Arquivo da tag: Mariley Carneiro

Espantando a saudade de São Luís

 
Cineasta goiana Mariley Carneiro, o prefeito de São Luís,  João Castelo, e a produtora Estela Piccin, de Sampa, curtindo o arraiá da praça Maria Aragão nos concorridos festejos juninos da capital maranhense…

 
A jornalista Aurora Miranda Leão, redatora deste Blog, entre seus dois queridíssimos amigos: poeta Jorge Salomão e agitador cultural Euclides Moreira Neto, presidente da Fundação de Cultura de São Luís (FUNC).

São Luís é sempre uma grande festa… Viva São Luís e Salve o Boi do Maranhão !

Olhar de João Encanta…

O curta-metragem OLHAR DE JOÃO, com direção da jornalista goiana Mariley Carneiro, é um documentário de pouco mais de 20 minutos que vem colecionando prêmios em festivais pelo país e já tem agenda internacional.  

 

Fotográfo João Caetano, tema do DOC, com Mariley Carneiro e Jaubas Alencar, diretor de Desenvolvimento do Banco do Nordeste do Brasil no Maranhão        Foto Lauro Vasconcellos

A Sinopse do curta diz: Pensar como a natureza pensa. Mas como é pensar como a natureza pensa, se a gente não percebe a natureza e a despreza?” Ela grita, agoniza, pede socorro, mas quem vê ? O documentário Olhar de João mostra a forma singular com que o fotógrafo João Caetano, vê as faces e formas ocultas em pedras, troncos, flores e frutos. Um alerta através da fotografia. 

Sobre o filme, o cineasta Andreson Carvalho diz: 

 

Assisti ao filme e quero parabenizá-los. Ele merece não só os prêmios recebidos no Guarnicê, como muitos outros. Tudo no filme se encaixa perfeitamente. Como o próprio João disse, a música contribuiu bastante na construção do filme.

Eu, particularmente, gostei de dois momentos: quando o João relata ter-se visto pela primeira vez numa fotografia e quando ele aponta e mostra os contornos das imagens percebidas por ele.Quando o filme termina, fica aquele gostinho de quero mais. Essa, na minha opinião, é a prova de um trabalho muito bem realizado.

 

O fotógrafo João Caetano, Markinho Itapary, Andreson Carvalho e Mariley Carneiro

 

Andreson Carvalho ajudando Mariley a carregar seus “Guarnicês”… foto Aurora Miranda Leão

Para conferir o trailler, acesse

http://festivalguarnice.blogspot.com/2010/06/clicks-fotos-lauro-vasconcelos.html

Por conta do GUARNICÊ…

 
Aurora Miranda Leão, Marton Olympio, Estela Piccin e Andreson Carvalho na sessão de encerramento do 33o Festival GUARNICÊ de Cinema…

 
Curtindo o incrementado arraíá da praça Maria Aragão, coordenado pela Fundação de Cultura do Município (FUNC) – leia-se Euclides Moreira Neto -, de trás pra frente: Luiz Bargmann Netto (SP), Aurora Miranda Leão, Andreson Carvalho (RJ), Marton Olympio (Rio), Jorge Salomão, Mariley Carneiro (GO) e Estela Piccin (SP)… 

 

Andreson Carvalho e Mariley Carneiro encantados com as festas juninas maranhenses. A foto mostra a decoração do “arraiá da Lagoa”, oportuna homenagem ao Tambor de Crioula, numa criação do artista Manuel Veiga (primo de nosso querido Veiga  Júnior)…

 

Ambientação inspirada na Praia Grande, pelas lentes de Marton Olympiosaudades de São Luís

 

Fotógrafo goiano João Caetano, figura principal do Doc O Olhar de João, e Andreson Carvalho, cineasta e professor da área de SOM

 
A super premiada Mariley Carneiro – jornalista e realizadora goiana que dirigiu O Olhar de João – divide a alegria da vitória com a também jornalista, Aurora Miranda Leão. Foto Andreson Carvalho

Vencedores do GUARNICÊ

A simpática jornalista goiana Mariley Carneiro foi a grande vencedora da 33a edição do Festival GUARNICÊ de Cinema com seu inspirado vídeo  O OLHAR DE JOÃO…

Ela e João (o fotógrafo goiano João Caetano) estiveram em São Luís durante os cinco dias de GUARNICÊ e saíram de lá encantados com as maravilhas maranhenses…

Nas comissões julgadoras, Jorge Salomão (prestigiado Poeta baiano), Amanda Mansur (estudiosa do cinema pernambucano), João Paulo Furtado (ABD maranhense) e Beto Strada (compositor de trilhas e professor de cinema).

