Arquivo da tag: palestras

Inscrições para Cinema em Camboriú

O 3º Cinerama.BC, cujo objetivo primordial é proporcionar uma imersão no mundo audiovisual, será realizado de primeiro a 5 de maio. Para isso são convidados realizadores e profissionais da indústria audiovisual.

A mostra competitiva exibe filmes nacionais e internacionais de ficção e documentário. Os melhores filmes recebem o troféu Coruja de Ouro pelo Júri Oficial e pelo Público.

A seleção oficial tem, em média, 7 longas e 7 curtas-metragens por edição. A curadoria busca mostrar diferentes formas de sensibilidade em ficções e documentários de diretores consolidados ou estreantes.

O Cinerama.BC também conta com as Mostras Paralelas: Festival Internacional de Novas Mídias – Novas formas de produzir e exibir audiovisual; Mostra Catarina – Curtas-metragens catarinenses ou relacionados ao estado de Santa Catarina; Sessão Corujinha – Sessão com filme infantil realizada em parceria com a Secretaria da Educação; e Residência Cinerama.BC – Debates com os realizadores dos filmes, Palestras diárias sobre o mercado cinematográfico, e Oficinas.

Inscrições abertas até 31 de janeiro pelo site www.cineramabc.com.br.

O Cinerama.BC ocorre na cidade de Balneário Camboriú-SC, no Cine Itália, sala de cinema de rua com capacidade para 700 espectadores.

Inscrições ao Cinerama 2013

O 3º Cinerama.BC acontecerá de 1º a 5 de Maio de 2013, objetivando  proporcionar uma imersão no mundo audiovisual. Para isso, são convidados realizadores e profissionais da indústria audiovisual.

A mostra competitiva exibe filmes nacionais e internacionais de ficção e documentário. Dentro desta, os melhores filmes são agraciados com a Coruja de Ouro pelo Júri Oficial e pelo público.

A seleção oficial é concisa com, em média, 7 longas e 7 curtas-metragens por edição. A curadoria busca mostrar diferentes formas de sensibilidade em ficções e documentários de diretores consolidados ou estreantes.

O Cinerama.BC também conta com as seguintes mostras paralelas: Festival Internacional de Novas Mídias – Novas formas de produzir e exibir audiovisual; Mostra Catarina – Curtas-metragens catarinenses ou relacionados ao estado de Santa Catarina; Sessão Corujinha – Sessão com filme infantil realizada em parceria com a Secretaria da Educação; e Residência Cinerama.BC – debates com os realizadores dos filmes, palestras diárias sobre o mercado cinematográfico, e oficinas.

As inscrições estão abertas até 31 de janeiro, e devem ser feitas através do site www.cineramabc.com.br.

O Cinerama.BC ocorre na cidade de Balneário Camboriú-SC, no Cine Itália, sala de cinema de rua com capacidade para 700 espectadores.

Luz, Câmera, ARAXÁ: Primeiro Festival de Cinema será aberto dia 10 de setembro

Lançado esta manhã, em coletiva de imprensa no Teatro Municipal de Araxá, em Minas Gerais, o 1º ARAXÁ CINE FESTIVAL – Festival Nacional de Cinema de Araxá.

Débora Torres, uma exímia articuladora cultural, alcança mais um tento e consegue dar vazão ao seu objetivo de espalhar Cinema Brasileiro, por onde der. O ARAXÁ CINE FESTIVAL é mais uma cria de Débora, que sonhava á tempso essa benfazeja ideia.

A cidade de Araxá já está entando no clima do festival. Mês que vem, durante sete diasde 10 a 16 de setembro, a aprazível cidade mineira, conhecida por suas belezas naturias, águas e lamas medicinais, vai se transformar na Capital do Cinema Brasileiro.

A programação do Araxá Cine consiste em mostras competitivas cinematográficas, nas seguintes categorias: longas-metragens brasileiros de ficção convidados, curtas-metragens mineiros convidados, e curta-metragens araxaenses selecionados, festivalzinho para as crianças da rede municipal de ensino, palestras, debates, oficinas e workshops de audiovisual. O festival é realizado através da Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet – Ministério da Cultura), e todas as atividades programadas terão acesso gratuito, com apresentações musicais na abertura de cada sessão, promovendo o intercâmbio interregional entre profissionais, público e amantes da arte cinematográfica e musical. 

Porque um Festival em ARAXÁ 

O Estado de Minas Gerais sedia festivais nacionais e internacionais bem consolidados, os quais apresentam aos artistas e ao público referências de alta qualidade técnica e artística, não raras vezes marcadas pelo caráter de inovação. Araxá, cidade da messoregião do Triângulo Mineiro, possui aspectos que a tornam absolutamente propícia a receber um festival de cinema, a começar pela beleza de suas paisagens naturais, ainda mais quando o objetivo está alicerçado numa proposta onde história e memória da cinematografia brasileira desenham-se em intercâmbio com o local, regional e nacional,  centrando o foco no Cinema como Patrimônio em diálogo com o Público.

