Arquivo da tag: rei

FECIM será aberto hoje: MUQUI vira epicentro de Cinema e TV

AURORA DE CINEMA direto do fecim-muqui

FESTIVAL DE TV & CINEMA INDEPENDENTE DE MUQUI será aberto com enorme cortejo de arte popular pelas principais ruas da cidade capixaba

Cheguei ontem, início da noite, numa viagem adorável pelas estradas pontilhadas de serras e muito verde capixaba, numa estrada repleta de paisagens lindas, passando pela charmosa Cachoeiro do Itapemirim – terra que viu nascer o Rei ROBERTO CARLOS e onde se toma um caldo de cana pura delícia !

Na rodoviária de Cachoeiro, LÉO ALVES, o aguerrido coordenador-geeral do FECIM – a quem cabe a iniciativa de realizá-lo – esperava-me de braços abertos e sorriso largo.

De lá até Muqui foram pouco mais de 20 minutos de estrada com um céu que anunciava um tempo chuvoso com relâmpagos enormes, mas a chuva já havia passado por Muqui. A viagem foi tranquila e, ao chegar, deparei-me com uma cidade que já está totalmente no clima do festival: tendas armadas na praça principal, equipe de produção a todo vapor ultimando os preparativos, e uma vontade, traduzida no olhar de cada um, de dar o melhor de si para que MUQUI seja, de hoje até domingo, o epicentro das discussões sobre TV e Cinema no Brasil.

Tudo começa hoje, a partir das 18h, quando um cortejo vai circular as principais ruas de Muqui convidando a população e os participantes do Festival para acompanhar estes 4 dias de intensa programação.

O Teatro Neném Paiva, palco principal das exibições, é uma pequena jóia no coração de Muqui. Está lindamente iluminado e decorado para o FECIM.

Tudo aqui promete !

O AURORA DE CINEMA está ligado e trará as principais informações para você, leitor amigo, que quer acompanhar e saber das novidades em mais um evento dedicado ao Cinema no Brasil ! Com um diferencial: aqui, as telenovelas também terão seu espaço especial de debates.

Aguardem os próximos posts.

FECIM ilumina Teatro Neném Paiva, Patrimônio do Sítio Histórico de Muqui…

Show de ROBERTO CARLOS em Jerusalém vira livro

Conheça detalhes do show de Roberto Carlos em Jerusalém

Escrito pela jornalista Léa Penteado, Um show em Jerusalém – O rei na Terra Santa conta com fotos inéditas e uma entrevista exclusiva do Rei

“Que emoção estar em Jerusalém, nessa Terra Santa, onde tantas coisas nos levam a uma reflexão profunda sobre a história da humanidade. À Jerusalém, minha reverência.”

Com essas poucas palavras, carregadas de significado, o Rei Roberto Carlos deu início ao show inédito que realizou em Israel, em setembro de 2011. E que show ! Ao cantar músicas em português, espanhol, italiano e inglês, ele, mais uma vez, provocou grandes emoções. Mas surpresa mesmo fez no momento em que entoou a valsa Jerusalém de ouro em hebraico. E quando distribuiu rosas à plateia durante Jesus Cristo. Todos sabiam que o Rei havia plantado uma flor naquele lugar sagrado.

Um show em Jerusalém – O Rei na Terra Santa, lançado no final de 2011 pela Globo Livros, conta detalhes do show histórico, que ganhou neste mês de abril seu registro em DVD. Quem escreve é Léa Penteado, jornalista que trabalha há muitos anos com o empresário do cantor, Dody Sirena. Ela foi uma das primeiras interlocutoras quando Roberto Carlos teve a ideia de apresentar-se em Israel, logo após uma viagem que fez para Jerusalém. Do primeiro sim do cantor à participação da TV Globo, passando por todas as dificuldades de se produzir um evento deste porte, para milhares de pessoas, num país tão distante, com hábitos tão diferentes.

 

O livro traz também uma rara entrevista de Roberto Carlos, na qual ele abre sua vida para um jornalista israelense. Entre outros assuntos, fala sobre mulheres, carros, casamento e religião.

robertocarlos_grd.jpg    

Título: Um show em Jerusalém – O Rei na Terra Santa

Autora: Léa Penteado

Páginas: 176

Formato: 16 cm x 23 cm  

Preço: R$ 24,90

 

Um show em Jerusalém – O Rei na Terra Santa é ilustrado com fotos inéditas de Cláudia Schembri, profissional que acompanha Roberto Carlos desde 2006. As imagens revelam a emoção do cantor tanto em lugares sagrados como o Monte das Oliveiras e o Muro das Lamentações, como em encontros inesquecíveis como o que teve com o presidente de honra de Israel, Shimon Peres. Um livro imperdível para os fãs do cantor e de sua música.

