Arquivo da tag: Rodrigo Santoro

Rodrigo Santoro concorre a prêmio internacional

Rodrigo Santoro prossegue com ótima receptividade ao seu talento. A carreira profissional do ator segue seu ritmo de adesão internacional.

RODRIGO SANTORO concorre ao prêmio de Melhor Ator no Alma Awards  por sua atuação no filme O que esperar quando você está esperando. A premiação, que acontecerá em setembro, homenageia artistas latinos nos Estados Unidos.

No longa, Rodrigo Santoro interpreta o marido de Jennifer Lopez. O ator brasileiro concorre com Diego Boneta, por “Rock of ages”, Benicio Del Toro, por “Savages”, Andy Garcia, por “Greater Glory”, e Martin Sheen, por “The Way”.

Ao lado de Jennifer Lopez, Rodrigo Santoro está em novo longa estrangeiro…

O filme O que esperar quando se está esperando chega aos cinemas brasileiros em agosto. 

Sérgio Penna vai ministrar oficina para Atores no CineCE

Inscrições estão abertas. Aulas são gratuitas e vagas limitadas

Somente até a próxima sexta, interessados podem inscrever-se para o Workshop de Interpretação para Cinema com o professor Sérgio Penna. Serão disponibilizadas 30 vagas e o workshop será realizado dias 2 e 3 de Junho, das 10h as 13h e de 14h00 as 18h00, no Instituto de Cultura e Arte  da Universidade Federal do Ceará – UFC.

 

Sérgio Penna é preparador de atores para cinema e televisão, além de professor convidado na disciplina de Direção de Atores da ECA-USP; Escuela Internacional de Cine y TV – Cuba e Academia Internacional de Cinema-SP. 

Os participantes terão a oportunidade de conhecer o processo da preparação de elenco dos filmes “Bicho de Sete Cabeças”, “Chega de Saudade” e “As Melhores Coisas do Mundo”, de Laís Bodansky; “Carandiru”, de Hector Babenco; “Antônia”, de Tata Amaral; “Não Por Acaso”, de Phillippe Barcinski; “Contra Todos” e “Quanto Dura o Amor?”, de Roberto Moreira; “Lula o Filho do Brasil”, de Fábio Barreto; “Bróder”, de Jeferson De; “Bruna Surfistinha”, de Marcus Baldini; “Heleno”, de José Henrique Fonseca; “Faroeste Caboclo”, de René Sampaio; “Gonzaga de Pai para Filho”, de Breno Silveira; e das novelas “Aquele Beijo”, de Miguel Falabella com direção de Cininha de Paula; e “Gabriela” de Walcyr Carrasco com direção de Mauro Mendonça Filho; ambas para a Rede Globo.

O programa do curso terá como foco o naturalismo e a verdade do ator em cena, destacando-se a respiração e o movimento como reveladores de estados de emoção, memória corporal, imersão na dramaturgia, o ator-autor e suas contribuições para a mise-ens-cène, tempo real, disponibilidade, concentração e verticalidade. Haverá uma parte prática e outra teórica, a partir de análise detalhada da interpretação dos atores nos filmes para os quais Penna trabalhou e em material de making of pessoal.

 

Sérgio Penna com o elenco do filme Bróder, de Jeferson De…

Destaque também para suas preparações individuais com os atores Carolina Ferraz (Amanda em O Astro), Marcelo Serrado (Crô em Fina Estampa) e Cláudia Abreu (Chayenne em Cheias de Charme), bem como a parceria de 10 anos com o ator Rodrigo Santoro, em sua carreira nacional e internacional na TV e cinema, incluindo os filmes “Che”, de Steven Soderbergh; “La Leonera”, de Pablo Trapero; “I Love You Philip Morris” (O Golpista do Ano), de Glenn Ficarra e John Requa; e “There Be Dragons”, de Roland Joffé.