 As exibições dos filmes, oficinas e workshops serão itinerantes e gratuitos. Com estas ações pretende-se:   

. Troca de experiências e integração entre profissionais, críticos e artistas no campo do cinema e do vídeo, e demais artes ou segmentos culturais;  

. Fomentar a discussão sobre as possibilidades culturais locais; capacitar os agentes disseminadores da produção audiovisual; 

. Formar platéia para o cinema nacional, projetar o potencial turístico e cultural do município de Araxá; 

. Promover o cinema e o vídeo como forma de recurso multidisciplinar a ser usado nas escolas;  

. Fomentar a cultura cinematográfica;  

. Difundir o cinema brasileiro;  

. Despertar a criação de novos cineastas e entusiastas da cultura audiovisual brasileira;  

. Despertar nos empresários e políticos locais a necessidade de amplo investimento na área cultural e incentivar iniciativas para a preservação cultural.           

. Realizar uma semana de exibições públicas de filmes de todos os gêneros cinematográficos, com apresentação das equipes técnicas e artísticas dos filmes. 

. Realizar Oficinas de Roteiro, de Produção Executiva, Direção com duração de 6 dias, num total de 12 horas / aula, para cada oficina. 

. Realizar workshops de audiovisual.  

. Realizar 7 dias de apresentações de grupos musicais da Associação dos Funcionários e Alunos da Escola Municipal de Música Maestro Elias Porfírio de Azevedo.  

 

Como nasceu o I ARAXÁ CINE FESTIVAL 

O projeto é uma iniciativa de regionalização, nacionalização e democratização. A ideia é trabalhar para ver o Brasil presente nas telas, nas ruas, nas praças, no rosto, na voz, no pulso de quem faz, de quem vê, de quem pensa, de quem sonha, de quem acredita e cria oportunidades para provocar mudanças, gerar desenvolvimento, atrair novos agentes culturais, seja da estrutura de platéia à quem produz.

Objetivando apresentar ao público a diversidade da produção cinematográfica brasileira em formação, reflexão, exibição e difusão, o  1º ARAXÁ CINE FESTIVAL pretende abrir precedentes para disseminar Cultura & Arte em todos os aspectos, através de encontros e diálogos, de revelação e integração de novas iniciativas, ampliação e visibilidade para todos que têm compromisso com seu país. 

 

As imagens exercem um grande poder na formação das pessoas. A qualidade do conteúdo que apresentamos a elas, sejam filmes, programas de TV ou estímulos artísticos, ajudam na construção de valores e saberes. Música e cinema caminham paralelamente desde os tempos em que víamos desfilar num ecrã as imagens em preto e branco ao som de uma pianola; já então a música acompanhava as imagens e dava-lhes a expressão certa, fosse nos momentos de suspense, de tristeza ou numa mera cena de pancadaria. A empatia entre estas duas formas de expressão artística é tão forte que as nossas memórias de um filme são, frequentemente, a lembrança da trilha sonora ou, pelo menos, de um dos seus temas.

Os grandes realizadores perceberam cedo essa importância disso e contrataram para os seus filmes  os melhores compositores, sendo que alguns destes especializaram-se em música para o cinema. O cinema é uma expressão que incorpora a música, a literatura, as artes cênicas e plásticas, além de outras áreas do conhecimento, como história, geografia, ciência. A Sétima Arte pode ser um suporte para a formação cultural de um indivíduo mais crítico e consciente, bem como o audiovisual pode e deve ser usado como ferramenta pedagógica. 

 

O cinema valoriza a cultura (a ‘nossa’ e a do ‘outro’), incentiva a auto-estima, gera curiosidade e, acima de tudo, transforma o pensamento, diverte  as pessoas. Pode ser a chave para um mundo melhor. Um mundo que aceite as diferenças como parte da riqueza cultural.

Débora Torres, entusiasmada com a concretização do projeto, que alimentava há cerca de 3 anos, afirma: “Araxá é uma cidade acolhedora, com uma rede hoteleira muito boa. Queremos que seja um evento que venha para ficar.” 

Curta Cinema: inscrições até dia 27

As inscrições de curtas brasileiros no Curta Cinema 2012 – Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro para a competição nacional e panorama carioca se encerram dia 27 de julho. As inscrições internacionais já estão encerradas.

Os filmes devem ser inscritos pelo site www.shortfilmdepot.com. Este ano, os filmes também podem ser enviados a partir de link eletrônico protegido (como Vimeo e similares), não sendo obrigatório o envio de cópias físicas para a validação das inscrições.

Além da projeção de filmes, o Festival desenvolve uma série de atividades paralelas como palestras, workshops, oficinas e debates. São atividades de caráter informativo e educativo, voltadas tanto para profissionais da área quanto para a formação do público, incentivando a reflexão, o aprendizado e o intercâmbio de ideias.

Mais informações: http://curtacinema.com.br.