Arquivo da tag: Messensacional

Mais um show nos gramados: MESSI prova porque é o Melhor do mundo

 

Melhor jogador do mundo promove vitória Argentina sobre a Suécia

Como diz o poeta Carpinejar: “Qualquer lance dele cheira a milagre. Ele não corre, aparece; ele não chuta, coloca; ele fundiu balé com futebol de salão”… Saravá, MESSI !!!

 
O Lionel Messi que todos os argentinos sonhavam apareceu. Melhor do mundo nos últimos três anos, o excepcional jogador teve hoje mais uma atuação exemplar: marcou 3 gols fantásticos com sua camisa 10, sendo dois deles belíssimos – o outro foi de pênalti -, a Argentina derrotou a Suíça, por 3 a 1, no Estádio Wankdorf, em Berna, e estreou em 2012 com o pé-esquerdo de seu grande nome.

O meia-atacante Xherdan Shaqiri, uma das promessas do Basel, sensação das oitavas de final da Liga dos Campeões, e da seleção que irá disputar as próximas Olimpíadas de Londres, descontou para os donos da casa. Aos 20 anos, o jogador já foi negociado com o Bayern de Munique, para onde irá na abertura do próximo mercado de transferências.

Assim, MESSI contraria sua própria média de gols na seleção. Foi a primeira vez em toda a sua carreira, desde 2006, que atingiu o hat-trick (três gols em um só jogo) defendendo sua pátria. Agora são 24 em 73 confrontos (0,32), contra 223 tentos em 310 jogos pelo Barcelona (0,71). O craque está a 12 gols de se igualar a César como o maior artilheiro do clube catalão, fato que deve ocorrer ainda nesta temporada, antes de completar 25 anos.

A Argentina voltará a campo no próximo dia 2, contra o Equador, pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2014. Uma semana depois, o adversário será o Brasil de Mano Menezes, em amistoso disputado em Nova Jersey. Fora da Eurocopa, a Suíça também jogará amistosos, no fim de maio, contra Alemanha e Romênia.

messi argentina x suíça (Foto: EFE)

Sensacional: Lionel Messi em atuação brilhante faz 3 pela Argentina…

O técnico Alejandro Sabella já havia avisado na véspera: os argentinos são muito passionais. Este seria o grande motivo para o que considerava exagero nas críticas a Lionel Messi. Com a bola e a camisa da seleção, o melhor do mundo respondeu. Se não tinha Xavi e Iniesta no mesmo time, contava com Agüero para dar um toque de brilho em um time ainda com carência técnica.

MESSI com o conterrâneo Agüero: maestria invejável em campo…

Foi graças ao talento da dupla que os hermanos foram para o intervalo com a vitória. O golaço saiu aos 19 minutos, em lance no qual MESSI arrancou e tabelou com Agüero antes de concluir no canto. Detalhe: o atacante do Manchester City devolveu o passe de calcanhar.

A Argentina já havia assustado antes. Aos 5, em falta cobrada por Messi, e aos 15, com Maxi Rodríguez. A Suíça, por sua vez, só foi acordar depois de um outro lance de perigo dos visitantes, aos 30, novamente com o artilheiro do Barcelona.

Com as promessas do Basel liderando o time e chamando a responsabilidade, os suíços partiram para cima. Aos 37, Rodríguez chutou cruzado e viu a bola passar perto. Quatro minutos depois foi a vez de Xhaka, em boa trama com Shaqiri e Mehmedi, finalizar de primeira para fora.

Suíça empata com promessa

messi argentina x suíça (Foto: EFE)
Inler, do Napoli, vigiou Messi de perto e até demorou
para levar o cartão amarelo (Foto: EFE)

A pequena pressão se transformou em gol no início da segunda etapa. Aos quatro, Xhaka fez boa jogada pela esquerda e cruzou forte. Derdiyok, que havia entrado no intervalo, furou de forma bisonha. Ao menos a bola sobrou limpa para Shaqiri fuzilar o gol de Romero.

Como diz o cronista Antero Greco: ‘Os gols de Messi são obras-primas, são clássicos’ …

Os donos da casa incomodavam principalmente na base da velocidade. Em novo contra-ataque, aos 10, Derdiyok voltou a vacilar após cruzamento de Lichtsteiner. A Argentina também mostrou não estar morta e, apesar da queda de ritmo de Messi, quase marcou em duas oportunidades. Aos 29, Agüero aproveitou bate e rebate na grande área e chutou de bico. Woelfli fez grande defesa. Na cobrança de escanteio, o próprio centroavante desviou de cabeça e viu a bola passar rente ao travessão.

MESSI Decide

Era Messi, no entanto, quem chamava a partida. Ele se consagraria mais uma vez, aos 43 minutos, aproveitando falha de Affolter na saída de bola. O craque recebeu, driblou Senderos com facilidade e encobriu o goleiro Woelfli. A bola ainda tocou no travessão antes de entrar.

Agüero, Higuain e Messi festejam vitória mais que merecida…

O camisa 10 chegaria ao hat-trick nos acréscimos, mas desta vez praticamente sem esforço. No último lance do jogo, aos 47, Affolter cometeu pênalti em Higuaín. MESSI se encarregou da cobrança e balançou as redes. Uma atuação para calar quaisquer críticos.

Com informações do GLOBOESPORTE.COM Berna, Suíça

E mais uma vez, deu Lionel MESSI… Saraváaaaaa !!!

Essa é a diferença do gênio para o craque, da estrela para o cometa. Messi não diviniza o banal, desembaraça o divino. Amplia o repertório, não permite um mínimo de descuido e desatenção do torcedor. Qualquer lance dele cheira a milagre. Ele não corre, aparece; ele não chuta, coloca; ele fundiu balé com futebol de salão.

