Arquivo da tag: Louise Cardoso no cinema

As Crianças e Clarice, Nicole e um tempo em que ainda havia fadas…

Dia das Crianças teve momento lúdico especial com leitura de Clarice Lispector pela própria sobrinha

Clarice Lispector, uma das escritoras mais festejadas do Brasil, e de obra reconhecida e aplaudida no mundo inteiro, deixou sua marca indelével na Literatura. E a força e encantamento dos textos de Clarice despertam atenção e sintonia onde quer sejam lidos, ultrapassam qualquer faixa etária.

Assim, uma parte importante da obra de Clarice – para crianças e adultos – foi o ponto alto da programação do Centro Cultural Banco do Nordeste Fortaleza neste Dia das Crianças de 2011.

Com uma leitura descontraída e invejável condução sensorial, a produtora e cineasta carioca Nicole Algranti, sobrinha-neta da escritora, esteve em Fortaleza, e protagonizou dois momentos de ‘contação de histórias” no agradável espaço cultural do centro de Fortaleza.

 

Para uma platéia lotada de crianças e mamães ávidas por conhecer mais e melhor da obra da escritora ucraniana que amava o Brasil, e viveu sua infância e adolescência em Recife – por isso Clarice tinha um apreço especial pelo nordeste brasileiro -, Nicole conseguiu a proeza de fazer as crianças sentirem-se partícipes da construção literária de Clarice e, por certo, amealhou novos leitores para a tia e muitos adeptos para a Literatura.

De quebra, Nicole Algranti ainda angariou uma porção de ‘aspirantes a veterinários’, tal a forma carinhosa, delicada, convincente e verdadeira com a qual falou sobre seu amor pelos animais.

Aliás, Nicole não só falou sobre seu amor aos animais, como mostrou um pouco dele através de imagens, exibindo um vídeo feito por ela mesma, em sua casa de Teresópolis, no qual aparece como uma autêntica guardiã do reino animal, cuidando de tornar o respeito aos bichos matéria de ensino da sensibilidade, da educação e da generosidade. Sentada no galinheiro, Nicole está o tempo todo se derramando em cuidados com um um galo que está com problemas numa das patas. Ela conversa com o galo, coloca remédio no ‘pezinho’ dele e até canta (Roberto Carlos) pra acalmar o animal machucado.

Nicole Algranti lê textos da tia Clarice enquanto desperta a sensibilidade e estimula o amor pela Literatura e o respeito aos animais…

Numa oportuna e bela intersecção com a obra de Clarice, Nicole oferece às crianças e suas atentas mamães o filme O OVO, seu curta-metragem de estréia,  com roteiro dela e de Luiz Carlos Lacerda, baseado em texto da própria Clarice.

No filme, a narração cabe à bela voz de Maria Bethânia, e estão em cena as atrizes Louise Cardoso, Lucélia Santos e Carla Camuratti (em belíssimas e exclusivas imagens de sua gravidez, em todo o esplendor, à beira-mar carioca – imagens de uma beleza transcendental pelas quais, por certo, Camuratti deve ser grata à Nicole até hoje), além do ator Chico Diaz.

O OVO é um curta que rodou os mais importantes festivais do país, desde seu lançamento em 2003, um daqueles filmes de caráter atemporal: em qualquer época ou lugar em que seja exibido, despertará sempre atenção, causando uma sensação de impacto ante ao novo, ao singular, ao insólito da palavra e à força das imagens.

O Aurora de Cinema teve a satisfação de estar na platéia deste Momento LISPECTOR  tão especial na programação infantil do Centro Cultural Banco do Nordeste.

Foi de tal modo sensível, competente, delicada e despretensiosa a leitura que Nicole fez da obra da tia ilustre que também eu senti-me voltando no tempo, me apanhei de novo querendo criar pintinhos amarelos (como acontece com toda criança de infância saudável), ter um quintal cheio de plantas pra tomar conta, poder desfrutsr da alegria de conviver com gatos e cachorros, perfazendo uma viagem tão encantadora quanto apaziguante…

Foi como se, de repente, tivesse sido transportada para uma terra onde o reino da fantasia estende sua tenda sem acanhamento, e onde o sonho é livre e necessário, aquele tempo de pardais, do verde nos quintais, quando ainda havia fadas… como na bela canção imortalizada por Raimundo Fagner nos versos de Paulinho Tapajós e na canção antológica do mestre Sivuca.

Se outros méritos não tivesse, só por ter-nos feito a nós, espectadores, viajantes do sonho, cúmplices da esperança de um mundo melhor, e cultivadores de valores civilizatórios tão importantes quanto esquecidos – como o apreço à leitura e a preservação do respeito ao próximo e as liberdades individuais -, a presença de NICOLE ALGRANTI na programação do Centro Cultural Banco do Nordeste foi um tento importante e digno de constar em espaços semelhantes, nos quais também se priorize a Cultura, se valorize a Arte, se incentive e incremente coisas tão fundamentais para a longevidade saudável do planeta, como o cuidado com o adulto em formação na criança de hoje, respaldados na certeza de que todos somos iguais em nossas diferenças de cada dia.

Parabéns ao Centro Cultural Banco do Nordeste por  ter permitido ao público de Fortaleza  esta nova forma de contato com a obra de Clarice Lispector . E a Nicole Algranti, o mais carinhoso  abraço , seguido de caloroso aplauso para uma leitora que faz da Arte sua melhor expressão emocional e consegue transformar em cinema as muitas lições aprendidas, desde quando entendeu que ser Lispector é muito mais que ser famosa, bem mais que encantar pela palavra e comover pela singularidade de alma.

Viva Clarice Lispector !

Cercada de crianças: foi assim que Nicole Algranti encerrou seu encontro com a garotada no CCBN…

Nicole Algranti: cativando com simplicidade e verdade…

Aurora Miranda Leão e Nicole Algranti: unidas pelo Cinema, a Arte, o apreço por Clarice Lispector