 Sergio Penna47 por Sergio Penna - preparação de atores para cinema 

Workshop de Interpretação para Cinema – com Sérgio Penna

Inscrições até 25 de maio

30 vagas

realização : dias 2 e 3 de Junho

Horário: das 10h as 13h e de 14h00 as 18h00

Local: ICA – Instituto de Cultura e Arte  da Universidade Federal do Ceará – UFC

Av. Carapinima, 1615 – Benfica

contato: oficinas@cineceara.com (85)  3264. 3877 

• 22º Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema

Data: 1º a 8 de junho de 2012

Local: Theatro José de Alencar – Fortaleza (CE)

Site oficial: http://cineceara.com / cineholliudy.wordpress.com

Rodrigo Santoro a caminho de novos papéis

Rodrigo Santoro prepara-se para novo papel no cinema, que exigirá dele uma dieta de engorda. Sem revelar o nome do filme, o ator contou a novidade no Marília Gabriela Entrevista, que vai ao ar neste momento pelo GNT, ao ser questionado se gosta de personagens que exigem transformação do corpo e disciplina. A partir de junho, Santoro dá andamento a seu novo projeto, para o qual precisará ter um corpo bem mais robusto. Para isso, fará muita malhação e dieta rica em proteínas e carboidratos.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Com 18 anos de carreira e apaixonado pela profissão, Rodrigo revela a emoção de protagonizar e produzir Heleno, filme que conta a história do jogador Heleno de Freitas, ídolo botafoguense: “No começo, ficamos com receio do filme ser em preto e branco, mas vira detalhe e não ponto negativo na era digital”.

Sobre a inquietude em viver outras vidas, comenta: “O bichinho da curiosidade e do questionamento está sempre ali. É um motor esperar o próximo personagem”. Segundo Rodrigo, é preciso inspiração e estímulo para viver diferentes papéis e, por isso, ele precisa esvaziar a mente para começar novos trabalhos: “Surfo, janto fora, namoro. Sou um cara simples”. Santoro também afirma sonhar em fazer Salvador Dalí no telão.

* Com informações de Regina Rito

Reserva Cultural inicia programação nova hoje

 
 

 

Programação de 30 de março a 5 de abril

Eleita pela terceira vez a “Melhor Programação” do Guia da Folha,

em votação promovida pela Folha de São Paulo 

SALA 1  

HABEMUS PAPAM (102’) (Exibição Digital) –  13h00 – 15h00 – 17h00 – 19h10 – 21h10*

*Sábado (31) haverá uma sessão de Habemus Papam às 23h10

*Terça-feira não haverá a sessão de Habemus Papam às 21h10
SALA 2  
ALBERT NOBBS (113’) – 13h00

A SEPARAÇÃO (Exibição Digital, 123’) – 17h10

PINA (2D) (Exibição digital) (103´) –15h10 – 19h30 – 21h30

*Sábado (31) haverá uma sessão de pré-estreia de As Neves do Kilimanjaro às 23h30

SALA 3  
HELENO (116’) –  14h10 – 16h30 – 18h45 – 21h00

*Sábado (31) haverá uma sessão de Heleno  às 23h20

SALA 4  

O ARTISTA (100’) – 13h15

CAIRO 678 (105) 15h10

O PORTO (92’) – 19h50

RAUL – O INÍCIO, O FIM E O MEIO (130´) – 17h20 – 21h35

*Sábado (31) haverá uma sessão de Raul às 23h55 

SOBRE OS FILMES 

ESTREIAS 

HELENO (Heleno)

Brasil, 2010, 116 min

Distribuição: Downtown Filmes

Elenco: Rodrigo Santoro, Alinne Moraes, Othon Bastos, Herson Capri, Angie Cepeda, Erom Cordeiro, Orã Figueiredo, Henrique Juliano, Duda Ribeiro. 

Heleno de Freitas foi o primeiro galã do futebol, defendia o Botafogo e tinha tudo para ser o maior jogador do Brasil. No entanto, a guerra mundial da época e a libertinagem que guiava sua vida mudaram seu brilhante destino, abandonado em um sanatório e vítima da sífilis aos 39 anos de idade. 

Saiba mais:

-Filme baseado no livro Nunca houve um homem como Heleno, do jornalista Marcos Eduardo Neves.

