Arquivo da tag: produtora

David Cardoso, Prazeres Barbosa, José Dumont e Zezita Mattos: O Ator é tema de Seminário em Campina Grande

Sem CG

Vai ser assim o I SEMINÁRIO de Construção do Ator:

Ele está sempre pensando em fazer mais e melhor pela cultura paraibana. O inquieto, aguerrido e determinado André da Costa Pinto,  premiado e polêmico cineasta de Barra de São Miguel (PB), realizador do concorridíssimo Festival Comunicurtas (que acontece todo final de agosto) idealizou e Marlene Alves Souza Luna (Secretária de Cultura de Campina Grande) abraçou a ideia. Assim, nos próximos dias 28 e 29, terça e quarta finais de maio, o trabalho do ATOR será tema de instigante Seminário na adorável cidade paraibana.
Confira a programação completa, que é gratuita, e vai acontecer no auditório da Secretaria de Cultura de Campina Grande:

Programação

Dia 28 de maio
14h. Abertura do Seminário pela Secretária de Cultura, Marlene Alves Sousa Luna. Apresentação do Seminário por André da Costa Pinto
Abertura da exposição Fotográfica: 7 anos de set –  Curso de Formação de Atores para Vídeo
Zezita Mattos, grande atriz paraibana, é um dos destaques do Seminário idealizado por André da Costa Pinto…
15h. Mesa – Redonda: As Mulheres Paraibanas do Cinema Nacional Mediadora: Aurora Miranda Leão (Jornalista e Atriz)
Participantes: Arly Arnaud (Atriz)                            Zezita Mattos (Atriz)                                                    Soia Lira (Atriz)
Arly
Arly Arnaud, sensacional atriz paraibana, estará na primeira mesa-redonda…
16h30min. Mesa – Redonda: Mantendo Relações – Os personagens de um Set Mediadora: Cássia Lobão (Atriz e Professora Doutora em Ciências da Comunicação) Participantes: João Carlos Beltrão (Diretor de Fotografia)
        Carlos Mosca (Diretor de Arte)                  César Ricardo (Desenhista de Som)             Amazile Vieira (Produtora)               Gal Cunha Lima (Atriz e Produtora)                            Chico Oliveira (Ator)
Nathan
Cineasta Nathan Cirino é um dos palestrantes no Seminário da Secult-CG
19h. Palestra Novas formas de se contar uma história: O Roteiro Interativo e os Atores Transmídia.
Palestrante: Nathan Cirino (Mestre em Comunicação Social e Professor do Curso de Arte Mídia da Universidade Federal da Paraíba)
20h30min Como produzir um elenco Palestrante: Itamar Borges (Produtor – GO)
22h. Palestra: A história de como cheguei lá com o ator Leo Rosa
23h30min. Programação Social – Samba das Moças Donzelas de Véu e Capela.
José Dumont, um dos mais festejados atores do país, vai dar sua contribuição para o importante debate promovido pela Secretaria de Cultura de Campina Grande…
Dia 29 de maio
14h. A trajetória de Zé Dumont (Ator)
16h. Mesa – Redonda: A Publicidade e o Mercado Local Mediador: André da Costa Pinto Participantes: Hermany Cruz (Presidente do SATED/PB) Joana Marques (Atriz) Representantes de agências de Publicidade de Campina Grande      Representantes dos Departamento Comerciais das Tv’s de CG.
19h – Lançamento do livro: Autobiografia do Rei da Pornochanchada – David Cardoso (Ator e Diretor)
Prazeres
Prazeres Barbosa, que fez participação especial em ‘Salve, Jorge’, também estará em Campina Grande…
20h Palestra: Do Teatro às Telas – Prazer em Conhecer
Palestrante: Prazeres Barbosa (Atriz)
21h. Preparando um elenco e administrando a carreira de um ator Palestrante: Daniel Nigri (Ator, Empresário e Preparador de Elenco formado pela Lee Strasberg Theatre e Film Institute – New York).
David e fã
David Cardoso (com um fã em Anápolis) é dos mais aguardados em Campina Grande…
22h30min. Palestra: História do Cinema Nacional – O ator e na era da Pornochanchada
Palestrante: David Cardoso (Ator e Diretor)
23h30min. Programação Social

