Arquivo da tag: longas

KIKITOS consagram Nordeste em Gramado

BLOG AURORA DE CINEMA direto do Festival de Gramado

Maranhão, Pernambuco e Bahia foram os grandes vencedores em Gramado…

O NORDESTE mandou muito bem em Gramado e marcou muitos gols durante a 41ª Edição do mais popular festival de cinema do país. Além das belas e merecidas homenagens aos atores baianos Othon Bastos (que tem 80 anos e 75 filmes na carreira), e Wagner Moura (consagrado no Teatro, na TV e no Cinema, com vários filmes, mas sobretudo com TROPA DE ELITE), o festival homenageou também as 3 décadas do filme ‘Sargento Getúlio’, do cearense Hermano Penna, consagrando três importantes filmes produzidos e filmados no Nordeste. A programação constava de 16 curtas nacionais, seis longas estrangeiros, e oito longas brasileiros. Com a Curadoria elogiadísisma por conta da qualidade dos filmes exibidos, o festival consagrou um curta e dois longas nordestinos: Acalanto, curta de Arturo Sabóia, é do Maranhão, baseado em obra do escritor moçambicano Mia Couto, e levou 6 KIKITOS, sendo um deles o de MELHOR ATRIZ para a Diva Negra LEA GARCIA.

A estatueta mais popular e mais cobiçada do Cinema Brasileiro, o KIKITO…

Os KIKITOS para Acalanto foram MELHOR FILME para o júri popular, Melhor Filme Júri Oficial, Melhor Diretor para Arturo Sabóia, Direção de Arte para Rogério Tavares,  Trilha-sonora para Luiz Oliviéri, e, como já dissemos antes, MELHOR ATRIZ para Lea Garcia.

Tatuagem, filme de Hilton Lacerda, rodado no eixo Recife-Olinda, foi consagrado em Gramado…

Já o longa TATUAGEM, do roteirista HILTON LACERDA (que já ganhou diversos prêmios no BR e no exterior com o belo filme FEBRE DO RATO, do cineasta Claudio Assis), arrastou 4 KIKITOS e revelou novos talentos do teatro pernambucano e levou os Kikitos de Melhor trilha musical, de autoria do Dj Dolores; MELHOR LONGA para a Crítica, e Melhor Filme para o júri técnico, consagrando o monumental ator IRANDHIR SANTOS como MELHOR ATOR do Festival.

Conforme previu o blog Aurora de Cinema, Irandhir Santos sagrou-se MELHOR ATOR…

O outro longa que veio do Nordeste e ganhou 3 KIKITOS foi o belo A Coleção Invisível, com roteiro do francês-baiano Bernard Attal, do baiano Sérgio Machado, e da cearense Iziane Mascarenhas.

Este filme tem na ficha técnica um nome muito querido deste blog Aurora de Cinema: o de Elson Rosário, cineasta e competente produtor de elenco, que esteve em Gramado coordenando entrevistas, ciceroneando a equipe, e contribuindo para a boa repercussão do filme baiano.

Clarice Abujamra, Vladimir Brichta e Walmor Chagas no filme A Coleção Invisível

A Coleção Invisível, vencedor este ano do Festival Itinerante da Língua Portuguesa – FESTIN -, realizado em abril, em Lisboa, levou os troféus de Melhor Ator Coadjuvante – para o saudoso Walmor Chagas; Melhor Atriz Coadjuvante para Clarice Abujamra; e Melhor Filme para o Júri Popular, dividindo este último troféu com o filme longa-metragem de animação gaúcho, Até que a Sbórnia nos Separe, de Otto Guerra e Ênio Torresan Júnior.

IMG_9589

Arturo Sabóia, Léa Garcia e Aurora Miranda Leão…

Festival de Gramado prepara sua 41a edição

Vencedores deste ano estarão na Semana do Cinema no Peru…

A edição comemorativa de 40 anos teve os filmes “Colegas”, “Artigas, La Redota” e “Menino do Cinco” como grandes vencedores. Agora, os organizadores já estão em ritmo acelerado preparando a próxima edição do Festival de Cinema de Gramado, que será realizada de 9 a 17 de agosto na cidade serrana.

