Arquivo da tag: pela primeira vez

GUARACINE estreia incluindo Guaramiranga no circuito

Festival de Cinema vai mobilizar a bela serra cearense em dezembro

A logomarca tem o traço criativo, delicado, e sensível que caracteriza o trabalho do artista Jota Cambé.

O Festival foi idealizado pela produtora Letícia Menescal e a jornalista Aurora Miranda Leão, conta com apoio da Prefeitura Municipal de Guaramiranga e, pela primeira vez, fará da bela paisagem serrana do município cearense um território da Sétima Arte.

Nesta primeira edição, o festival não será competitivo pois não houve tempo hábil para a realização das inscrições. Mas a ideia é que a edição 2013 passe a ter caráter competitivo, com troféus e premiações.

Este ano, a Curadoria selecionou os seguintes curtas-metragens, e, em breve, divulgaremos a programação completa com oficinas, shows musicais e exibições especiais:

OS CURTAS DO GUARACINE

A Cabra, de Gui Castor (ES)
Aldeia – de Zeca Ferreira (RJ)
A Montanha Mágica – Petrus Cariry (CE)
Arrumando as malas, de Ana Célia (PB)
O Sabiá – Zeca Brito (RS)
Conexion Munich, Carlos Segundo (MG)
De Orquídeas e Selos, de Carolina Paraguassu (GO)
Derredor, de André Aragão (SE)
Doce de Coco, de Allan Deberton (RJ)
Engano, de Cavi Borges (RJ)
Engole logo uma jaca então – Marão (RJ)
Fuxicos de Jeri – Célia Gurgel (CE)
Julie, Agosto, Setembro – Jarleo Barbosa (GO)
Leve-me para Sair – José Agripino (SP)
Mar de Rosas, de Rwanito Oscar (MA)
Mato Alto – de Arthur Leite (CE)
Menina da Chuva, de Rosária, (RJ)
O Céu no andar de baixo – Leonardo Cata Preta (MG)
O mensageiro da galáxia – André Miguéis (RJ)
O silêncio do mundo – Bárbara Cariry (CE)
Os sustentáveis, de Lisandro Santos (RS)
Quebra de contrato – Lindembergue Vieira (RJ)
Retratos, de Leo Tabosa (PE)
Salete Cobra – Alan Fernando (PB)
Uayná Lágrimas e veneno – Junior Rodrigues (AM)

O GUARACINE será realizado de 5 a 8 de dezembro em Guaramiranga, na serra cearense.

