Arquivo da tag: Planeta Tela

Olhar de Cinema termina hoje e tem ótimos filmes na disputa

AURORA DE CINEMA direto do Festival de Curitiba

Como se não bastasse acontecer na adorável capital curitibana, há ótimos filmes em competição no Festival OLHAR DE CINEMA – cuja solenidade de encerramento acontece esta noite -, todos foram exibidos em sessões gratuitas e a programação foi bem recebida pelo público, acontecendo em vários espaços diferentes.

O imponente edifício do SESC Paço da Liberdade, palco do Seminário e debates

Com Assessoria de Comunicação a cargo da Planeta Tela (leia-se Celso Sabadin), o festival idealizado e comandado por Aly Muritiba, Mirela Merlo e Antônio Júnior, arregimentou vários profissionais e movimentou espaços culturais diversos para abrigar a polpuda grade de programação desta primeira edição, que contou com patrocínio da Volvo, Scheweppes e Copel; apoio da RPC-TV, Sesi, Sesc, Shopping Crystal e outras empresas.

Dentre os jornalistas, estamos por aqui, abrigados no Hotel Slaviero Slim – bem no coração do centro histórico – o Aurora de Cinema, o Cinequanon (com Cid Nader), Sérgio Alpendre, Eduardo Antunes, Diego Benevides, Carlos Alberto Mattos e Rubens Ewald Filho – perdão se algum nome me escapa…

Entre realizadores, pesquisadores e estudiosos da Sétima Arte, podemos citar Hernani Heffner, Evaldo Mocarzel, Lina Chamie, Leonardo Cata Preta, Fernando Severo, Eduardo Kishimoto, Eduardo Nunes, Frederico Machado, Cláudia da Natividade, Sandra Zawadzki, é Cássia Hauari, para citar apenas alguns.

Filme de André da Costa Pinto: potência que vem de Campina Grande…

O Festival nasceu da disposição de um trio ‘parada dura’ em busca de fomentar o cinema e alavancar a produção audiovisual em Curitiba: os diretores Aly Muritiba, Marisa Merlo e Antônio Júnior não se intimidaram na hora de arregaçar as mangas e fazer o festival de cinema acontecer na capital paranaense. Durante um ano, foram à luta para produzi-lo.

Assim, foram 7 dias, nos quais o OLHAR DE CINEMA exibiu 72 filmes de 22 países e diversas cidades brasileiras. Segundo Antônio Jr., a realização do festival partiu de ideias bem definidas: “Escolhemos esses espaços onde os filmes foram exibidos porque eles já são conhecidos do público que busca assistir a algo que fuja do formato norteamericano. A ideia era justamente essa: exibir filmes que trouxessem alguma coisa a mais, além do cinema de  Hollywood.

Mesmo sendo a primeira edição, o festival recebeu mais de 1500 inscrições de mais de 80 países. O critério de escolha dos filmes foi justamente “escolher produções independentes que não teriam espaço na programação das cadeias de cinema ou porque possuem uma baixíssima distribuição, ou porque não despertam o interesse mercadológico dos cinemas locais. São filmes que dificilmente chegariam ao público, não fosse pelo festival.” 

Sudoeste é um dos fortes concorrentes…

Diante da lista de filmes exibidos, da plena participação do público em todos os espaços e atividades – até mesmo nas oficinas ofertadas – prova o acerto da organização do Festival e aponta para novas edições, com bastante fôlego para se firmar no calendário dos grandes festivais do país.

A solenidade oficial de encerramento acontece esta noite, a partir das 20h, no Teatro Guairinha.

O AURORA DE CINEMA acompanha tudo com um OLHAR DE CINEMA… 

BIPOLAR em Setembro no Canal Brasil

Confirmada estréia da série policial BIPOLAR  

Única série brasileira filmada com câmera RED ONE 4K, a produção leva qualidade de cinema para a tela da TV.  

A série de TV BIPOLAR é um drama psicológico policial que investiga os diferentes “pólos” das pessoas: os conceitos, as “verdades” e as mentiras” absolutas de cada um. 

Com 12 episódios de 25 minutos cada, a série é a primeira da televisão brasileira a utilizar a câmera RED ONE 4K, o que garante à imagem, qualidade e textura de produção cinematográfica.  