Debate sobre TV lota teatro, a ‘mascote’ e o sábado no FECIM

Tarde de sexta foi iluminada pela presença de Duca Rachid, Thelma Guedes, Eduardo Nassif e o ator Mouhamed Harfouch

A tarde teve ainda um instigante bate-papo com o diretor e produtor carioca CAVI BORGES, e a noite foi de teatro lotado, tenda cheia e muito agito nas ruas principais de Muqui. A cada atividade, confirma-se a vocação do FECIM com evento cultural relevante e necessário…

Confira entrevista das estudantes de Comunicação feitas para o Blog do FECIM e a programação infantil deste sábado:

A mascote do FECIM, Maria Eduarda Teixeira, encantadora muquiense que quer ser atriz e acrescentou beleza e ludicidade à vinheta do Festival…

Assim como Duda, muitas crianças da cidade foram inseridas no Festival. Parte da programação foi dedicada ao público infantil, desde apresentações artísticas a filmes e animações. A pequena artista assistiu aos filmes infantis e escolheu seu favorito: “O que eu mais gostei foi o filme da menina de cabelo laranja que ganhou uma bicicleta de presente no seu aniversário.” Ela se referia ao curta “Julieta de Bicicleta”, de Marcos Hinke. A mãe de Maria Eduarda, Graciele Peixoto, destacou a importância de uma programação infantil: “Misturar a exibição de curtas adultos e infantis foi muito bom porque possibilitou que as pessoas que têm crianças conseguissem sair de casa.”

Mariana Cândido, que com talento e dedicação, atuou lindamente no Cortejo de abertura do FECIM

Segundo a produtora Mariana Cândido, coordenadora do FECIM para as crianças, um  dos cuidados ao montar a programação foi tentar agregar o público infantil: “O número de crianças em Muqui é muito grande e não dava para pensar num evento que não as incluísse. Elas são o futuro da cidade e precisam crescer já envolvidas nesse contexto cultural. Por isso, a intenção é promover mais do que exibições de filmes, mas um evento que contemple todas as expressões culturais. Elas precisam conhecer a arte para buscá-la quando crescerem”, ressalta.

Cinema, TV e muito mais em MUQUI: Simone Marçal e Léo Alves agitando…

Programação infantil – FECIM

Sábado – 3 de novembro de 2012

9h às 10h – 1ª. Sessão – Mostrinha Vitória Cine Vídeo para Crianças – Teatro Neném Paiva

* Eu queria ser um monstro – Marão – 8’ – RJ * Menina na Chuva – Rosaria – 6’ – RJ * A Ilha – Alê Camargo – 9’47” – DF * AmigãoZão – Andrés Lieban – 1’10” – RJ * Como comer um elefante – Jansen Raveira – 5’52” – RJ * Historietas Assombradas (para crianças malcriadas) – Victor Hugo Borges – 16’ – SP * Linhas e Espirais – Diego Akel – 2’16” – CE * Pajerama– Leonardo Cadaval – 9’ – SP * Clóvis em busca de uma namorada– André Bessart – 3’13” – SP * Queda Livre – Marcelo Vidal e Renan de Moraes – 1’10” – RJ

9h00 às 11h00 – FECIM para crianças – Praça Municipal 9h00 às 10h00 – Contadores de estória: “O Soldadinho de chumbo”. 10h00 às 11h00 – Trem da leitura – Cantinho da pintura – Pintura facial. 10h00 às 11h00 – 2ª. Sessão – Mostrinha Vitória Cine Vídeo para Crianças – Teatro Neném Paiva 14h00 às 16h00 – FECIM para crianças Praça Municipal – Contadores de estória: “A Missa”; – Trem da leitura; – Cantinho da pintura; – Pintura Facial

A encantadora Duda Teixeira e esta repórter, encantada com a brejeirice da Garota FECIM

Letícia Spiller mobiliza todas as atenções do Curta-SE

Atriz participa do festival de cinema em Aracaju e tem atuação elogiada em filme do cineasta André da Costa Pinto, de Campina Grande

Que ela é linda, doce, afetuosa, e boa atriz, sabemos todos ainda que por vê-la apenas pela TV, Teatro e Cinema. Mas Letícia Spiller, ao vivo e a cores, é muito mais do que nos passa a telinha.

