Arquivo da tag: MERYL STREEP

Noite de Glória em Gramado: começa o Festival de Cinema !

41a edição do mais concorrido e popular festival de cinema do país vai reunir centenas, a partir de hoje, na serra gaúcha

Festival_preparitivos02

Abertura terá Orquestra Sinfônica de Gramado

A cerimônia de abertura do 41º Festival de Cinema de Gramado, grifada para às 17h no Palácio dos Festivais, contará mais uma vez com a performance da Orquestra Sinfônica de Gramado. Regidos pelo maestro Bernardo Grings, os músicos irão interpretar trechos de conhecidas trilhas sonoras do cinema brasileiro, latino e internacional.

Os donos do palco

Responsável pela cenografia de palco do 41º Festival de Cinema de Gramado, Rubens Bandeira está preparado para mais uma edição: “Fazer este evento há tanto tempo envaidece e, ao mesmo tempo, preocupa. O palco tem que ser bacana e conduzir tudo com elegância, mas as estrelas são os filmes, os concorrentes e os premiados”. Bandeira e o sócio Jorge Ghiorzi comandam a Produttora, Eventos e Vídeos que está com equipe de dez pessoas em Gramado.

Miranda Otto e Glória Pires protagonizam ‘Flores Raras’, de Bruno Barreto…

Flores Raras abre 41º Festival de Cinema de Gramado

Com direção de Bruno Barreto, Flores Raras é o filme escolhido para a abertura do 41º Festival de Cinema de Gramado. A sessão começa às 19h, no Palácio dos Festivais. Baseado em fatos reais, o longa traz Glória Pires e a australiana Miranda Otto como protagonistas. Otto, que recentemente finalizou The Homesman ao lado de Meryl Streep e Tommy Lee Jones, é Elizabeth Bishop, poetisa que viveu uma história de amor com a arquiteta carioca Lota de Macedo Soares (Glória Pires), idealizadora e supervisora da construção do Parque do Flamengo durante a ditadura militar no Brasil.

 

 Noite de Homenagem a Glória Pires: Atriz vai receber Troféu Oscarito

Além de apresentar o filme de abertura Flores Raras, do qual é protagonista, Glória Pires é a homenageada do troféu Oscarito, distinção que contempla grandes intérpretes do cinema brasileiro. A cerimônia de homenagem acontece antes da exibição do filme, às 19h. A atriz começou sua carreira ainda garota na TV mas em 1981 já começava a trilhar o caminho do cinema com A Filha do Sol, primeiro longa-metragem de Fabio Barreto. Nos anos seguintes, consolida sua carreira no cinema atuando em filmes de grande sucesso de pública e crítica. Com O Quatrilho, segundo de quatro brasileiros indicados ao Oscar de melhor filme estrangeiro, ganhou o prêmio de melhor atriz no Festival de Havana e no Festival de Cinema de Viña del Mar. A atriz ainda estende sua carreira às comédias, a exemplo de A Partilha e Se Eu Fosse Você, que atestam sua inegável versatilidade. Nos últimos anos, GLÓRIA PIRES ganhou prêmios por papeis em filmes como É Proibido Fumar e Lula, o Filho do Brasil.

 Mais de 400 jornalistas devem participar da cobertura

A 41ª edição do Festival de Cinema de Gramado contará com a presença de 420 profissionais de imprensa, divididos entre 138 veículos, de diversos estados do Brasil e do exterior. Pelo oitavo ano, a assessoria de imprensa está a cargo da Pauta – Conexão e Conteúdo. A transmissão oficial do festival fica a cargo da TV Feevale. Este é o segundo ano consecutivo no qual a emissora universitária assume a cobertura. A PressPhoto, coordenada por Edison Vara, é novamente responsável pela cobertura fotográfica do Festival.

