz será Dona Flor no Cinema !

A nova versão do filme Dona Flor e seus dois maridos começará a ser rodada mês que vem em  Salvador. A direção é de Pedro Vasconcelos, um dos talentos emergentes da TV Globo, emissora na qual estreou como ator.
O inesquecível trio Mauro-Sônia-Wilker em Dona Flor e seus Dois Maridos
A ideia do diretor é repetir o sucesso da primeira adaptação do filme, de 1976, que durante 34 anos foi a produção nacional de maior público da história do Cinema Brasileiro, com mais de 10 milhões de espectadores. Agora, perde apenas para Tropa de Elite 2, de José Padilha.
Esta será a segunda vez que Juliana Paes protagoniza um remake de Jorge Amado. Em 2012, a atriz incorporou a lendária Gabriela em uma das novelas das 23h de maior audiência na TV Globo, dirigida por Mauro Mendonça Filho. Na versão fílmica de 1976, de retumbante êxito, o famoso trio Dona Flor Flor e seus Dois Maridos foi interpretado por Sônia Braga, José Wilker (Vadinho) e Mauro Mendonça (Teodoro). Já na TV, a minissérie de 1998, dirigida por Maurinho Mendonça, teve Giulia Gam, Edson Celulari e Marco Nanini nos papéis principais.
No filme de Pedro Vasconcelos, os maridos serão Marcelo Faria (Vadinho) e Leandro Hassum (Teodoro).
Despedida
Atualmente, Juliana Paes pode ser vista na telona no filme ‘A Despedida’, do premiado diretor Marcelo Galvão. O filme recebeu 4 Kikitos no Festival de Gramado, há 2 anos, incluindo o de Melhor Atriz para Juliana. E antes que o ano acabe, Juliana volta ao Projac para os primeiros trabalhos de preparação de elenco rumo à próxima novela de Glória Perez, do horário nobre, a ser exibida em 2017.
Juliana

Juliana Paes também está em Dois Irmãos, série já gravada e ainda inédita, sob direção de Luiz Fernando Carvalho, da obra do escritor amazonense Milton Hatoum, que pode ir ao ar em janeiro.

Depois do sucesso da novela Totalmente Demais, Juliana Paes adotou o look que exibe agora com novo corte de cabelo…