Filme ‘Colegas’, de Marcelo Galvão, grande vencedor da edição Gramado 2012…

Na 41ª edição, seguindo a tradição do Festival, serão quatro mostras competitivas: longas brasileiros, longas latinos, curtas brasileiros e curtas gaúchos. As inscrições para todas as mostras já foram encerradas. Na curadoria dos longas em competições, Rubens Ewald Filho, José Wilker, e Marcos Santuário prosseguem como Curadores.

Wilker, Santuário e Rubens Ewald Filho: os Curadores…

Por enquanto, a organização comemora os excelentes números alcançados. Considerando as mostras de longas-metragens brasileiros e estrangeiros, e curtas-metragens brasileiros e gaúchos, a edição deste ano superou a marca das inscrições da edição comemorativa de 40 anos.

Cidade de Gramado fica ainda mais bonita com o Festival de Cinema…

Foram 117 inscritos em longas brasileiros, 50 em longas estrangeiros e 72 em curtas gaúchos. O maior aumento, em comparação ao ano passado, ficou com os curtas nacionais, cujo número de inscrições passou de 253 para 406.

Uma das novidades deste ano é o aprimoramento dos laços de intercâmbio cultural com outros países da América Latina. Assim, o Festival de Cinema de Gramado também marcará presença no Peru. Em viagem à Lima, o prefeito de Gramado, Nestor Tissot, e a secretária de Turismo da cidade, Rosa Helena Volk, foram recebidos pelo embaixador do Brasil no Peru, Carlos Alfredo Lazary Teixeira, e pelo chefe do setor de promoção, Eduardo Pereira e Ferreira.

O KIKITO: o mais popular e cobiçaado troféu do Cinema Brasileiro

Na ocasião, o embaixador convidou o Festival de Cinema de Gramado para participar da Semana do Cinema Brasileiro no Peru. Com a parceria firmada, os filmes vencedores da 41ª edição do Festival terão visibilidade internacional garantida com a exibição na próxima edição do evento no Peru.

* Da esquerda à direita: Chefe do setor de promoção, Eduardo Pereira; Secretária de Turismo de Gramado, Rosa Helena Volk; Prefeito de Gramado, Nestor Tissot; Embaixador do Brasil no Peru, Carlos Alfredo Lazary; e primeira-dama de Gramado, Jandira Tissot.

A cada ano, mais gente vai a Gramado e lota o Palácio dos Festivais para ver as sessões de Cinema Brasileiro e torcer pelo filme predileto…

Inscrições para Festival em Chicago

Inscrições ao Festival Internacional de Cinema Latino vão até dia 21
A 29ª edição do Festival Internacional de Cinema Latino de Chicago, nos Estados Unidos, objetiva reunir filmes da América Latina, Espanha e Portugal para difundir a cultura latina no país. A produção é do Centro Cultural Internacional de Cultura Latina de Chicago e o festival vai acontecer de 13 a 27 de abril de 2013.
Todos os filmes em português devem apresentar legendas em inglês. Serão aceitos curtas e longas-metragens. Para realizar sua inscrição, é necessário preencher o formulário, enviá-lo on-line ou juntamente com o DVD, e pagar uma taxa de 50 dólares. Os proponentes das produções aceitas serão notificados por e-mail até 8 de fevereiro.

Araxá Cine terá Murilo Rosa, Ingra Liberato e Carlos Alberto Riccelli

Primeira edição do Festival de Araxá começa no próximo dia 10…

Reta final dos preparativos para o festival que vai tornar Araxá a Capital do Cinema Brasileiro. Durante uma semana, que terá início no próximo dia 10, a tranquila cidade mineira vai receber convidados, jornalistas, realizadores, artistas, produtores, turistas, estudantes e profissionais interessados na Sétima Arte para viver dias e noites de Cinema em diversas atividades distribuídas em muitas versões.

Carlos Alberto Riccelli, ator e cineasta, vai abrilhantar I Araxá Cine

Será a primeira edição do aguardado festival idealizado pela produtora e cineasta Débora Torres, com Curadoria do crítico Rubens Ewald Filho, e patrocínio do Governo de Minas Gerais.