A atriz carioca, loura e de lindos olhos verdes, versátil e muito dedicada ao ofício, surpreendeu a todos nesta sua breve passagem por Aracaju, onde não vinha há 10 anos – a última vez veio com uma peça de teatro.

Com o filho Pedro, Letícia Spiller ao lado dos produtores Deyse Rocha e Adriano Lírio…

E o que Letícia foi assediada ontem na capital sergipana, sobretudo no Shopping Jardins – que abriga o Multiplex CINEMARK, onde acontecem as exibições da 12a edição do Curta-SE -, não estava no script, por mais que se saiba o quanto a atriz é querida e admirada em todo o país.

Tive a grata satisfação de acompanhar, de longe, observando detalhes, o quanto a presença de Letícia Spiller mexeu com os participantes do Festival que acontece em Aracaju, e o quanto o seu carisma, beleza e tocante simpatia contagiaram as pessoas que circulavam pelo shopping, e também os muitos funcionários do lugar, que paravam a todo instante para reverenciar a atriz, pedir fotos, autógrafos, ou simplesmente cumprimentá-la.

Sempre com um sorriso no olhar e muito afetuosa com todos, Letícia não se fez de rogada e recebeu a todos com um belo sorriso em seu rosto angelical e uma simpatia de causar ‘inveja’.

Difícil apontar atriz com a projeção de Letícia Spiller e encontrá-la tão solícita, dedicada à divulgação de um novo trabalho, e recebendo com benfazeja delicadeza aos gestos de carinho do público.

Tive a alegria de ouvir várias pessoas elogiarem com gosto este filme ‘Tudo que Deus criou’, do ousado cineasta André da Costa Pinto, e, sobretudo, de ressaltarem o quanto ficaram fortemente impressionadas com a atuação de Letícia.

De fato, Letícia Spiller vive uma cega, engraçada e sofrida, no longa de estreia de André da Costa Pinto. O personagem é totalmente desprovido de glamour e reverte-se num desafio para qualquer atriz. Se essa atriz é bonita por natureza, e assim fomos acostumados a vê-la em tantos trabalhos, o desafio torna-se ainda maior. E fico feliz em verouvir diversos elogios à Letícia, vindos dos mais diferentes perfis de público, sobretudo por saber o quão grande, intenso e profundo é o preconceito com os bonitos, as louras, os que atuam na TV Globo – como se a versatilidade, a competência, e o talento de alguém pudesse ser medido pelo tipo de vínculo empregatício que tem.

Benza Deus ! LETÍCIA SPILLER está tão bem no filme ‘Tudo que Deus criou’ que talvez seja ela a atriz que mais chama a atenção porque a sua personagem escapa a qualquer paradigma anterior em sua carreira, e porque sua interpretação extrapola os padrões do esperado.

Letícia Spiller: surpreendente atuação em Tudo que Deus criou

Simplesmente, LETÍCIA SPILLER dá um Showwwwww em ‘Tudo que Deus criou’ e, com este belo, visceral, humano, e corajoso filme de André da Costa Pinto, simplesmente insere seu nome no panteão das grandes Intérpretes de nossa Cinematografia.

E eu fui testemunha de depoimento da atriz afirmando, aqui em Aracaju, que seu trabalho no filme de André da Costa Pinto é ‘meu melhor trabalho no cinema’.

PARABÉNS, portanto, à bela e doce Letícia Spiller, à UEPB por investir no talento dos Artistas de Campina Grande e por patrocinar integralmente o longa de André da Costa Pinto, e o Aplauso AURORA DE CINEMA para este filme que ainda vai causar muita polêmica e buchicho por onde passar. E que passe muito, em todas as telas do país, porque o Brasil precisa conhecer o Cinema aguerrido que vem chegando com toda força e luz de Campina Grande.

