Arquivo da tag: multi-tecladista Dudu Tsuda

Berlam e Banda Larga: O Som da Hora

 BERLAM é o “crooner-cronista” dos tempos pós-modernos. É glamour, irreverência e bom-humor. BERLAM é um crítico feroz do ‘star system’ e sob sua ótica pessoal e intransferível, expõe o comportamento esnobe da elite social, as celebridades deslumbradas, os cacoetes exagerados do “mundinho” GLS e o frenesi ególatra dos ídolos pop. A violência da Polícia, os vícios da indústria do entretenimento, a cultura brasileira, sempre à sombra do carnaval e do futebol, também não escapam do fogo amigo de BERLAM.

Mas BERLAM E BANDA LARGA é acima de tudo música. E como o nome da banda já diz, trata-se de um trabalho conectado a um gigantesco fluxo de informação que se move em alta velocidade, pelos circuitos da mídia e do cérebro, só possíveis através das conexões digitais em banda larga.

Formada por Berlam nos vocais, Mica Farina na guitarra, San Paixão no baixo e Caio Colorado na bateria, BERLAM E BANDA LARGA é a banda certa, na hora certa, no palco certo. Certo?

A sonoridade da banda é pop, direta e abriga diversos estilos musicais, acentuando a contundência do discurso poético e visual de BERLAM.

Após apresentarem-se em 2009 em todo o circuito independente de São Paulo e cidades vizinhas, lançaram um EP com 4 músicas. Entre elas estava Carnaval Baixo Astral, incluída na trilha do documentário Jose e Pilar, filme sobre a união do escritor Jose Saramago e Pilar Del Rio, sua esposa.

O filme foi realizado em co-produção com a JumpCut (Portugal), O2 Filmes (Brasil) e El Deseo S.A. (Espanha), produtora de Pedro Almodóvar. Uma das cópias do disco foi parar na mão do cineasta espanhol que tem consideração especial pelo trabalho do grupo.

No início de junho, a banda lançou seu primeiro álbum, produzido por Fil Pinheiro, com as participações da cantora Tié, do multi-tecladista Dudu Tsuda, do DJ Marco (CéU) e do trombonista Gil Duarte. O CD  é artigo bem-vindo em nossa discoteca, presente do amigo Mica Farina, cujas notas da guitarra conferem brilho especial ao  eloqüente Cd da banda.

E foi com show no Centro Cultural São Paulo que Berlam e Banda Larga lançaram o vídeo-clipe de Amizade Colorida, primeiro single extraído do disco. No vídeo, BERLAM E BANDA LARGA são atacados por inúmeras mãos femininas ornadas por unhas coloridas. Terror psicológico psicodélico ‘technicolor’. Ou melhor, só não é, de fato, um filme de terror porque BERLAM adora o assédio feminino descontrolado.

Dirigido por Anna Turra, também autora do vídeo-cenário do show, e fotografado por Michel Gubeissi, o material foi todo filmado com a câmera Cânon 5D, em formato Full HD, usando um jogo de lentes analógico. O figurino é assinado por Alex Kazuo.

Amizade Colorida é uma canção que define a proposta da banda. Além disso, BERLAM seria incapaz de provocar algo que pudesse ser chamado de inimizade em branco e preto.

 * O texto é de Giu Rocha com alguns “pitacos” desta redatora.