O burburinho em Araxá por conta disso começou quando da coletiva que anunciou oficialmente a programação do I Araxá Cine Festival. A partir dali, ainda no início de agosto, a imprensa local, regional e nacional começou a divulgar o festival, e a comunidade audiovisual ganhou este novo ponto no mapa. Sobretudo com a realização das mostras Curta Minas e Curta Araxá, as quais vão exibir boa parte da atual produção mineira de curtas-metragens, e também descobrir e revelar novos talentos do audiovisual, a partir da cidade de Araxá, reconhecida e festejada por turistas de todas as partes do mundo por conta de suas famosas águas termais e lamas medicinais.

Atriz INGRA LIBERATO, presença sempre bem vinda, estará em Araxá…

O I ARAXÁ CINE FESTIVAL terá uma premiação total de R$ 130 mil, distribuída em mostras competitivas cinematográficas, nas seguintes categorias: longas-metragens brasileiros de ficção convidados,curtas-metragens mineiros convidados,ecurta-metragens araxaenses selecionados, festivalzinho para as crianças da rede municipal de ensino, palestras, debates, oficinas e workshops de audiovisual. Todo o regulamento do Festival pode ser conferido no site oficial do evento, que estará lançando dois novos prêmios para o Cinema Brasileiro: os troféus Dona Beja e o Araxá Terra do Sol, a serem distribuídos para os vencedores do festival, conforme avisa Débora Torres.

Festival terá dois novos prêmios para o Cinema Brasileiro: Troféu Dona Beja e Araxá Terra do Sol

Localizado no alto de Santa Rita, com acesso por escadaria com 236 degraus ou pela avenida,o Mirante do Cristo oferece vista panorâmica da cidade de Araxá.

O festival é realizado com apoio principal da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), e Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), através da Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet – Ministério da Cultura), e todas as atividades programadas terão acesso gratuito, com apresentações musicais na abertura de cada sessão, promovendo um salutar intercâmbio interregional entre profissionais, público e amantes da arte cinematográfica e musical.

Na noite de encerramento, será exibido, em avant première, o filme Vazio Coração, primeiro longa-metragem de Alberto Araújo, produzido por Débora Torres, contando com elenco repleto de nomes bem conhecidos do grande público: Murilo Rosa, Lima Duarte, Othon Bastos, Bete Mendes, Oscar Magrini, o Embaixador Lauro Moreira, Larissa Maciel, e Patrícia Naves.

Murilo Rosa é o protagonista de Vazio Coração, que terá lançamento no Festival

Por conta disso, e da exibição de outros longas-metragens durante os 7 dias do I ARAXÁ CINE FESTIVAL a presença dos atores Murilo Rosa, Ingra Liberato e Carlos Alberto Riccelli, que é autor (junto com a atriz Bruna Lombardi) e diretor do filme Onde Está a Felicidade ?

SERVIÇO

1º ARAXÁ CINE FESTIVALFestival Nacional de Cinema de Araxá

Data: 10 a 16 de setembro

Onde: Araxá, Minas Gerais

Coordenação: Débora Torres

Curadoria: Rubens Ewald Filho

ENTRADA GRATUITA

Mais informações: http://www.araxacinefestival.com.br

REDES

FACEBOOK – https://www.facebook.com/araxacinefestival

TWITTER – https://twitter.com/AuroraMLeao

BLOG – http://www.auroradecinema.wordpress.com

Araxá: porque o Cinema deve brilhar como o Sol

Cidade que já foi tema de livros, romances e até de uma novela de muita audiência, Dona Beja (protagonizada por Maitê Proença), ARAXÁ, a 367 km da capital mineira, vai sediar seu primeiro festival de cinema, a partir do próximo dia 10 de setembro.

O I Araxá Cine Festival foi criado pela cineasta e produtora Débora Torres, tem Curadoria de Rubens Ewald Filho, e terá uma extensa programação de 7 dias com exibições gratuitas, e uma premiação de R$ 130 mil, distribuída para várias categorias.