Primeiro aplicativo do Festival de Cinema de Gramado

O Festival de Cinema de Gramado conta, pela primeira vez, com um aplicativo disponível para Iphone. O app traz informações básicas sobre o Festival como programação geral, filmes concorrentes, informações sobre os prêmios, notícias atualizadas e compra de ingressos, e está disponível para visitantes e convidados: “A ideia é proporcionar maior agilidade e mobilidade de informações para os visitantes do Festival”, diz Ralfe Cardoso, diretor da Um Cultural e produtor do evento. Para acessar as informações, não é necessário estar conectado à internet, exceto para a compra de ingressos e para visualizar as notícias mais recentes. O aplicativo está disponível para download na AppleStore.

Palácio dos Festivais terá novo visual

O Palácio do Festival, tradicional palco do Festival de Cinema de Gramado, estará de cara nova para a 41ª edição. O arquiteto Bernardo de Magalhães, sócio da CRIO Arquitetura, responsável pela coordenação de cenografia, explica que a concepção do novo visual foi inspirada em grandes festivais da Europa. Brises laterais irão cobrir o “aquário”, configurando imponência e elegância, além de proporcionar um ar de mistério para quem vê o local da rua. Também na Rua Coberta estão painéis com a identidade visual do Festival. Na fachada do prédio, um telão irá exibir matérias, imagens de edições anteriores do evento, além de transmitir o que acontece dentro do Palácio dos Festivais.

Neblina_Gramado03 (1)

PREVISÃO DO TEMPO

A abertura do Festival de Cinema de Gramado tem mais uma atração garantida: o frio. Conforme a MetSul Meteorologia, a temperatura deve despencar em Gramado após o calor dos últimos dias. Faz frio hoje, com marcas de 8ºC pela manhã e entre 4ºC e 6ºC à noite. O vento deve ter rajadas fortes, aumentando a sensação de frio. Frio e chuva seguem no sábado, com temperaturas entre 2ºC e 6ºC. No domingo, o sol aparece com nuvens e segue frio, apesar de marcas mais altas à tarde.

Quem chega em Gramado hoje:

– Glória Pires (Oscarito e Flores Raras)

– Bruno Barreto (Flores Raras)

– Rubens Ewald Filho (Curador)

Programação 09/08 – Sexta-feira

Palácio dos Festivais

17h – Cerimônia de abertura na Rua Coberta

19h – Filme de abertura: Flores Raras, de Bruno Barreto

Homenagem: Troféu Oscarito – Glória Pires

* O blog Aurora de Cinema estará em Gramado com apoio do SKY HOTEL !

Sky

“Cinema não é competição esportiva…”

Em entrevista publicada por um jornal alemão hoje, a aclamada atriz Meryl Streep disse ficar incomodada quando o Oscar leva as pessoas a falarem de arte e de cinema como competições esportivas. Ela se pergunta “até quando os cineastas aceitarão este estranho sistema ?”

“De repente, todos começam a falar de arte em termos esportivos e a perguntar quem são os primeiros e quem são os perdedores. Eu não gosto disso”, disse Streep ao diário “Berliner Zeitung”.

  Valerie Macon – 26.fev.12/France Presse  
Meryl Streep na entrega do Oscar
Grande Meryl Streep: talento, profissionalismo, competência e sensibilidade

Meryl Streep, que no último domingo ganhou o seu terceiro Oscar, desta vez pelo papel de Margaret Thatcher em A Dama de Ferro, admite que os prêmios sempre a alegraram, mas acrescenta que a ideia competitiva que há por trás deles lhe desagrada: “Os filmes tiram uns os espectadores dos outros, e no resto do ano as pessoas não podem voltar a assistir a um bom filme”.

‘O Artista’ é o grande vencedor do BAFTA

O documentário britânico Senna, do diretor londrino Asif Kapadia sobre o piloto brasileiro de Fórmula 1, venceu os prêmios da Academia Britânica para as Artes do Cinema e a Televisão (Bafta) – maior prêmio cinematográfico do Reino Unido – de melhor documentário e edição.

SENNA conta a trajetória esportiva do tricampeão mundial, que morreu aos 34 anos, em 1994, num acidente no Grande Prêmio de San Marino.