Num próximo post, mais notícias do Guarnicê e fotos…

CATEGORIA VÍDEO – JÚRI OFICIAL

Melhor Direção: Mariley Carneiro pelo vídeo OLHAR DE JOÃO (GO)Melhor Roteiro: Marcley de Aquino e Duarte Dias pelo vídeo CÉU LIMPO (CE)
Melhor Fotografia: Bruno Polidoro pelo vídeo ENCICLOPÉDIA (RS)
Melhor Edição: Leandro Godinho pelo vídeo DARLUZ (SP)
Melhor Trilha Sonora Original: Marcos Rivero pelo vídeo A PEDRA QUE O ESTILINGUE LANÇA(ES)
Melhor Trilha Sonora Adaptada: Para o vídeo LIGHT MY FIRE (RJ)
Melhor Direção de Arte: Luiz Roque pelo vídeo TRATADO DE LILIGRAFIA (RS)
Melhor Ator: Eduardo Sandagorda pelo vídeo ENCICLOPÉDIA (RS)
Melhor Atriz: Mawusi Tulani pelo vídeo DARLUZ(SP)
Melhor Documentário: TEREZA – COR NA PRIMEIRA PESSOA, de Amaro Filho e Marcílio Brandão (PE)
Melhor Ficção: PENSÃO DOS CARANGUEJOS, de Marcelo Presotto (SP)
Melhor Animação: LIBERTAS, de Jackson Abacatu (MG)
Melhor Vídeo Maranhense: NA COSTA DA MINHA MÃO, de Amdréa Barros
Melhor Vídeo Nacional: OLHAR DE JOÃO, de Mariley Carneiro (GO).
Menção Honrosa, pela experimentação estética, para: RUIDOS DO TEMPO, de André Garros e Gabriel Carvalho (MA)
Prêmio BNB de Cinema: Melhor Vídeo Nacional: OLHAR DE JOÃO, de Mariley Carneiro (GO)
Prêmio Cinematográfico Assembléia Legislativa do Maranhão:
Prêmio Bernardo Almeida: NA COSTA DA MINHA MÃO, de Andréa Barros (MA)
Prêmio Mauro Bezerra: NA COSTA DA MINHA MÃO, de Andréa Barros
Prêmio Estúdios Mega Rio De Janeiro: NA COSTA DA MINHA MÃO, de Andréa Barros (MA)

CATEGORIA VÍDEO – JÚRI POPULAR

Melhor Vídeo Nacional: TRATADO DE LILIGRAFIA, de Frederico Pinto (RS)
Melhor Vídeo Maranhense: MAR DE ROSAS, de Rwanyto Oscar

CATEGORIA FILME – JÚRI OFICIAL

Melhor Roteiro: Jimi Figueiredo, pelo filme VERDADEIRO OU FALSO (DF)
Melhor Direção: Gilberto Scarpa pelo O FILME MAIS VIOLENTO DO MUNDO(MG)
Melhor Fotografia: Beto Martins por AVE MARIA OU MÃE DOS
SERTANEJOS (PE)
Melhor Montagem: Caio Zatti por AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS (PE)
Melhor Trilha Sonora Original: Marcio Brant pelo filme REVERTERE AD LOCUM TUUM (MG)
Melhor Trilha Sonora Adaptada: BAILÃO, de Marcelo Caetano (SP)
Melhor Direção de Arte: Ricardo Movits pelo filme EVRDADEIRO OU FALSO (DF)
Melhor Ator: Auro Juriciê pelo filme VELA AO CRUCIFICADO (MA)
Melhor Atriz: Elza Gonçalves pelo filme VELA AO CRUCIFICADO (MA)
Melhor Documentário: AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS, de Camilo Cavalcante(PE)
Melhor Ficção: VERDADEIRO OU FALSO, de Jimi Figueiredo (DF)
Melhor Animação: A ESPERANÇA É A ÚLTIMA QUE MORDE, de Nill Armstrong (CE)
Melhor Filme: AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS, de Camilo Cavalcante (PE)
Prêmio BNB de Cinema: AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS, de Camilo Cavalcante (PE)
Prêmio Megacolor: AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS, de Camilo Cavalcante (PE)
Prêmio Kodak: VELA AO CRUCIFICADO, de Frederico Machado (MA)

CATEGORIA FILME – JÚRI POPULAR

Melhor Filme: VELA AO CRUCIFICADO, de Frederico Machado (MA)