– As filmagens do longa foram feitas entre 2008 e 2012.

– Heleno era formado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito do Rio de Janeiro.

– Rodrigo Santoro emagreceu 12 quilos para interpretar Heleno nos seus dias finais. 

PRÉ-ESTREIA 

AS NEVES DO KILIMANJARO  ( Les Neiges Du Kilimandjaro)

França, 2011, 90 min

Distribuição: Imovision

Direção: Robert Guédiquian

Elenco: Ariane Ascaride, Jean-Pierre Darroussin, Grégoire Leprince-Rinquet, Anaïs Demoustier, Adrien Jolivet, Robinson Stévenin, Karole Rocher.

Michel (Jean-Pierre Darroussin) e Marie-Claire (Ariane Ascaride) são casados há 30 anos e vivem em paz, rodeados pelos familiares e amigos. Até que, um dia, o casal é abordado com violência e assaltado. Todo o dinheiro que eles vinham juntando para conhecer o monte Kilimanjaro, um sonho dos dois, é levado. Quando os autores do crime são descobertos, Michel e Marie-Cllaire agem de forma inesperada, diante do histórico que possuem. 

Saiba mais:

– Do mesmo diretor de O Último Miterrand.

– Participou da Mostra Internacional de São Paulo de 2011.

– Melhor Filme pelo júri e pelo público no Festival de Valladolid.

– Ariane Ascaride indicada ao César de Melhor Atriz. 

EM CARTAZ 

HABEMUS PAPAM (Habemus Papam)

Itália/ França, 2011, 102 min

Distribuição: Vinny Filmes

Direção: Nanni Moretti

Elenco: Michel Piccoli, Nanni Moretti, Jerzy Stuhr, Renato Scarpa, Margherita Buy 

O novo papa eleito (Michel Piccoli) sofre um ataque de pânico no momento em que deveria aparecer na varanda da Praça de São Pedro para saudar os fiéis, que esperaram pacientemente o veredito do conclave. Seus conselheiros, incapazes de convencê-lo de que é o homem certo para o cargo, procuram a ajuda de um conhecido psicanalista ateísta (Nanni Moretti). Mas o medo da responsabilidade que a confiança que lhe foi depositada representa é algo que só ele mesmo poderá enfrentar. 

Saiba Mais:

– Indicado à Palma de Ouro no Festival de Cannes 2011

– Vencedor do prêmio de Melhor Filme pela Associação da Imprensa Estrangeira na Itália

– Do mesmo diretor de O Quarto do Filho e Caro Diário

– Seleção Oficial do Festival de Toronto e da 35ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo 

CAIRO 678 (678)

Inglaterra/ França, 2011, 105 min.

Distribuição: Imovision

Direção: Mohamed Diab

Elenco: Boshra, Nelly Karim, Maged El Kedwany 

Seba é uma jovem moderna que é violentada durante um jogo de futebol. A partir de então, ela se torna ativista dos direitos femininos e ensina autodefesa para mulheres. Fayza é uma dona de casa obediente aos costumes, mas não escapa de ser assediada no ônibus que pega diariamente. Nelly é uma aspirante a comediante que se torna a primeira mulher no Egito a processar alguém por abuso sexual. Apesar das diferenças de classe e idade, essas três mulheres revelam traços em comum por serem vítima da violência e do preconceito contra mulher. 

Saiba Mais

– Melhor Filme – Festival de Chicago 2011

– Melhor Ator (Maged El Kedwany) – Festival de Chicago 2011

– Melhor Filme – Festival de Dubai 2011

– Melhor Atriz (Boshra) – Festival de Dubai 2011

– Seleção Oficial do Festival do Rio 2011 

O PORTO (Le Havre)

Finlândia/França/Alemanha, 2011, 93 min.