Um beijo carinhoso em Letícia Spiller e nossos votos de vitoriosa carreira para o filme de André da Costa Pinto. Porque Tudo que Deus criou foi pensando nas coisas belas, boas e lindas que os Artistas podem, e devem, criar e espalhar pelos quatro cantos do planeta. Saravá !!!

* Sobre o filme Tudo que Deus criou, você pode ler a crítica AURORA DE CINEMA em https://auroradecinema.wordpress.com/criticas-teatro-cinema-e-musica/tudo-que-deus-criou-um-filme-tao-sincero-como-andre-da-costa-pinto/

Araxá Cine terá Murilo Rosa, Ingra Liberato e Carlos Alberto Riccelli

Primeira edição do Festival de Araxá começa no próximo dia 10…

Reta final dos preparativos para o festival que vai tornar Araxá a Capital do Cinema Brasileiro. Durante uma semana, que terá início no próximo dia 10, a tranquila cidade mineira vai receber convidados, jornalistas, realizadores, artistas, produtores, turistas, estudantes e profissionais interessados na Sétima Arte para viver dias e noites de Cinema em diversas atividades distribuídas em muitas versões.

Carlos Alberto Riccelli, ator e cineasta, vai abrilhantar I Araxá Cine

Será a primeira edição do aguardado festival idealizado pela produtora e cineasta Débora Torres, com Curadoria do crítico Rubens Ewald Filho, e patrocínio do Governo de Minas Gerais.

O burburinho em Araxá por conta disso começou quando da coletiva que anunciou oficialmente a programação do I Araxá Cine Festival. A partir dali, ainda no início de agosto, a imprensa local, regional e nacional começou a divulgar o festival, e a comunidade audiovisual ganhou este novo ponto no mapa. Sobretudo com a realização das mostras Curta Minas e Curta Araxá, as quais vão exibir boa parte da atual produção mineira de curtas-metragens, e também descobrir e revelar novos talentos do audiovisual, a partir da cidade de Araxá, reconhecida e festejada por turistas de todas as partes do mundo por conta de suas famosas águas termais e lamas medicinais.

Atriz INGRA LIBERATO, presença sempre bem vinda, estará em Araxá…

O I ARAXÁ CINE FESTIVAL terá uma premiação total de R$ 130 mil, distribuída em mostras competitivas cinematográficas, nas seguintes categorias: longas-metragens brasileiros de ficção convidados,curtas-metragens mineiros convidados,ecurta-metragens araxaenses selecionados, festivalzinho para as crianças da rede municipal de ensino, palestras, debates, oficinas e workshops de audiovisual. Todo o regulamento do Festival pode ser conferido no site oficial do evento, que estará lançando dois novos prêmios para o Cinema Brasileiro: os troféus Dona Beja e o Araxá Terra do Sol, a serem distribuídos para os vencedores do festival, conforme avisa Débora Torres.

Festival terá dois novos prêmios para o Cinema Brasileiro: Troféu Dona Beja e Araxá Terra do Sol

Localizado no alto de Santa Rita, com acesso por escadaria com 236 degraus ou pela avenida,o Mirante do Cristo oferece vista panorâmica da cidade de Araxá.

O festival é realizado com apoio principal da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), e Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), através da Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet – Ministério da Cultura), e todas as atividades programadas terão acesso gratuito, com apresentações musicais na abertura de cada sessão, promovendo um salutar intercâmbio interregional entre profissionais, público e amantes da arte cinematográfica e musical.

Na noite de encerramento, será exibido, em avant première, o filme Vazio Coração, primeiro longa-metragem de Alberto Araújo, produzido por Débora Torres, contando com elenco repleto de nomes bem conhecidos do grande público: Murilo Rosa, Lima Duarte, Othon Bastos, Bete Mendes, Oscar Magrini, o Embaixador Lauro Moreira, Larissa Maciel, e Patrícia Naves.