Rubens Ewald Filho, o crítico mais festejado do país, é também o Curador do I Araxá Cine Festival

A programação do Araxá Cine consiste em mostras competitivas cinematográficas, nas seguintes categorias: longas-metragens brasileiros de ficção convidados,curtas-metragens mineiros convidados,ecurta-metragens araxaenses selecionados, festivalzinho para as crianças da rede municipal de ensino, palestras, debates, oficinas e workshops de audiovisual. O festival é realizado através da Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet – Ministério da Cultura), e todas as atividades programadas terão acesso gratuito, com apresentações musicais na abertura de cada sessão, promovendo um salutar intercâmbio interregional entre profissionais, público e amantes da arte cinematográfica e musical.

Araxá, cidade da messoregião do Triângulo Mineiro, possui aspectos que a tornam absolutamente propícia a receber um festival de cinema, a começar pela beleza de suas paisagens naturais, ainda mais quando o objetivo está alicerçado numa proposta onde história e memória da cinematografia brasileira desenham-se em intercâmbio com o local, regional e nacional, centrando o foco no Cinema como Patrimônio em Diálogo com o Público.

Objetivando apresentar ao público a diversidade da produção cinematográfica brasileira em formação, reflexão, exibição e difusão, o 1º ARAXÁ CINEFESTIVAL pretende abrir precedentes para disseminar Cultura & Arte em todos os aspectos, através de encontros e diálogos, de revelação e integração de novas iniciativas, ampliação e visibilidade para todos que têm compromisso com seu país.

Débora Torres entre Murilo Rosa e Alberto Araújo: concretizando mais um Festival de Cinema…

A idealizadora do Festival, cineasta e produtora Débora Torres, entusiasmada com a concretização do projeto, que alimentava há cerca de 3 anos, afirma: “Araxá é uma cidade acolhedora, com uma rede hoteleira muito boa. Queremos que seja um evento que venha para ficar.”

A LOGOMARCA

A assinatura visual do 1º Araxá Cine Festival foi desenvolvida através de um processo de estudo e pesquisa, visando a representar em um símbolo todo o objetivo do festival: trazer o cinema brasileiro à cidade de Araxá. Optou-se por elaborar uma marca com o conceito de que, durante o período do festival, Araxá e cinema serão um só. Transmitindo também a proposta de transformar a cidade na Capital Nacional do Cinema Brasileiro no período.

O símbolo é representado por um elemento traduzido em metade sol e outra metade uma fita de cinema. O sol representa Araxá. Elemento que é a tradução literal do nome do município, nome indígena que significa “lugar alto onde primeiro se avista o sol”. O círculo central também representa uma fita de cinema, envolto por uma lata na cor cinza escuro. O tom amarelo ouro também remete a “era dourada do cinema”.

 Débora Torres e Aurora Miranda Leão, unidas pela Sétima Arte…

O logotipo foi elaborado com as cores cinza e preto, transmitindo os conceitos seriedade e sobriedade. A tipografia foi desenvolvida para, ao mesmo tempo, passar o conceito de jovialidade e seriedade. As cores aliadas ao amarelo significam sucesso, brilho e  glamour, conceitos diretamente ligados ao universo cinematográfico.

Todos os elementos que formam a composição (símbolo, logotipo, legenda) estão dispostos de modo harmônico, para que haja uma simbiose capaz de agregar todos os objetos num conjunto gráfico.

Cena de O Mineiro e o Queijo, filme que vai abrir o Araxá Cine Festival

A solenidade de abertura do Festival está marcada para às 19h do dia 10 de setembro com show musical de artistas araxaenses no Teatro Municipal de Araxá, que será inaugurado oficialmente na ocasião. Em seguida, às 20h, será exibido o documentário O Mineiro e o Queijo, de Helvécio Ratton.

Dentre os livros a serem lançados, DICIONÁRIO DE FILMES BRASILEIROS – CURTA E MÉDIA METRAGEM, do pesquisador Antônio Leão; Ensaios de Cinema, do crítico L.G. de Miranda Leão; e Criação de Curta-Metragem em Vídeo Digital, do cineasta e roteirista Alex Moletta. Ainda na programação, a oficina de Walter Webb – ROTEIRO, PRODUÇÃO & DIREÇÃO, e o workshop PREPARAÇÃO – VIVÊNCIA DA PERSONAGEM NO TEMPO PRESENTE, com a atriz Ingra Liberato.