Distribuição: Imovision

Direção: Aki Kaurismäki

Elenco: André Wilms, Kati Outinen, Jean-Pierre Darroussin, Blondin Miguel 

Marcel Marx (André Wilms) é um homem que vive como engraxate nas proximidades do porto e, com o pouco dinheiro que ganha, tenta sustentar sua casa. Vivendo com dificuldades, ele vê sua rotina mudar quando sua esposa (Kati Outinen) subitamente adoece e um garoto africano chega ao país dentro de um cargueiro. Com o auxílio de alguns vizinhos, resolve esconder o menino e encontrar sua família, enquanto tenta despistar o detetive encarregado de localizar o imigrante ilegal.

Saiba Mais:

– Filme indicado pela Finlândia ao Oscar 2011 de Melhor Filme Estrangeiro

– Vencedor do prêmio FIPRESCI no Festival de Cannes 2011

– Melhor Filme do Festival Internacional de Cinema de Chicago

– Melhor Filme do Festival de Munique 2011

– Um dos 5 melhores filmes estrangeiros de 2011 segundo a National Society of Film Critics – EUA 

A SEPARAÇÃO (Jodaeiye Nader az Simin)

Irã, 2011, 123 min, Distribuição: Imovision

Direção: Asghar Farhadi

Elenco: Peyman Maadi, Leila Hatami, Sareh Bayat 

Nader é abandonado por sua esposa e contrata uma jovem mulher para cuidar do seu pai, mas ele não imaginava que a mulher está grávida e trabalhando sem a permissão de seu marido. 

Saiba Mais:

– Vencedor do Urso de Ouro do Festival de Berlim 2011

– Vencedor do Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro

– Indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Roteiro Original.

– Ursos de Prata de Melhor Ator (Peyman Maadi, Shahab Hosseini) e Melhor Atriz (Sareh Bayat, Leila Hatami) do Festival de Berlim 2011

– Melhor Filme Estrangeiro Independente do British Independent Film Awards 2011

– Melhor Filme Estrangeiro – Associação de Críticos de Chicago

– Melhor Filme Estrangeiro – Associação de Críticos de Nova York

– Melhor Filme Estrangeiro – National Board of Review, EUA 

ALBERT NOBBS

Inglaterra/ Irlanda, 2011, 113 min.

Distribuição: Paris Filmes

Direção: Rodrigo Garcia

Elenco: Glenn Close, Antonia Campbell-Hughes, Mia Wasikowska, Pauline Collins, Maria Doyle Kennedy, Mark Williams 

Uma mulher se passa por um homem, Albert Nobbs, para trabalhar e sobreviver na Irlanda do século XIX. Trabalhando como mordomo em um dos melhores hotéis de Dublin, ela conhece um belo pintor e tenta escapar da mentira que tem vivido. 

Saiba Mais

– Indicado a três Oscars (Maquiagem, Atriz – Glenn Close e Atriz Coadjuvante – Janet McTeer)

– Indicado a três Globos de Ouro (Música Original, Atriz – Glenn Close e Atriz Coadjuvante – Janet McTeer)

– Indicado a dois Screen Actor’s Guild Awards (Melhor Atriz – Glenn Close e Atriz Coadjuvante – Janet McTeer)  

O ARTISTA (The Artist)

França/ Bélgica, 2011, 100 min.  Distribuição: Paris Filmes

Direção: Michel Hazanavicius

Elenco: Jean Dujardin, Bérenice Bejo, John Goodman, James Cromwell, Penelope Ann Miller

Na Hollywood dos anos 20, George Valentin (Jean Dujardin) é uma das maiores estrelas do cinema mudo, participando de dezenas de aventuras ao lado de seu cão da raça Jack Russel Terrier. Inveja de muitos homens, ele lentamente começa a se defrontar com o ostracismo após a invenção e chegada do cinema falado, que tem um desastroso efeito na vida do astro. Enquanto sua amiga Peppy Miller ganha notoriedade com essas mudanças, Valentin é cada vez mais relegado ao esquecimento. 

 Saiba Mais:

– Grande vencedor do Oscar 2012.

– Indicado a 10 Oscar, entre eles Melhor Filme, Direção, Ator (Dujardin), Atriz (Bejo), Roteiro Original, Direção de Arte.

