Arquivo da tag: poeta Jorge Salomão

Porque Jorge Salomão é um Código Explosão, sempre !

 

 

Este é o queridíssimo Poeta Jorge Salomão, o baiano mais carioca do país, Artista de mil antenas, autêntica representação das muitas misturas culturais que atende pelo nome BRASIL.

Por isso, a Poesia de Jorge Salomão é tão comunicativa, tão pulsante, sensorial, múltipla, ao mesmo tempo simples e plural.

Jorge Salomão é Artista das letras, das palavras, das imagens, das cores, de todas as pulsações.

Ele está no videoclipe que Viviane Rangel lança no próximo dia 22, no belo espaço da CAZA ARTE CONTEMPORÂNEA, na Cidade Maravilhosa.

CÓDIGO DE EXPLOSÃO é o clip… Explosão é o próprio SALOMÃO !

São Jorge Salomão em obra de Raimundo Rodriguez…

Salve JORGE, Viva Salomão !

Uma vez com Jorge, sempre Salomão !

Jorge Salomão lança livros em noite de sucesso

Foram muitos os amigos que rodearam o poeta Jorge Salomão na noite de lançamento de seus dois novos livros no Rio. A noite teve dança, performance, vídeo, música e muita poesia, claro.

Gulherme Fiúza, Jorge Salomão e Narcisa Tamborindeguy: noite festiva no Cine Jóia

Conhecido como o poeta das frases curtas e polêmicas, Salomão prometeu e fez uma “festa do balaco”, para a qual todas as pessoas portadoras de luz interior, disponíveis ou não, foram convidadas.

Segundo Jorge, os livros estão difíceis de serem editados por conta do preço elevado: “Outro dia passando por várias livrarias do centro e da zona sul, eu fiquei ‘literalmente’ assustado. Os livros estão caríssimos! E para subverter essa tirania intelectual de grife, os meus livros são vendidos a R$10,00”, conta o poeta baiano, soltando uma gargalhada. 

Salomão e a amiga Vânia Badin: uma estrada recheada de pensamentos…

Capitaneada pela Jacaré Produções, a noite de autógrafos aconteceu no Cine Jóia, em Copacabana. Os livros são A Estrada do Pensamento (dedicado ao filho João, que é mísico e mora nos States),  e Conversa de Mosquito (dedicado ao irmão Wally, também poeta, e já no andar de cima)…

Alexandre Agra, Marco Rodrigues, Jorge Salomão e Antônio Cícero: amigos de longa data…

Estas amigas não podiam faltar: a produtora Alicinha Silveira e a jornalista Philys Huber …

Jorge Salomão faz festa e lança dois novos livros

 

Jorge Salomão e Ricardo Cravo Albin: o poeta vai ficar ‘tipo assim’ na noite de lançamento de seus dois novos livros: feliz, cheio de energia e cercado de amigos… Saravá ! 

 

Jorge Salomão Coloca Cavaquinho em Palácio de Cristal

  
O Poeta Jorge Salomão, um expert em Relações Especiais com a Mídia, é quem articula o grande coquetel de lançamento marcado para sábado em Petropólis.
 
 
 
Neste dia, 13 de agosto, o requintado Palácio de Cristal, em Petrópolis, receberá a exposição Vozes de Nelson, com fotos marcantes do lendário sambistae compositor, feitas pelas lentes do fotógrafo Ricardo Poock, e a curadoria da expô é assinada por Jorge Salomão.
 
A exposição comemora o centenário de nascimento do compositor.  A mostra conta com 34 imagens de intérpretes do baluarte mangueirense.
 
 
Sambistas tradicionais como, Beth Carvalho, Dona Ivone Lara, Leci Brandão, Paulinho da Viola, Zeca Pagodinho, e a nova geração, Diogo Nogueira e Teresa Cristina, estão entre os artistas fotografados.
 
Na inauguração, o Quinteto Novos Chorões e a cantora Manu Santos cantam sucessos de Nelson, com a participação dos músicos petropolitanos do Trio DuBrá.
 
Sarau e coquetel marcarão a abertura na noite de sábado, a partir das 18h. A exposição ficará em cartaz até dia 21, das 9h às 18h.

O Rio por Jorge Salomão e as lentes de Berg Silva

BERG SILVA inaugura hoje a exposição de fotos Meu Rio, no restaurante Sobrenatural, em Santa Teresa. Jorge Salomão faz o texto da mostra, contando um pouco de nossa cidade através das fotos.

O poeta JORGE SALOMÃO, baiano apaixonado pelas belezas do Rio…

SALOMÃO diz: “Quando a lente foca e o click é acionado, o resultado é misterioso: é o Rio que se revela das lentes de Berg Silva//Ele é ágil na arte de fotografar e o Rio surge nas suas intensidades: excessiva beleza da sua sinuosa geografia, seus momentos mágicos//A cidade entre o mar e a montanha. Cheia de bossas, de requebros, de novidades: a cidade e seus matizes. Esse é o Rio de Berg Silva. Fotos de rara beleza: uma poética nova”…                                     

* Esta nota foi pinçada da coluna de HILDEGARD ANGEL. no jornal O Gloho

Jorge Salomão Mobiliza URCA em Celebração a Nelson Cavaquinho

Querido amigo Poeta e incansável agitador cultural, JORGE SALOMÃO aprontou mais uma das suas. E até Caetano Veloso e Chico Buarque apareceram pra prestigiar !

Nelson Cavaquinho foi o pivô e, em pleno centenário. a prova de sua força e maestria de sua obra, permanecem cada vez mais vivas.

O compositor – um dos baluartes da Escola de Samba Verde e Rosa -, é reinventado no RIO e ganha outras preciosas luzes na parceria SALOMÃO, POOCK e Cravo Albin. Ele merece todas as reverências.