Na noite de encerramento, acontecerá a avant-première do filme Vazio Coração, a primeira exibição pública do longa-metragem de Alberto Araújo, que foi produzido por Débora Torres, e que tem elenco formado por Murilo Rosa, Lima Duarte,  Othon Bastos, Bete Mendes, Oscar Magrini, o Embaixador Lauro Moreira, Larissa Maciel, e Patrícia Naves no elenco.

Murilo Rosa protagoniza o longa Vazio Coração, de Alberto Araújo, que terá uma prévia na noite de encerramento do I Araxá Cine Festival

SAIBA MAIS SOBRE  VAZIO CORAÇÃO: http://auroradecinema.wordpress.com/2011/10/28/debora-torres-entre-vazio-coracao-e-festival-de-cinema-de-araxa/

QUEM FAZ o ARAXÁ CINE FESTIVAL

Idealização, Produção Executiva e Programação Visual:
DÉBORA TORRES

Curadoria da Mostra de longas metragens:
RUBENS EWALD FILHO

Curadoria de Curtas Minas:
GUIGO PÁDUA

Direção Artística:
ALBERTO  ARAÚJO

Coordenação Artística:
DÉBORA FRANCISCO

Coordenação das Mostras Competitivas e Paralelas:
PEDRO PINHEIRO

Coordenação de Comunicação:
DELVO  SIMÕES

Coordenação de Oficinas:
JOÃOZINHO UIRAPURU

Coordenação de transporte e logística:
CÉLIA PIO

Coordenação de Produção:
ALMIR AVELAR

Programação, Captação e tráfego de filmes:
ÂNGELA TORRES

Chefe de Receptivo e Cadastramento:
WALDIANE ERICEIRA

Secretária Executiva:
SÔNIA PASSOS

Assessoria de Imprensa do Festival:
AURORA MIRANDA LEÃO 

SERVIÇO

1º ARAXÁ CINE FESTIVAL – Festival Nacional de Cinema de Araxá

Data: 10 a 16 de setembro de 2012-08-10

Local: Teatro Municipal de Araxá e itinerâncias

Mais informações: http://www.araxacinefestival.com.br

Curta Santos divulga selecionados em festa na sexta

Como acontece anualmente, os curtas selecionados para a próxima edição do Festival CURTA SANTOS serão divulgados em badalada festa na cidade do litoral paulista, na próxima sexta.

A organização do festival vai receber público, realizadores e imprensa no Espaço Cultural Tremendão, localizado na Rua Brás Cubas, nº 404, Vila Mathias, em Santos. A entrada é franca.

No ano em que completa uma década, as mostras competitivas dobraram, passando de 4 para 8, a saber, Olhar Brasilis, Videoclipe Brasilis, Novos Olhares, Mostra Curta Santos F.C., e Mostra Minuto são as nacionais. As mostras direcionadas aos realizadores do litoral de São Paulo são a Olhar Caiçara, Videoclipe Caiçara e Curta Escola.

A Mostra Olhar Brasilis e a Mostra Videoclipe Brasilis são de livre temática. A Mostra Curta Santos F.C. e Mostra Minuto, são, por sua vez, comemorativas e voltadas ao Santos Futebol Clube: a primeira para produções com duração de até 10 minutos, e a segunda é para o torcedor que quer expressar a paixão pelo time em até 60 segundos (um minuto).

Já a Mostra Novos Olhares, ainda nacional, aceita somente produções realizadas por meio de captação digital (câmeras amadoras, celulares, tablets e semelhantes – em alta ou baixa resolução), com duração máxima de 5 minutos.

As regionais são a Mostra Olhar Caiçara e Mostra Videoclipe Caiçara. Elas são voltadas a realizadores de todo o litoral de São Paulo. E com o intuito de encontrar novos talentos no audiovisual, estreia a Mostra Curta Escola, destinada a produções de até 10 minutos, realizadas por alunos do Ensino Fundamental de escolas da região. Para todos, nesta categoria, a temática é livre.

Ao menos três grandes novidades marcam esta edição do Festival. Duas delas estão relacionadas diretamente ao nome. O Festival Santista de Curtas Metragens virou Festival de Cinema de Santos. Isso em razão das mostras especiais de longas-metragens, as quais devem levar à região produções inéditas de diretores e produtores consagrados nacionalmente. E a terceira é a já citada anteriormente, o dobro de mostras competitivas.