O documentário aborda principalmente sua rivalidade com o francês Alain Proust e os problemas de segurança da F1 na época.

O filme, de 104 minutos e feito a partir de imagens de arquivo, algumas delas inéditas, também levou o prêmio de melhor edição, que foi entregue para Gregers Sall e Chris King.

  Divulgação  
O piloto Ayrton Senna anda de jet-ski durante férias em seu sítio na cidade de Tatuí, em imagem que faz parte do documentário "Senna"
Ayrton Senna anda de jet-ski em seu sítio na cidade de Tatuí, em imagem que faz parte do documentário “Senna”

Mas o grande vencedor foi O Artista:  o longa levou os prêmios de Melhor Filme, diretor, roteiro original, ator, trilha sonora e figurino.

Meryl Streep ('A dama de ferro') e Jean Dujardin ('O artista), escolhidos melhor atriz e ator no Bafta (Foto: Reuters)Meryl Meryl Streep (‘A dama de ferro’) e Jean Dujardin (‘O artista), escolhidos melhor atriz e ator no Bafta (Foto: Reuters) 

Os premiados do BAFTA:

Melhor filme
O artista
Os Descendentes
Drive
Histórias Cruzadas
O Espião que Sabia Demais

Melhor diretor
Michel Hazanivicous – O artista
Nicolas Winding Refn – Drive
Martin Scorsese – A Invenção de Hugo Cabret
Tomas Alfredson – O Espião que Sabia Demais
Lynne Ramsay – Precisamos falar sobre o Kevin

Melhor longa animado
As Aventuras de Tintim – O Segredo do Licorne
Operação Presente
Rango

Melhor ator
Brad Pitt – O Homem Que Mudou o Jogo
Gary Oldman – O Espião que Sabia Demais
George Clooney – Os Descendentes
Jean Dujardin – O artista
Michael Fassbender – Shame 

Melhor atriz
Bérénice Bejo – The Artist
Meryl Streep – A Dama de Ferro
Michelle Williams – Sete Dias com Marilyn
Tilda Swinton – Precisamos falar sobre o Kevin
Viola Davis – Histórias Cruzadas

Melhor ator coadjuvante
Christopher Plummer – Toda Forma de Amor
Jim Broadbent – A Dama de Ferro
Jonah Hill – O Homem Que Mudou o Jogo
Kenneth Branagh – Sete Dias com Marilyn
Philip Seymour Hoffman – Tudo pelo Poder

Melhor atriz coadjuvante
Carey Mulligan – Drive
Jessica Chastain – Histórias Cruzadas
Judi Dench – Sete Dias com Marilyn
Melissa McCarthy – Missão Madrinha de Casamento
Octavia Spencer – Histórias Cruzadas

Melhor filme britânico
Sete Dias com Marilyn
Senna
Shame
Precisamos falar sobre o Kevin
O Espião que Sabia Demais

Melhor filme britânico de estreia de um roteirista, diretor ou produtor
Attack the Block – Joe Cornish (Diretor/Roteirista)
Black Pond – Will Sharpe (Diretor/Roteirista), Tom Kingsley (Diretor), Sarah Brocklehurst (Produtora)
Coriolanus – Ralph Fiennes (Diretor)
Submarine – Richard Ayoade (Diretor/Roteirista)
Tyrannosaur – Paddy Considine (Diretor), Diarmid Scrimshaw (Produtor)

Melhor filme em lingua não-inglesa
Incendies (Canadá)
Pina (Alemanha/França/Reino Unido)
Potiche – Esposa Troféu (França)
A Separação (Irã)
A Pele Que Habito (Espanha)

Melhor roteiro original
Michel Hazavanicious – O artista
Annie Mumolo, Kristen Wiig – Missão Madrinha de Casamento
John Michael McDonagh – O Guarda
Abi Morgan – A Dama de Ferro
Woody Allen – Meia-Noite em Paris