O diretor de dramaturgia e geral do projeto, Edu Felistoque, diz: “embora ambientada no universo Policial, BIPOLAR é uma história desarmada. Queremos desmistificar os clichês de uma suposta realidade policial que costuma ser falsamente vendida pelo Cinema e pela TV”.  

No elenco de BIPOLAR estão: 

• Sílvia Lourenço (Delegada Diana), de “Quanto Dura o Amor?” “Contra Todos”, “Não Por Acaso”, “O Cheiro do Ralo” e “Querô”. 

• Rodrigo Brassoloto (Investigador Carlão), de “Ação Entre Amigos”, “Inversão” e “400 contra 1- Uma História do Crime Organizado”. 

• Sérgio Cavalcante (Investigador Latrina), de “Ação Entre Amigos”, “Vôo Cego Rumo ao Sul”, e “Contra Todos” 

• Priscilla Alpha (Doutora Rocha), dos curtas “Vidas em Vias”, “Situação Fictícia, Pessoas Reais”, e “Sapatinhos Vermelhos”.

 • Felipe Kannenberg (Homem Misterioso), de “Amores Imperfeitos”, “400 contra 1- Uma História do Crime Organizado”, “Eu e Meu Guarda-Chuva”, “A Mulher Invisível”, “A Canção de Baal”, “Não por Acaso”, “Polaróides Urbanas”, “Ouro Negro”, “Olga” e vários outros. 

BIPOLAR, a série, foi inspirada em dois longas-metragens: INVERSÃO, também dirigido por Edu Felistoque, e 400 contra 1- Uma História do Crime Organizado, onde o cineasta atuou como Produtor-Executivo e Produtor Cinematográfico. 

Ainda inédito no circuito comercial brasileiro, INVERSÃO foi premiado em Toronto como melhor trilha sonora em Cuba pela a crítica e em Natal, como melhor montagem. E 400 contra 1- Uma História do Crime Organizado estréia em circuito nacional em agosto. 

A série BIPOLAR terá ainda uma reedição especial para exibição em salas de cinema. 

Roteirista, diretor e produtor de diversos longas

e curtas para Cinema, Edu Felistoque investe em seriados de TV 

Com forte atuação no mercado de filmes publicitários, Edu Felistoque já construiu também uma carreira em Cinema de curta e longas-metragens. Dirigiu os longas “Soluços e Soluções”, “Território 9 Ponto 8”, “Trilhos Urbanos”, “Musicagen” e “Inversão”. É autor também dos curtas “Zagati”, “Boi”, “O Papel Principal”, e “Davi contra os pau mandados de Golias” .

Ficha técnica de BIPOLAR: 

Direção Geral e de Dramaturgia : Edu Felistoque

Direção de Fotografia: Caco Sousa, Wilian Pacini e Edu Felistoque

Direção de Arte: Thalita Rubio

Assistentes de Direção e Produção de Finalização: Diego Vico Garcia e Thiago Maia

Assistentes de Direção: Anderson Prado, Diego Vico Garcia, Paulo Domingues, Renato Jabour, Rodrigo Brandão e Thiago Maia

Argumento: Edu Felistoque

Roteiros: Julio Meloni

Diretores Convidados: Paulo Duarte e Alekasander Srdic 

Montagem: Conrado Pêra, Guga Pera, Fred Augusto e Mariah Luna

Motion Grapher: Gabriel Felistoque

Colorista: Marcelo Rodriguez

Desenhistas de Som: Pépe Chevs, Ivan Santos, Adriano Ferreira e Jéssica Grandi

Produtores: Milton Urcioli Jr, Rita Urcioli e Felipe Abreu

Direção de Produção: Lu Lopes

Produção de Elenco: Ana Ligia Coradi, Miguel Rodrigues e Take a Take

Produção de Figurino: Silvana Moura

Direção Musical e de Montagem : Conrado Pêra

Produção Executiva: Edu Felistoque, Denise Castelhano e Sergio Martinelli

Serviço:

Série de TV com a direção de dramaturgia e geral de Edu Felistoque

produzida pela : Felistoque Filmes

Jotaeme Produções

Pépe Chevs Sound Design

Kardman Audiovisual

Reza Brava Filmes

Pop Lab FilmWorks em co-produção e exibição do Canal Brasil e no canal Globosat HD.

* Informações PLANETA TELA