Júnior Brassalotti e Ricardo Vasconcellos à frente do CURTA SANTOS…

“O Curta Santos cresceu e partir de agora temos que atender às necessidades do audiovisual brasileiro, sem, é claro, deixar de lado a nossa tradição”, ressalta o diretor geral do evento, Ricardo Vasconcellos. “Sempre teremos as nossas mostras competitivas de curtas-metragens. É a nossa marca registrada. Realizadores de todo o Brasil esperam o período de inscrições para participar”, explica. Na cúpula do Festival também estão Júnior Brassalotti, diretor de produção, e Tássia Albino, diretora de mostras.

Sempre alinhado ao contexto caiçara, típico do litoral, este ano o Festival presta homenagem aos 100 anos do Santos Futebol Clube. Segundo Ricardo, a intenção é fazer uma união de festas entre áreas que sempre foram convergentes, o futebol e o cinema.

O 10º Curta Santos – Festival de Cinema de Santos será realizado em setembro e terá sete dias de programação totalmente gratuita. Saiba mais: www.curtasantos.com.br

Cinema, comédia e inscrições à tela de Campos do Jordão…

Cineastas têm até dia 23 para inscrições ao Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão
Comédias dão o tom do festival, que exibirá produções inéditas e retrospectivas entre os dias 27 de abril e 5 de maio. A Curadoria é do cineasta André Sturm
Ainda abertas as inscrições de filmes para a mostra competitiva do I Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão. São aceitos filmes do gênero comédia produzidos entre 2010 e 2012 e a inscrição dos trabalhos deve ser feita até 23 de março. Uma comissão indicada pelo Instituto São Paulo de Arte e Cultura e pela Prefeitura Municipal de Campos do Jordão selecionará 15 longas e 15 curtas-metragens brasileiros e estrangeiros, a serem exibidos entre 27 de abril e 5 de maio. 

O festival terá também uma mostra paralela homenageando a história do cinema de comédia no Brasil e no mundo, e ainda uma seleção de filmes para jovens e adolescentes, com longas, médias e curtas-metragens produzidos para cinema, TV e internet. A curadoria do evento está a cargo do cineasta André Sturm, diretor do MIS – Museu da Imagem e do Som de SP.

Para se inscrever, basta acessar www.cinemaemcamposdojordao.com.br e preencher a ficha de inscrição.

Anexo à ficha de inscrição, o candidato deverá encaminhar à organização os seguintes itens: sinopse do filme; ficha técnica com os principais nomes do elenco e da equipe; currículo do diretor e da empresa produtora (caso haja); duas cópias em DVD do filme; documento que comprove a finalização a partir de dezembro de 2010, e carta de autorização em papel timbrado, devidamente assinada e carimbada, concedendo os direitos de uso dos materiais para ações previstas no I Festival de Cinema de Campos do Jordão, bem como autorização para exibição do filme dentro da programação do evento.

Reunidos todos esses itens, o candidato deverá encaminhá-los ao escritório do Instituto São Paulo de Arte e Cultura, na Al. Dos Nhambiquaras, 1770 – 5º andar – sala 507, Moema, CEP 04090-004, São Paulo-SP. Os 30 trabalhos selecionados deverão, posteriormente, encaminhar cópia oficial para exibição no Festival (digital ou 35 mm), fotos still, cartazes e outros materiais de divulgação.

O público será responsável pela avaliação final dos filmes. O melhor longa receberá prêmio de R$ 30 mil e o melhor curta R$ 5 mil. Outros cinco curtas, selecionados pelo júri, receberão prêmios de R$ 3 mil.

A realização do I Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão é da Confraria da Comunicação e Kling Associados, que pretendem dar atenção especial para a população local. O festival tem apoio do Governo do Estado de São Paulo, por meio do Programa de Ação Cultural (PROAC).

CineFOOT: ainda dá tempo de inscrever…

Prorrogadas as inscrições ao 3º CINEfoot, que será realizado de 24 a 29 de maio, no Rio, e de 31 de maio a 3 de junho em Sampa. 

