Arquivo da tag: Lina Chamie

Humor em webserie é Botolovers…

 Meu querido amigo, produtor, roteirista e cineasta José Agripino estreando como planejador de ação em redes sociais:

E a estreia é com  Botolovers…

Há material bastante pra ser visto, apreciado e dar muita risada.

O link do youtube é

http://www.youtube.com/watch?v=WfyHph7lHOs

O mais, você confere aí: 

 

 BOTOLOVERS é uma websérie de comédia, focada na particularidade dos seus personagens e em seus diálogos rápidos com humor ousado e afiado. 

Botolovers é sobre relacionamentos contemporâneos, longe de julgamentos e com regras próprias. 

Botolovers é um estilo de vida, uma vida livre, maluca e colorida. 

Quem disse que um casal é feito de dois?

Para Patrick, Naara e João Eugênio, a vida num relacionamento a três é mais que perfeita, ou às vezes, mais que imperfeita. Nessa websérie de humor, conheceremos o dia a dia desses três jovens de 20 e poucos anos que levam a vida como um típico casal que precisa lidar com os obstáculos da rotina e com a individualidade de cada um.

Se a vida a dois é complicada, a vida a três é uma confusão. Isso é ser um botolover: livre e preso a vida de uma metrópole, malucamente normal e com toda caretice da tal existência dita “descolada”, amantes da vida e do boto cor-de-rosa.

A DIREÇÃO –  Caroline Fioratti

Formada em cinema pela FAAP, Caroline Fioratti trabalhou na Gullane Filmes

como integrante do Núcleo de Dramaturgia da produtora. Formigas, seu

curta-metragem de estréia, percorreu festivais nacionais e internacionais e

recebeu diversos prêmios. A Grande Viagem, seu segundo curta-metragem,

conta com o incentivo do Ministério da Cultura e teve sua estreia no Festival

de Paulínia 2011. Atualmente, além de trabalhar na websérie Botolovers,

Caroline desenvolve um roteiro de longa-metragem com o diretor Carlos

Cortez e roteiriza um série de documentários para o History Channel.

AURORA FILMES

A Aurora Filmes surgiu da união dos produtores Rui Pires e André Montenegro que ao longo de 15 anos, trabalharam em mais de 40 produções como Carandiru, de Hector Babenco, O Ano que meus pais sairam de férias, de Cao Hamburger e As melhores coisas do mundo, de Laís Bodanzky.

A produtora iniciou suas atividades em 2006 coproduzindo o filme A Via Láctea, de Lina Chamie, que participou da Semana da Crítica do Festival de Cannes. Reflexões de um Liquidificador, de André Klotzel, lançado em 2010, é o segundo filme da Aurora. O ano de 2011 é marcado pelo lançamento do filme Estamos Juntos, dirigido por Toni Venturi, e pela filmagem de Entre Vales e Montanhas, do diretor Philippe Barcinski. A Aurora inicia também o desenvolvimento de novos projetos em parceria com outros diretores.

OS PERSONAGENS

Patrick, Naara e João Eugênio são um casal de três. Eles vivem juntos há 2 anos e estão no momento do relacionamento em que amor e paixão começam a ser questionados. Ao longo da série, veremos como esses três namorados lidam com as situações cotidianas:

dormir na mesma

cama, fazer feira, ir a igreja,

trabalhar, matar um inseto,

dividir um banheiro, entre outras coisas.

Para eles, nada é muito simples, pois em três, o consenso é sempre difícil de se alcançar. Surgem assim, as situações cômicas que são a essência dos episódios. 

Equipe de Botolovers comemora estreia…
 

SÃO SILVESTRE NA TELONA

Esgrimista e apaixonada por esportes, a cineasta LINA CHAMIE pretende colocar na tela a corrida de São Silvestre, mais importante prova de atletismo de rua do país.

A intenção de Lina é colocar na tela a visão do corredor:  colar uma câmera ao corpo de seu protagonista, que ela imagina atleta e mulher, neste primeiro momento. “Meu plano é ter uma ‘câmera-alma’ que mostre como é estar lá dentro da corrida”, descreve.

Ela ainda não tem protagonista escolhido, mas a intenção é que seja uma atleta, mulher e de ponta, capaz de vencer o percurso em aproximadamente 50 minutos – tempo equivalente ao gasto pelas mulheres que venceram as últimas provas, como a queniana Pasalia Kipkoech Chepkoir, em 2009, e as brasileiras Lucélia Peres e Maria Zeferina Baldaia, vitoriosas respectivamente em 2006 e 2001.
Marco Ricca deve protagonizar mais um filme de Lina Chamie
 
Mas está decidido: o filme, ainda sem título definitivo, vai transitar entre o documentário e a ficção. Em termos ideais, Lina gostaria de começar a trabalhar no projeto nos próximos dois meses, já que em abril tem início o calendário de provas esportivas de que participam todos os atletas de olho na São Silvestre, com a intenção de treinar para a grande prova do dia 31 de dezembro.

Ao mesmo tempo, a cineasta quer desenvolver o roteiro de seu terceiro filme de ficção, Os Amigos, que gostaria de filmar em 2011, caso consiga captar os recursos necessários. Como aconteceu em A Via Láctea, mais uma vez o protagonista aqui será o ator Marco Ricca, vivendo um homem maduro que passa um dia particularmente dramático de sua vida.