Murilo Rosa é o protagonista de Vazio Coração, que terá lançamento no Festival

Por conta disso, e da exibição de outros longas-metragens durante os 7 dias do I ARAXÁ CINE FESTIVAL a presença dos atores Murilo Rosa, Ingra Liberato e Carlos Alberto Riccelli, que é autor (junto com a atriz Bruna Lombardi) e diretor do filme Onde Está a Felicidade ?

SERVIÇO

1º ARAXÁ CINE FESTIVALFestival Nacional de Cinema de Araxá

Data: 10 a 16 de setembro

Onde: Araxá, Minas Gerais

Coordenação: Débora Torres

Curadoria: Rubens Ewald Filho

ENTRADA GRATUITA

Mais informações: http://www.araxacinefestival.com.br

REDES

FACEBOOK – https://www.facebook.com/araxacinefestival

TWITTER – https://twitter.com/AuroraMLeao

BLOG – http://www.auroradecinema.wordpress.com

No Passo do Birim evidencia cultura popular nordestina

Novo Documentário Aurora de Cinema mostra grupo de coco do interior do Ceará em projeto aprovado no edital BNB – BNDES…

No Passo do Birim é o novo curta-metragem da jornalista, atriz e produtora audiovisual, Aurora Miranda Leão – fruto de projeto aprovado no edital Cultura da Gente (parceria BNB-BNDES).

O curta-metragem tem formato digital, com 15m, e marca os 30 anos de atuação ininterrupta do Coco das Mulheres da Batateiras, grupo de cultura popular formado por mulheres, e atuante no interior do Estado do Ceará.

NO PASSO DO BIRIM está sendo lançado em instigante volume, reunindo um CD e um DVD, a partir de trabalho conjunto do selo Equatorial Produções e da produtora Aurora de Cinema (com finalização da Cabeça de Cuia Filmes) – com produção do músico e pesquisador cearense Calé Alencar e Aurora Miranda Leão, no qual é evidenciada a cultura popular nordestina através do grupo Coco das Mulheres da Batateiras.

Brincantes do folguedo no município do Crato (CE), as mulheres que integram o Coco das Mulheres da Batateiras estão no CD-DVD NO PASSO DO BIRIM em voz, ritmo e imagens.

A caixa conjunta reúne um CD com canções gravadas pelo Coco das Mulheres da Batateiras, e um DVD, contendo 5 trabalhos audiovisuais realizados por Aurora Miranda Leão, a saber, os curtas SantAlegria, A Casca Avoa e o Miolo Fica, Resta Um, No Passo do Birim e o videoclip Batuques & Bantos (sobre música homônima do compositor cearense Calé Alencar).

Por enquanto, ainda não há lançamento oficial agendado mas o Aurora de Cinema está organizando uma ida ao Crato para exibir o documentário para suas protagonistas, além de estar recebendo convites para lançar o trabalho em alguns festivais de cinema…

Inscrições de filmes e vídeos ao RECINE

Abertas até 31 de julho as inscrições para a Mostra Competitiva de filmes do 11º REcine – Festival Internacional de Cinema de Arquivo. O objetivo da mostra é incentivar o reaproveitamento de imagens de arquivo em novas produções audiovisuais, além de divulgar e premiar os melhores trabalhos.

O festival recebe inscrições de filmes e vídeos de curta, média e longa-metragem de temática livre, que tenham em seu conteúdo, no mínimo, 40% de imagens de arquivo. O regulamento e a ficha de inscrição da mostra estão no site do REcine – www.recine.com.br – e no portal do Arquivo Nacional – www.arquivonacional.gov.br. A partir do dia 20 de setembro, serão divulgados nos sites os filmes selecionados para concorrer nas diversas categorias. Na noite de encerramento do REcine (9 de novembro) serão anunciados os vencedores.