Até o próximo dia 16, as inscrições permanecem abertas. São aceitos curtas e longas cujo foco principal seja o FUTEBOL. As obras podem ter sido produzidas em qualquer suporte ou gênero e não há restrições quanto ao ano de realização. .

Além de exibir uma parcela significativa da filmografia sobre o velho e popular esporte bretão, o 3º CINEfoot promove homenagens, debates e apresenta os filmes brasileiros ao mais tradicional festival da categoria em todo o  mundo, o 11MM – Festival Internacional de Filmes de Futebol de Berlim, cujos organizadores já confirmaram presença no Rio de Janeiro.

Para 2012, as mostras competitivas de curtas e longas seguem em formato internacional, assim como em 2011. Os vencedores, eleitos pelo voto do público, recebem a Taça CINEfoot, um troféu nos moldes das grandes competições futebolísticas, criado especialmente para o festival.

O CINEfoot é o primeiro festival de cinema do Brasil e da América Latina com abordagens conceitual e curatorial exclusivas sobre a maior paixão nacional: o futebol. A coordenação-geral é do produtor Antônio Leal.   

Ficha de inscrição e regulamento em www.cinefoot.org 

Serviço:

3º CINEfoot

De 24 a 29 de maio no Arteplex no Rio de Janeiro

De 31 de maio a 3 de junho no Museu do Futebol em São Paulo.

Entrada franca 

Cinema vai aportar em Campos do Jordão

I Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão recebe inscrições
Comédias dão o tom do festival, que exibirá produções inéditas e retrospectivas entre os dias 27 de abril e 5 de maio. A curadoria é do cineasta André Sturm
Estão abertas as inscrições de filmes para a mostra competitiva do I Festival Intrnacional de Cinema de Campos do Jordão. Serão aceitos filmes do gênero comédia, produzidos entre 2010 e 2012, e a inscrição deve ser feita até 23 de março. Uma comissão indicada pelo Instituto São Paulo de Arte e Cultura e pela Prefeitura Municipal de Campos do Jordão selecionará 15 longas e 15 curtas-metragens brasileiros e estrangeiros, os quais serão exibidos entre 27 de abril e 5 de maio. 

O festival terá também uma mostra paralela homenageando a história do cinema de comédia no Brasil e no mundo, e ainda uma seleção de filmes para jovens e adolescentes, com longas, médias e curtas-metragens produzidos para cinema, TV e internet. A curadoria é do cineasta André Sturm, diretor do MIS – Museu da Imagem e do Som.

Para se inscrever, é preciso acessar o site do festival – http://www.cinemaemcamposdojordao.com.br – e preencher a ficha de inscrição. Assim que o documento estiver completo, ele deverá ser impresso e assinado em duas vias pelo responsável legal do filme no Brasil.

Anexo à ficha de inscrição, o candidato deverá encaminhar à organização os seguintes itens: sinopse do filme; ficha técnica com os principais nomes do elenco e da equipe; currículo do diretor e da empresa produtora (caso haja); duas cópias em DVD do filme; documento que comprove que o filme tenha sido finalizado a partir de dezembro de 2010 e carta de autorização em papel timbrado, devidamente assinada e carimbada, concedendo os direitos de uso dos materiais para ações previstas no I Festival de Cinema de Campos do Jordão, bem como autorização para exibição do filme dentro da programação do evento.

Reunidos todos esses itens, o candidato deverá encaminhá-los ao escritório do Instituto São Paulo de Arte e Cultura, na Al. dos Nhambiquaras, 1770 – 5º andar – sala 507, Moema, CEP 04090-004, São Paulo-SP. Os 30 trabalhos selecionados deverão, posteriormente, encaminhar cópia oficial para exibição no Festival (digital ou 35 mm), fotos still, cartazes e outros materiais de divulgação.

O público será responsável pela avaliação final dos filmes. O melhor longa receberá prêmio de R$ 30 mil e o melhor curta R$ 5 mil. Outros cinco curtas, selecionados pelo júri, receberão prêmios de R$ 3 mil.

Cineasta André Sturm é o Curador do Festival de Campos do Jordão

A realização do I Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão é da Confraria da Comunicação e Kling Associados, que pretendem dar atenção especial para a população local. O festival tem apoio do Governo do Estado de São Paulo, por meio do Programa de Ação Cultural (PROAC).