Arquivo da tag: Paranapiacaba

Inscrições ao Curta Neblina e Festival Chico

Abertas inscrições à quarta edição do CURTA NEBLINA – Festival Latino-Americano de Cinema, que acontece no eixo Ribeirão Pires-Paranapiacaba, em São Paulo.

Trata-se de festival competitivo para curtas-metragens. Também acontecem exibições de longas-metragens e atividades paralelas, como workshops e encontros com atores e cineastas. O festival é uma produção da LUZ, CÂMERA: ANIMAÇÃO !

Este ano, além de ficção e documentário, também serão aceitos filmes de Animação. Saiba mais: http://www.curtaneblina.blogspot.com.br/

Já o Festival Chico de Cinema e Vídeo do Tocantins recebe inscrições até 2 de junho para 9 categorias em curtas-metragens O Festival será realizado na cidade de Palmas, Estado do Tocantins, no Memorial Coluna Prestes, de 6 a 15 de julho, durante a FLIT – Feira Literária Internacional do Tocantins, evento realizado pela SEDUC – Secretaria de Educação do Estado do Tocantins. 

O Festival Chico é realizado pelo CIM – Centro de Imagem e Som, associação sem fins-lucrativos, desde 2001, e é organizado por produtores convidados. O projeto contará, em 2012, com o patrocínio do Governo do Estado do Tocantins, de maneira não-exclusiva. A  finalidade é promover o cinema brasileiro e o formato curta-metragem, especialmente; a difusão de conteúdo audiovisual criativo; a circulação de bens culturais; o estímulo à produção de vídeo e ao uso de novas tecnologias no Tocantins; a formação de platéia para o cinema cultural; a interação com estéticas e narrativas de todas as regiões do Brasil, ou de países da América Latina e Caribe; e a integração entre os Estados que compõem a Amazônia Legal. 

Este ano, o festival exibirá mostra não-competitiva voltada ao público infanto-juvenil, com classificação livre, no período diurno, e mostra competitiva voltada ao público adulto, com classificação indicativa 16 ou 18 anos, no período noturno. No período diurno, em alguns dias, serão exibidas outras mostras livres, de filmes convidados pela Organização; além de painéis de diálogo, oficinas, workshops e palestras. No período noturno, em alguns dias, serão exibidos, em caráter hors-concours, filmes convidados pela Organização, inclusive longas-metragens. 

As inscrições para a 11ª edição do Festival Chico serão realizadas exclusivamente pela internet até 2 de junho, por meio de formulário eletrônico disponível no site http://www.festivalchico.com.br

 

O Trem de Paranapiacaba

 
 
Instalações da nova plataforma de desembarque do trem turístico de Paranapiacaba; inauguração atrasa
Instalações da nova plataforma de desembarque do trem turístico de Paranapiacaba

Programado para entrar em operação no último dia 4 de julho, o expresso turístico de Paranapiacaba até hoje não entrou nos trilhos.

A história se arrasta desde 2008, quando foi feito o primeiro anúncio de que o trem turístico faria a ligação entre a estação da Luz e a vila ferroviária. Há um jogo de empurra entre a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, o Estado e a Prefeitura de Santo André –Paranapiacaba é distrito do município.

A CPTM diz que o expresso não começou a rodar porque as obras da plataforma provisória de embarque e desembarque na vila não foram concluídas pela prefeitura.

A Folha esteve ontem em Paranapiacaba e constatou que a plataforma de fato está incompleta. Faltam cobertura, piso tátil para evitar quedas e escorregões, gradil de segurança para evitar quedas e obras de paisagismo.

A Prefeitura de Santo André afirmou que a obra de construção da estação “está de acordo com o cronograma de trabalhos”. Disse ainda que houve “incompatibilidade de agendas entre a prefeitura e o governo do Estado”.

Questionada por que o passeio não foi inaugurado sem a presença do governador Alberto Goldman (PSDB), a assessoria disse que o Estado é parceiro no projeto e tem de estar presente à inauguração. Já a assessoria de Goldman diz que o atraso se deve mesmo à não conclusão da plataforma. A nova previsão de entrega, diz o Estado, é até o fim do mês.

* Texto de JAMES CIMINO, da Folha

N.R.: Esta  redatora e a turma que integra o Coletivo Fade to Black temos ótimas lembranças de Paranapiacaba e muitas saudades da adorável Vila… qualquer hora dessas, nós voltamos lá…

 Realizadores chegam à Vila de Paranapiacaba para festival de Cinema, em maio de 2010, vendo-em em primeiro plano Fábio Hassegawa, o queridão do Pará, que trabalha agora em seu novo curta Rosa Ana
 
 
Realizadores do Coletivo Fade to Black num dos inesquecíveis momentos na adorável Paranapiacaba, nosso “abrigo” durante o I Festival de Cinema Um Novo Olhar, realizado em Ribeirão Pires.