Já a oficina de vídeo, que é gratuita, oferece 30 vagas para quem quer aprender na prática como produzir vídeos utilizando imagens de acervos audiovisuais de domínio público. Sob a orientação da cineasta Beth Formaggini, uma das mais conceituadas documentaristas da atualidade, pesquisadora e produtora audiovisual, os alunos realizarão vídeos para concorrer na Mostra Competitiva do REcine, em categoria especial.

A oficina acontece de 10 a 21 de setembro, de segunda a sexta, das 10 às 18 horas, no Arquivo Nacional (Praça da República, 173, Centro, Rio de Janeiro – RJ). As inscrições podem ser feitas no site www.recine.com.br , e no portal do Arquivo Nacional – www.arquivonacional.gov.br. Os nomes dos candidatos selecionados serão divulgados a partir de 13 de agosto.

O REcine 2012 acontece de 5 a 9 de novembro, na sede do Arquivo Nacional do Rio de Janeiro, com entrada franca. O festival vai prestar uma homenagem aos grandes nomes do humor no cinema mundial, exibindo na Mostra Informativa de filmes, obras-primas e raridades de diretores e atores de diferentes países, da comédia-pastelão à sátira política. Gênero cinematográfico de maior sucesso junto ao público, a comédia contribuiu decisivamente para o desenvolvimento e popularização do cinema.

Prédio do Arquivo Nacional, que sedia o RECine, na capital carioca…

Além da exibição de filmes, o REcine promove palestras e mesas de debates sobre o tema do ano, cinema de arquivo e preservação de acervos audiovisuais, com cineastas e profissionais de destaque na área de conservação e pesquisa de imagens em movimento.

O festival também homenageia personalidades da cultura brasileira e lança a nona edição da Revista REcine, com artigos sobre a arte do humor no cinema, ilustrados com fotos do acervo iconográfico do Arquivo Nacional.

Apoio para circular Documentários latinos

O portal CurtaDoc (www.curtadoc.tv), primeiro catálogo brasileiro de documentários curtas-metragens na internet, amplia seu acervo para a América Latina. A partir de agora, realizadores de todo o continente latino-americano podem inscrever gratuitamente suas produções no site e participar de uma seleção para um programa de televisão exibido no Brasil. São aceitos documentários com duração de até 30 minutos, sem restrição de época, temas ou formatos de captação. 

O CurtaDoc é uma realização da Contraponto (www.contraponto.tv), produtora de Florianópolis (SC). O projeto começou como um programa de televisão para o canal educativo SESCTV (www.sesctv.org.br), revelando uma seleção representativa do curta-metragem brasileiro no gênero documentário. A série semanal, no ar desde outubro de 2009, terá sua terceira edição dedicada a produções latino-americanas.

O catálogo CurtaDoc conta atualmente com 756 filmes brasileiros produzidos nos últimos 50 anos, os quais podem ser assistidos na íntegra e servem como fontes de pesquisa para realizadores, pesquisadores, professores, estudantes e interessados. O regulamento e a ficha de inscrição são bilíngues (português/espanhol) e estão disponíveis no portal. 


www.contraponto.tv
http://www.curtadoc.tv
http://www.facebook.com/curtadoc
twitter.com/curtadoc 

Para inscrever seu curta-metragem, o realizador deverá disponibilizar um link do filme num site de compartilhamento (YouTube, Vimeo, etc). Os documentários inscritos estão sempre em avaliação pela curadoria do CurtaDoc  para participar de séries para televisão, mostras e festivais latino-americanos. 

Na web, o CurtaDoc foi lançado em junho de 2011 durante o FAMFestival Audiovisual Mercosul, em Florianópolis. O catálogo de curtas tem como objetivo estimular ainda mais a discussão sobre a cultura do documentário e o espaço de exibição, potencializando o acesso aos filmes. A ampliação do acervo propiciará o mapeamento da produção latino-americana e a criação de uma rede de realizadores do continente.

Prêmio pode ajudar a finalizar seu filme…

Abertas inscrições ao Prêmio Finaliza 2012, promovido pelo Programa Cinema do Brasil, Associação do Audiovisual e a Cinecolor Digital.