Essas são palavras do genial mago das Palavras, o poeta gaúcho Fabrício Carpinejar, em análise sobre o impressionantemente sensacional LIONEL MESSI, excepcional jogador argentino que tem dado ao mundo algumas das mais belas partidas do futebol mundial.

Ontem, 9 de janeiro, a FIFA revelou, em solenidade oficial, quem os analistas de futebol do mundo inteiro apontam como o Melhor Jogador de Futebol de 2011. E mais uma vez deu Lionel Messinós tínhamos certeza disso.

Foi só aguardar os telejornais para confirmar o que o coração já cantava há tempos…

Seu pé esquerdo é uma centopeia delirante. Comprova que os canhotos não surgiram para a mendicância técnica. São reis do ilusionismo. É um centroavante completo e um meia esplêndido, concilia o talento magnético na condução da bola e o oportunismo de matador. Impossível marcá-lo. Há algo de maduro em seu rosto, lampejo de tigre, e só tem 23 anos.

Repare que nem comemora o gol, acena, agradece com sinal da cruz. Sua comemoração nunca é explosiva, parece que não quer diminuir o lance com coreografias animadas; só aceita dançar com a bola, não trai sua parceira de tango.

Deseja o lance seco, curto, sem música de fundo. O futebol essencial, o futebol pelo futebol.

Messi congelou o tempo para encobrir e botou o tempo a correr novamente ao arrematar. A bola sobe com efeito, como se zombasse das mãos do arqueiro. Não há jogo de corpo do atacante, mas jogo de corpo da bola. A bola joga para Messi.

Argentino de talento inegavelmente excepcional para o futebol, Lionel Messi torna-se o único (ao lado do francês Michel Platini) a ser O Melhor do Mundo pela terceira vez consecutiva… Como diz Carpinejar, “a bola joga para Messi”…

VIVAAAAAAAAAAA  MESSIIIIIIIIIIII !!!

Que Deus o conserve assim. Este esportista fundamental, jogador excepcional e cidadão aguerridamente exemplar.

Que MESSI sirva cada vez mais de exemplo, não só pelas jogadas geniais que cria – com a sabedoria de quem conhece profundamente o ofício, e a grandeza de quem sabe que a humildade é o primeiro passo para o êxito -, mas pela sua atuação elegante, tranquila e pacificadora, sem nenhum tipo de empáfia, nos gramados e nas ruas onde trafegam pessoas de todos os quadrantes.

Que venham mais e mais estádios e gramados onde Lionel MESSI possa fazer as torcidas do mundo inteiro se impressionar e vibrar com suas jogadas magníficas, e onde seus dribles mágicos possam mais e mais contribuir para a beleza do futebol-arte, encantando até quem não aprecia o esporte mas o sabe um raro e dignissimo exemplar do melhor que já se viu em campo em muitas décadas.

E novamente nos valemos de CARPINEJAR para exaltar a grandiosidade colossal de MESSI :

Futebol-arte é um milagre. É quando todo o time desemboca num único jogador, e ele passa a ser todo o time.  Não que os outros não existam, os outros são ele e mais ele e mais ele e mais ele…

Ele: aquele que não corre, aparece; não chuta, coloca.

Futebol-arte é quando parece que o torcedor já viveu muito numa única partida e está encabulado. Tenso. Parece que não merece tanto, pagou por um jogo e recebeu um espetáculo. 

É quando um gol já é uma goleada. Quando um drible já é um gol.

Futebol-arte é quando a bola só aceita beijo na boca. Não admite amadores, pede delicadeza maliciosa. Futebol-arte é quando a bola só responde pelo apelido. Feita para ser asa mais do que pata, ser pluma mais do que couro. É preciso bater sem machucar, tocar embaixo para subi-la, sussurrar em seus ouvidos como um amante desinibido.

Convencer a bola que é um balão, uma janela, uma meia-lua, um chuveirinho.

A bola nos pés de um artista é um pássaro durante o chute, um peixe dentro do gol.

MESSI: Melhor do mundo de novo. Nós apostamos !

Craque argentino concorre a terceiro título de melhor do mundo da Fifa e pode igualar marca de Zidane e Ronaldo

 

Messi:destaque do Barcelona do título do Mundial de Clubes sobre o Santos (Getty Images) 

 

No Barcelona desde 2008, o jogador brasileiro Daniel Alves tem tido a chance de acompanhar de perto as peripécias de Messi. E por conhecer tão bem seu companheiro, o lateral acredita que o argentino vencerá pela terceira vez consecutiva o prêmio de Bola de Ouro da Fifa, a ser entregue em cerimônia realizada em Zurique, em 9 de janeiro próximo. E ainda projeta mais troféus para o camisa 10 do Barça.

“Não tenho palavras para falar de MESSI. É um privilégio e um luxo poder jogar a seu lado. Ganhará esta Bola de Ouro e pelo menos mais duas”, declarou Daniel Alves, que ganhou folga do técnico Pep Guardiola para curtir as férias no Brasil.

MESSI: será que alguém duvida da maestria do artilheiro do Barça ?

Caso MESSI bata Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, e o companheiro Xavi na eleição de melhor do mundo, ele igualará os três títulos de Zidane e Ronaldo. Para isso, o argentino tem a seu favor os três títulos que o Barça conquistou em 2011: Campeonato Espanhol, Liga dos Campeões e Mundial de Clubes da Fifa.

“Já ganhamos três títulos em 2011 e queremos mais”, disse Daniel Alves. “O balanço da primeira metade da temporada é positivo e temos que continuar com a mesma fome de títulos”, completou o brasileiro.