Melhor roteiro adaptado
Jim Rash, Nat Faxon, Alexander Payne – Os Descendentes
Tate Taylor – Histórias Cruzadas
George Clooney, Grant Heslov, Beau Willimon – Tudo pelo Poder
Aaron Sorkin, Steve Zaillian – O Homem Que Mudou o Jogo
Bridget O’Connor, Peter Straughan – O Espião que Sabia Demais

Melhor documentário
Martin Scorsese – George Harrison: Living In The Material World
James Marsh, Simon Chinn – Project Nim
Asif Kapadia – Senna

Melhor trilha sonora original
Ludovic Bource – O artista
Trent Reznor & Atticus Ross – Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres
Howard Shore – A Invenção de Hugo Cabret
Alberto Iglesias – O Espião que Sabia Demais
John Williams – Cavalo de Guerra

Melhor fotografia
O artista
Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres
A Invenção de Hugo Cabret
O Espião que Sabia Demais
Cavalo de Guerra

Melhor edição
The Artist
Drive
A Invenção de Hugo Cabret
Senna
O Espião que Sabia Demais

Melhor design de produção
The Artist
Harry Potter e As Relíquias da Morte – Parte 2
A Invenção de Hugo Cabret
O Espião que Sabia Demais
Cavalo de Guerra

Melhor figurino
O artista
A Invenção de Hugo Cabret
Jane Eyre
O Espião que Sabia Demais
Sete Dias com Marilyn

Melhor som
The Artist
Harry Potter e As Relíquias da Morte – Parte 2
A Invenção de Hugo Cabret
O Espião que Sabia Demais
Cavalo de Guerra

Melhores efeitos visuais
As Aventuras de Tintim – O Segredo do Licorne
Harry Potter e As Relíquias da Morte – Parte 2
A Invenção de Hugo Cabret
Planeta dos Macacos – A Origem
Cavalo de Guerra

Melhor maquiagem
The Artist
Harry Potter e As Relíquias da Morte – Parte 2
A Invenção de Hugo Cabret
A Dama de Ferro
Sete Dias com Marilyn

Melhor curta animado
Abuelas
Bobby Yeah
A Morning Stroll

Melhor curta
Chalk
Mwansa The Great
Only Sound Remains
Pitch Black Heist
Two and Two

Senna leva Bafta (Foto: Reuters)

Produtores do documentário Senna levam o Bafta (Foto: Reuters)

MAIS GLAMOUR AO OSCAR

A Academia de Hollywood revelou o design do palco do Teatro Kodak para a 82ª edição da cerimônia de entrega do Oscar, que será mais dinâmica e terá mais glamour.

O arquiteto David Rockwell será, pelo segundo ano consecutivo, o responsável pela estrutura da cerimônia, que vai contar, assim como em 2009, com uma cortina de cristais Swarovski com 18 metros de altura por 30 de largura na parte superior da decoração.

Em 2010, Rockwell vai abandonar as cores escuras que dominaram a última cerimônia, substituindo pelo branco e por um jogo de espelhos para criar luminosidade e profundidade.

“Uma das partes que mais gosto pessoalmente é o piso branco, que vai girar, permitindo que a câmera se movimente enquanto os apresentadores aparecem. Servirá para fazer uma transição que acho que será muito surpreendente”, disse o arquiteto, que afirma que a cerimônia será mais ágil.

“O elemento mais inovador é o palco, que será dinâmico, por isso as pessoas poderão se movimentar de um lugar a outro rapidamente”, explicou o criador, que mostrou hoje uma maquete do projeto.

Meryl Streep candidata mais uma vez: torcida é grande !

“A ideia é que o palco crie, no público, a sensação de que as pessoas estão saindo dos filmes, por isso contaremos com três cilindros equipados com uma tela LED na qual serão vistas imagens de filmes. Por trás delas aparecerão os apresentadores”, explicou.

Nesta edição, o arquiteto voltará a colocar o público do teatro perto do palco, o que, segundo ele, foi “o fator de maior destaque do ano passado”.

A 82ª edição de entrega do Oscar acontece dia 7 de março, em Los Angeles.