Inscrições ao Curta Neblina

O festival é uma realização da Luz, Câmera: Animação! e busca promover a cultura cinematográfica na Vila de Paranapiacaba e em todo o Grande ABC de São Paulo visando a levar entretenimento gratuito e de qualidade às pessoas, além de disseminar o interesse pelo curta-metragem. Pretendemos levar a “indústria do cinema” até a região para que profissionais da área percebam seu potencial cinematográfico, com arquitetura, clima e paisagens únicos, desenvolvendo seu potencial turístico e movimentando a economia local – dizem os organizadores.
 
II Curta Neblina vai homenagear o cineasta José Mojica Marins (Zé do Caixão) e a drag queen, atriz e cantora Silvetty Montylla e realizará um wokshop de Roteiro com o escritor, roteirista e dramaturgo Fernando Bonassi, que fez, entre outros, os roteiros de Carandiru, de Hector Babenco, e Os Matadores (de Beto Brant).
 
Está prevista também a exibição do filme Doramundo, do cineasta João Batista de Andrade, rodado na vila de Paranapiacaba em 1978, e o diretor estará na cidade para debater a obra com público e realizadores.
 
As inscrições são gratuitas e prosseguem até dia 31. Cada diretor poderá inscrever quantos filmes quiser.

Paranapiacaba, Neblina e Cinema


Abertas inscrições para o festival que acontece na mágica vila ferroviária

O festival é uma realização da Luz, Câmera: Animação ! e busca promover a cultura cinematográfica na Vila de Paranapiacaba e em todo o Grande ABC visando a levar entretenimento gratuito e de qualidade às pessoas, além de disseminar o interesse pelo curta-metragem.
Pretendemos levar a “indústria do cinema” até a região, para que profissionais da área percebam seu potencial cinematográfico, com arquitetura, clima e paisagens únicos, desenvolvendo seu potencial turístico e movimentando a economia local.
Entre as atrações, oficina de ROTEIRO com Fernando Bonassi (!!!) e encontro com João Batista de Andrade, diretor de importantes obras da cinematografia nacional.
Inscrições até 31 de julho.

Relembrando Paranapiacaba e Ribeirão…

Quem esteve lá, viveu e não cansa de lembrar…

Paranapiacaba, a bucólica vila ferroviária construída pelos ingleses em 1800 e lá vai coisa, no quase ABC paulista, teve pousadas lotadas, muita sopa pra agüentar o “tranco”, gente de cinema cantando, curtindo e fotografando…

Vale dizer: da silente cidade, saíamos diariamente para Ribeirão Pires, onde acontecia o I Festival de Cinema de Ribeirão PiresUm Novo Olhar…

A reunião de realizadores audiovisuais de todo o país gerou até coletivo que “bomba” na web…

É o Fade To Black, do qual alguns integrantes aparecem nas fotos deste post

Aos poucos, vamos postando mais… pra afastar as saudades, reavivar as sintonias e aguçar o gosto de Quero Mais

 
Alyne Fratari, Cacinho, Denise Sganzerla, e Helton Vilar
 
Uma pan do Sub Bar, o bar da simpática Dani e da boa sopa…
 

Ângelo Macarius, de BSB, misto de cantor, violonista, realizador, maior ibope com a turma…

 

Antônio (FLORIPA) Zanella e Otávio (Paulínia) festejam encontro

Otávio, Cláudia, Aurora, Juliana, Carlos Segundo e Bia Nogueira (a bela de Maceió): energias contagiando na casa noturna Canoa Quebrada…

Lembrando Paranapiacaba…

 
Saudades da bucólica Paranapiacaba… a foto é do Cacinho, nosso amigo da animação, que fincou âncora em Juiz de Fora…
 
Depois tem mais…

Surf de Floripa Dá Vitória a ZANELLA

      

O jovem jornalista ANTÔNIO ZANELLA – Floripa pra galera –  segue colecionando prêmios com seu comovente documentário de estréia, Uma Luz no Fim do Tubo.

ZANELLA, e os muitos amigos que fez em Ribeirão Pires, estamos felizes da vida com os dois troféus conquistados pelo jovem catarinense na primeira semi-final do festival de Cinema de Ribeirão Pires, Um Novo Olhar, cuja mostra competitiva aconteceu de 2 a 8 de maio no município paulista, servindo de mote para consagrar uma bela porção de amigos, fabricando uma saudável constelação de realizadores-irmãos, agora encharcados de saudades da vila ferroviária de Paranapiacaba…

Que venha 2011 !