Roberto Carlos, aplaudido por centenas, no mundo inteiro…

Roberto Carlos: “O amor me seduz, a demonstração de carinho…”

Rei fala sobre música de Teló: “É pegajosa e eu gosto muito”

Músico conversou com a imprensa durante a 8ª edição de seu cruzeiro e, além do sertanejo, falou sobre projetos, BBB e mulheres

Fotos: Vivian Fernandez

Roberto Carlos falou sobre BBB e defende o participante expulso, Daniel: “O que rolou ali foi uma…brincadeirinha” 

Se em seu primeiro show na 8ª edição do Cruzeiro Emoções em Alto Mar, Roberto Carlos acompanhou o coro das fãs e cantou o refrão de “Ai, seu Eu Te Pego”, na coletiva de imprensa que aconteceu na tarde deste domingo (05), no Rio de Janeiro, o músico não poupou elogios ao sertanejo. O encontro com a imprensa e com um grupo de fãs selecionados por sorteio aconteceu no Teatro Stardust, mesmo local em que Roberto apresenta seus três shows em alto mar.

Sobre Michel Teló, ele não titubeou: “Ele é um fenômeno. É fantástico, uma explosão que eu nunca tinha visto. Com certeza é uma música pegajosa, que eu gosto muito”, elogiou Roberto, que seguiu brincando com trechos da música como “delícia” e “ai, se eu te pego”. O rei seguiu com os elogios e disse que o sucesso, dele ou de outros músicos, é incontestável. “Quem decide se a música ou o artista são sucessos é o público. O Michel manda muito bem. É bom ver o cara”.

Após muitos elogios ao sertanejo, Roberto, que costuma exaltar outros jovens músicos, foi questionado sobre quem poderia ser seu sucessor. “Ainda é muito cedo para pensar nessas coisas”, afirmou ele, para em seguida, recusar a ideia de pensar em “sucessor”, já que, segundo ele, cada artista tem uma maneira de cantar e compor.
“Big Brother Brasil”

Roberto não falou apenas de música em sua coletiva. O músico também fez comentários sobre o BBB. Ele, que já assumiu acompanhar o reality, comentou o caso Daniel. Mesmo diante das vaias das fãs após o questionamento, o músico não demonstrou problemas na resposta e foi aplaudido ao reforçar que não expulsaria o brother da casa após as cenas de um suposto abuso sexual: “Pelo o que a gente vê na TV, longe das edições, eu não expulsaria. O que rolou ali foi uma…brincadeirinha. Eu diria, algo superficial”, afirmou o músico, com seu famoso sorriso. Além de BBB, ele também reforçou que segue assistindo às novelas (“quando não vejo, eu gravo”) e que, atualmente, a que mais tem sua audiência é Fina Estampa.

Jerusalém 

RC despista ao falar sobre novo amor: “Está chegando”

Durante a coletiva, Roberto Carlos relembrou ainda sua passagem por Jerusalém, onde gravou seu último especial. “Minha fé é muito grande, mas consciente, equilibrada. Mesmo assim, aquilo lá aumentou muito a minha fé”, afirmou o músico, que ainda foi questionado sobre o pedido de um novo amor que teria feito no Muro das Lamentações. “Se concretizou, Roberto?”, questionou a repórter, aplaudida pela plateia. A pergunta deixou o músico sem graça, mas ele prosseguiu: “Ah, está chegando, está chegando”.


Roberto também respondeu sobre o efeito de sedução que causa nas pessoas, em especial, nas mulheres. “Eu é que sou seduzido. As mulheres me seduzem. Acho que o amor me seduz, a demonstração de carinho”.

Ainda sobre Jerusalém, Roberto falou sobre a reprise do especial feita pela Globo no final do ano, fato que o deixou, inicialmente, preocupado. “Mas ao mesmo tempo, fiquei tranquilo, porque foi uma das melhores coisas que já fiz na vida”. Ele diz que aceitou a sugestão da Globo, pois não teria tanto tempo de preparar outro especial, que não sofresse tanto com as comparações. “Agora vamos dar um espaço maior, para as comparações serem menores”, explicou ele, que não planeja nenhuma gravação especial no exterior, como aconteceu com o trabalho de Jerusalém, para este ano. Mas prometeu uma turnê internacional no México e nos Estados Unidos.

Navio

Famoso por suas superstições, o rei falou sobre o naufrágio na costa italiana com a embarcação da mesma empresa que cuida de seus cruzeiros. O músico afirmou que, mesmo após o acidente, não teve medo do embarque, pois está certo da segurança. “Não fiquei receoso de embarcar, mas o que senti quando vi a cena foi muito triste. Chorei quando vi. Mas foi um acidente, que está sendo analisado”, comentou ele, que disse entender um pouco de navegação.

Já em alto mar, ele falou sobre mais uma edição de seu evento náutico. “Eu espero esse cruzeiro na maior ansiedade. Quando saio, tenho vontade de chorar. Aqui me sinto sem problemas, sem coisas para resolver. Quando volto para terra, dá vontade de voltar para o navio”, brincou Roberto. O músico comentou a ansiedade de outros tripulantes, o capitão Michele. “Ele sempre diz que espera por esse cruzeiro o ano inteiro”, ao que algumas fãs gritaram: “nós também”. 

Foto: Vivian Fernandez

“Não fiquei receoso de embarcar, mas o que senti quando vi a cena foi muito triste. Chorei quando vi”, disse ele sobre o naufrágio do navio de mesma empresa

* Entrevista a Marília Neves, do IG Gente