E no Instituto Cultural Cravo Albin, na Urca, Nelson Cavaquinho pode ser visto mais e melhor. Vamos às VOZES DE NELSON !

Poeta JORGE SALOMÃO: sempre fazendo eventos badalados no RIO…

SALVE JORGEEEEEEEEEE !!!

                 Com curadoria do poeta, compositor e agitador cultural Jorge Salomão, a mostra Vozes de Nelson Cavaquinho foi aberta ontem em noite festiva e repleta de celebridades, no Instituto Cultural Cravo Albin (ICCA), na Urca.

A mostra Vozes de Nelson Cavaquinho é uma homenagem ao centenário do compositor mangueirense e reúne imagens de 35 intérpretes que gravaram obras dele, clicados em cena pelo fotógrafo Ricardo Poock. A exposição integra as comemorações pelo centenário do nascimento do compositor mangueirense.

            Ricardo Poock é fotógrafo profissional desde 1999 e editor do boletim cultural Acontece na Cidade. Desde 2000, Poock registra shows, mantendo um acervo de cerca de 600 artistas em cena. Suas fotografias passarão a ilustrar o Dicionário da Música Popular Brasileira, que reúne mais de 5 mil referências da MPB. “Fotografar em cena exige técnica, paciência e muita sensibilidade para que a imagem retrate a emoção do artista, a intensidade da interpretação”, afirma o pesquisador Ricardo Cravo Albin.

            Sambistas tradicionais como Alcione, Beth Carvalho, Dona Ivone Lara, Elton Medeiros, Leci Brandão, Nelson Sargento, Paulinho da Viola, Wilson das Neves e Zeca Pagodinho, e a nova geração, como Diogo Nogueira e Teresa Cristina, estão entre os artistas fotografados. Mas também foram retratados intérpretes como Benito de Paula, Caetano Veloso, Chico Buarque. Gal Costa, Marisa Monte, Paulo Moska e Zeca Baleiro, entre outros.

            A mostra Vozes de Nelson Cavaquinho permanece em cartaz até 2 de junho e a visitação pode ser feita de segunda a sexta, das 11h às 17h, agendada pelo telefone 2295-2532. O Instituto Cultural Cravo Albin fica na Avenida São Sebastião, 2, cobertura, Urca, Rio.

* Com informações de Gória Castro

JORGE SALOMÃO Revive HÉLIO OITICICA e Platéia Delira

É o que diz a antenada HILDEGARD ANGEL em sua coluna do GLOBO:

Brasília pegou fogo neste domingo, com o encerramento da exposição Hélio Oiticica: O Museu é o Mundo, com performance do poeta, escritor Jorge Salomão, no Museu da República
Eram quatro da tarde quando o som detonou nas caixas as músicas de Jimmy Hendrix
Jorge não usou sunga, mas um short. Também não estava de salto, mas sapatos prateados. E vestia uma camisa branca em que lia-se, na frente, “Eu sou” e, atrás, completava a frase “Hélio Oiticica”…
Gritando ao microfone frases de Hélio Oiticica como “eu não penso, eu não ligo, eu fascino”, assim chegou Salomão, enquanto um balão vermelho subia aos ares da Capital Federal. Depois, Jorge iniciou a leitura do texto Experimentar o Experimental de HO
Uma leitura recheada de acentuações guturais e de dramaticidade, criação dos irmãos Andreas e Thomas Valentin que será repetida em Belém e no Rio, onde a exposição também será mostrada…
Para terminar, perguntado por um jornalista como se conceituaria, se poeta, se escritor se etecétera e tal, Jorge Salomão, no calor de sua performance, não vacilou e soltou: “Sou um explosivo”…
Fotos de Andreas Valentin

Espantando a saudade de São Luís

 
Cineasta goiana Mariley Carneiro, o prefeito de São Luís,  João Castelo, e a produtora Estela Piccin, de Sampa, curtindo o arraiá da praça Maria Aragão nos concorridos festejos juninos da capital maranhense…

 
A jornalista Aurora Miranda Leão, redatora deste Blog, entre seus dois queridíssimos amigos: poeta Jorge Salomão e agitador cultural Euclides Moreira Neto, presidente da Fundação de Cultura de São Luís (FUNC).

São Luís é sempre uma grande festa… Viva São Luís e Salve o Boi do Maranhão !

Por conta do GUARNICÊ…

 
Aurora Miranda Leão, Marton Olympio, Estela Piccin e Andreson Carvalho na sessão de encerramento do 33o Festival GUARNICÊ de Cinema…

 
Curtindo o incrementado arraíá da praça Maria Aragão, coordenado pela Fundação de Cultura do Município (FUNC) – leia-se Euclides Moreira Neto -, de trás pra frente: Luiz Bargmann Netto (SP), Aurora Miranda Leão, Andreson Carvalho (RJ), Marton Olympio (Rio), Jorge Salomão, Mariley Carneiro (GO) e Estela Piccin (SP)… 

 

Andreson Carvalho e Mariley Carneiro encantados com as festas juninas maranhenses. A foto mostra a decoração do “arraiá da Lagoa”, oportuna homenagem ao Tambor de Crioula, numa criação do artista Manuel Veiga (primo de nosso querido Veiga  Júnior)…

 

Ambientação inspirada na Praia Grande, pelas lentes de Marton Olympiosaudades de São Luís

 

Fotógrafo goiano João Caetano, figura principal do Doc O Olhar de João, e Andreson Carvalho, cineasta e professor da área de SOM

 
A super premiada Mariley Carneiro – jornalista e realizadora goiana que dirigiu O Olhar de João – divide a alegria da vitória com a também jornalista, Aurora Miranda Leão. Foto Andreson Carvalho