Para celebrar ELIS Regina

Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro recebe exposição multimídia sobre uma das maiores divas da MPB
A exposição Viva Elis, a ser aberta dia 9, integra o projeto NIVEA VIVA ELIS, idealizado por João Marcello Bôscoli, com patrocínio NIVEA.
O projeto começou oficialmente dia 19 de março, no Rio, com a realização de Avant-Première quando Maria Rita subiu ao palco interpretando, pela primeira vez, canções eternizadas na voz de sua mãe. Assim, iniciou-se a primeira etapa do NIVEA VIVA ELIS, com turnê consagrada por cinco shows gratuitos promovidos em algumas cidades – Porto Alegre (24/03/12), Recife (01/04/12), Belo Horizonte (08/04/12), São Paulo (05/05/12) e Rio de Janeiro (13/05/12).
Maria Rita estreou este ano no cancioneiro imortalizado por ELIS…
Outra vertente do projeto é a exposição Viva Elis, gratuita e com formato multimídia, cuja proposta é apresentar seu conteúdo de forma itinerante, tendo já ocorrido em  São Paulo e Porto Alegre, localidades em que cerca de 52.500 visitantes prestigiaram o projeto.
Rico e diversificado, o material da exposição conta cerca de 200 fotos de Elis Regina, além de reunir trechos de entrevistas emblemáticas, ingressos, posters de shows, vídeos de apresentações, especiais de televisão, réplica de figurinos, revistas e jornais da época. Um documentário contendo depoimentos de vários artistas que trabalharam com Elis também faz parte da exposição. “O que deve emocionar mais as pessoas é uma sala onde poderão ouvir a voz de Elis sem acompanhamento instrumental, solo.” – afirma João Marcello Bôscoli.
Fisicamente o mais parecido com a mãe, João Marcelo idealizou o projegto em homenagem a Elis Regina
O conteúdo da exposição, sob curadoria de Allen Guimarães, é composto por arquivos da família, materiais cedidos pela imprensa e doações de milhares de fãs, de conhecidos de Elis, que entraram em contato assim que tiveram conhecimento do projeto. Aberta ao público gratuitamente, de terça a domingo, a exposição ocupa oito salas do primeiro andar do Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro (CCBB).
Segundo a diretora de Marketing da BDF NIVEA Brasil, Tatiana Ponce, o principal objetivo do NIVEA VIVA ELIS é oferecer ao público mais acesso à cultura popular por meio de uma grande homenagem. “Para a NIVEA, a essência do projeto retrata uma harmoniosa relação entre música, cuidado e beleza, aspectos que se conectam de maneira extremamente verdadeira, na intenção de promover esta linda homenagem à Elis Regina”.
A exposição Viva Elis tem projeto expográfico da empresa Artifício, designer da Tecnopop e produção da Automática. As próximas cidades a receberem a exposição serão Belo Horizonte e Recife, sempre com entrada gratuita.
Serviço – Exposição Viva Elis
Local:  Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro (CCBB)
Data: 9 de agosto a 30 de setembro
Endereço: Rua Primeiro de Março, 66 – Centro  – 1º andar
Informações: (21) 3808-2020 Horários: De terça a domingo, das 9h às 21h

Fest Cine Maracanaú: inscrições até dia 31

 O FestCine Maracanaú –  Festival de Cinema Digital e Novas Mídias, segue com inscrições abertas para sua terceira edição até dia 31.  

Podem ser inscritos filmes e vídeos de qualquer país; estados e municípios brasileiros e de cidades do estado do Ceará, produzidos a partir de 2009, finalizados no formato digital. Para a Mostra Rodolfo Teófilo, podem ser inscritos filmes e vídeos de realizadores da Região Metropolitana de Fortaleza, com duração de até 20 minutos. Na Mostra Novas Mídias, produções de até 5 minutos, realizadas em mídias digitais – câmeras fotográficas, celular, web cam, dentre outros.  

Os vencedores de Maracanaú na segunda edição (foto Arlindo Barreto). 

O vencedor na categoria Melhor Longa-Metragem receberá prêmio no valor de R$ 10 mil e o Troféu Maracanaú; na categoria Melhor Curta o prêmio é de R$ 5 mil mais o Troféu Maracanaú; na categoria Novas Mídias, R$ 1.000,00 e o Troféu Maracanaú. As demais categorias vencedoras serão agraciadas com o Troféu Maracanaú.

 

O ator Claudio Jaborandy, homenageado em 2011, recebe Parabéns Aurora de Cinema…

Um pouco de história 

Desde a primeira edição, realizada em dezembro de 2010, o FestCine Maracanaú se firmou como um dos eventos bem acolhidos, tanto pelo público como pela classe do audiovisual brasileiro e de outros países, além do forte reconhecimento por parte da mídia. Em 2011, novamente o Festival marcou pelo pioneirismo: pela primeira vez, profissionais dos estúdios americanos DreamWorks estiveram no país para aulas gratuitas. 

Bill Tessier e Chris Kirshbaum ministraram workshop de animação e efeitos especiais. O festival também contou com a participação dos atores Jayme Matarazzo, Nathália Dhill, Marília Medina, e dos cineastas Caio Soh e Walter Webb.

Walter Webb e Marília Medina recebendo o carinho de estudantes…

O Festcinemaracanaú é realizado pela Abraham Filmes e Estúdios Digitais com direção geral de Afonso Celso. Patrocínio da Coelce. Parceria do Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura (Secult) e Governo Federal –  Ministério da Cultura, através da Lei de Incentivo à Cultura, Prefeitura Municipal de Maracanaú, Fundação Cultural de Maracanaú.