Até 7 de junho, realizadores brasileiros podem inscrever seus trabalhos em fase de pós-produção. O vencedor será escolhido entre 12 e 19 de julho, durante o 7º Festival Latino-Americano, que acontece em São Paulo, e receberá R$ 99,4 mil para finalizar seu filme. (www.cinemadobrasil.org.br).

A participação é aberta a filmes rodados no Brasil, de diretores brasileiros ou estrangeiros com residência permanente no país, produzido por empresa produtora brasileira; ou filmes rodados parcial ou totalmente no exterior, sendo que entre as empresas produtoras figure uma produtora nacional. Além disso, serão recebidas obras que, no ato de sua inscrição, já possuam ao menos um primeiro corte de edição completo, entre 65 e 140 minutos.

Os filmes serão exibidos em sessões privadas, a serem assistidas apenas pelos membros do júri e por pessoas ligadas às diferentes áreas da cadeia produtiva audiovisual. Ao término de cada sessão, o projeto deverá ser apresentado pelo diretor ou produtor para o público, que poderá ou não elaborar perguntas ou comentários referentes à obra apresentada.

O prêmio final de R$ 99,4 mil é oferecido pela Cinecolor Digital. O valor será dividido em correção de cor, edição de som, pré mix, mix final, DCP e Cópia HDcam SR.

O 7º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo acontecerá no Memorial da América Latina, Cinemateca Brasileira, Cinusp “Paulo Emílio” e Cinesesc.

Inscrições ao Festival Literatura em Vídeo

Vídeos-aula e oficinas virtuais com nomes do cinema nacional já estão online  

O Festival Literatura em Vídeo 2012, realizado pelas editoras Ática e Scipione, com apoio da MTV , da produtora Buriti Filmes e do portal Tela Brasil, está com inscrições abertas até 30 de setembro. Voltado para educadores e alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio das redes pública e privada de todo o país, o concurso tem como objetivo incentivar o hábito pela leitura e estimular a criatividade. 

Para esta edição, foram criadas novas categoria de premiação. Além das tradicionais Júri Técnico, Júri Popular e Destaques Regionais, o Festival conta agora com Melhor direção de arte, Melhor Roteiro, Melhor Fotografia e Melhor Som

Outro diferencial deste ano é a parceria com a Buriti Filmes, uma das maiores produtoras de audiovisual do país. O site http://www.literaturaemvideo.com.br apresenta uma série de vídeos-aula e oficinas, objetivando dar apoio técnico para professores e alunos produzirem suas adaptações de até 5 minutos, baseados em uma das obras dos catálogos de literatura juvenil das Editoras.

Esses vídeos, que trazem como protagonistas profissionais renomados como Laís Bodanzky, Luiz Bolognesi e Walter Carvalho, fazem parte do acervo do Tela Brasil – projeto da Buriti Filmes que estimula produção de curtas metragens  –  e agora estão à disposição também no site do Festival Literatura em Vídeo

Todos os vídeos enviados até 30 de setembro serão avaliados por uma equipe técnica, formada por assessores pedagógicos das Editoras Ática e Scipione, pela equipe da MTV e pela Buriti Filmes. Os vencedores serão escolhidos pelo Júri Técnico, e os vídeos vencedores do concurso serão veiculados na grade da programação da MTV.

Mais Informações: www.literaturaemvideo.com.br 

Programe-se para o Festival Literatura em Vídeo 2012 

Inscrições

Até 30 de setembro

Divulgação dos destaques regionais, destaques das categorias e finalistas / Início das votações online

15 de outubro 

Fim das votações online

28 de outubro 

Divulgação dos vencedores no evento de premiação

8 de novembro 

Divulgação dos vencedores no site

9 de novembro 

Vídeos-aulas no site 

Luiz Bolognesi fala sobre roteiro 

Daniel Rezende fala sobre montagem cinematográfica  

Bráulio Mantovani fala sobre roteiro 

Walter Carvalho fala sobre direção de fotografia 

Geraldo Ribeiro fala sobre som direto 

Antônio Pinto fala sobre trilha sonora