– Vencedor do Globo de Ouro 2012 nas categorias Melhor Filme (Comédia/Musical), Trilha Sonora, Ator (Dujardin)

– Melhor Ator do Festival de Cannes 2011 (Dujardin) 

RAUL – O INÍCIO, O FIM E O MEIO

Brasil, 2011,  130 min, Distribuição: Paramount

Direção: Walter Carvalho 

Documentário premiado que investiga a vida e a carreira de Raul Seixas, verdadeira lenda do rock brasileiro. Através de raras imagens de arquivo, encontros com familiares, e entrevistas com artistas, produtores e pessoas do relacionamento de Raul, o diretor Walter Carvalho radiografa a trajetória deste ídolo que permanece no imaginário popular, mesmo após mais de 20 anos de sua morte.  

Saiba mais:

– Melhor Documentário pelo Júri Itamary e pelo público da 35ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

– Filme de encerramento do Festival de Cinema do Rio de Janeiro 2011.

– Entrevistas gravadas na Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo, EUA e Genebra.  

PINA (Pina)

Alemanha/ França/ Reino Unido, 2011, 103 min

Distribuição: Imovision

Direção: Wim Wenders 

A coreógrafa, dançarina e diretora de balé Pina Bausch (1940-2009) tem sua vida, obra e processo criativo radiografados pelo premiado diretor Wim Wenders, o mesmo de “Paris, Texas”. Mais que um simples documentário, o filme é uma viagem sensorial pelo mundo muito particular criado por Pina. Depoimentos poéticos de profissionais que trabalharam com Pina enriquecem ainda mais o filme quem vem sendo elogiado no mundo inteiro, até por quem não é particularmente fã da dança.

Saiba mais:

– Primeira produção européia totalmente produzida em 3D.

– Melhor Documentário pelo European Film Awards.

– Melhor Documentário pelo German Film Awards.

– Indicado ao Oscar de Melhor Documentário.

– Indicado ao BAFTA de Melhor Filme em Língua não Inglesa.

– Indicado pela Alemanha para a disputa do Oscar de Filme Estrangeiro.

– A direção de arte contou com a participação dos grafiteiros brasileiros “osgemeos”. 

SIGA A RESERVA CULTURAL NO TWITTER:
http://twitter.com/reserva_oficial
@reserva_oficial

Reserva Cultural
Avenida Paulista, 900 – Térreo Baixo (Prédio da Fundação Casper Líbero – entre as estações Brigadeiro e Trianon-MASP do metrô).
Tel.: (11) 3287-3529.

Horário de Funcionamento: 

Cinemas
Segunda a domingo: 13h às 24h
Bilheteria: 12h30 às 22h 

Área Gastronômica* 
Boulangerie Pain de France: das 10h às 22h / Sábado até 24h* 
Reserva Bistrô: das 12h às 22h (de domingo a 5ª feira); até 23h (6ª feira); até 24h (sábado)* 
Bombonière: segunda a domingo: das 12h às 24h 

Preços:
Inteira: R$ 24,00
Meia (Estudante): R$ 12,00
De segunda a quinta, até 17h: R$ 19,00 / R$ 9,50 (estudante)
Quarta-feira: R$ 17,00 / R$ 8,50 (estudante)
Crianças: até 3 anos – gratuito/ até 12 anos – meia-entrada 

Vendas pela internet: www.ingresso.com.br 

Sobre a Reserva Cultural

O mais inovador complexo cultural de São Paulo, inaugurado em junho de 2005, tem a proposta de ser mais do que um espaço para projeção de filmes. O frequentador de cinema ou quem busca um programa charmoso unindo lazer (cinema, música, exposições de arte) e gastronomia conta com um local diferenciado e charmoso.

O espaço abriga a Boulangerie Pain de France; o Reserva Bistrô, com ampla vista para Avenida Paulista, que oferece pratos variados da cozinha internacional (risotos, massas, saladas, carnes, sopas e sanduíches). Com design arrojado, o bar conta com atendimento de barman e drinques variados.

O lobby multimídia é composto por três monitores de plasma, exibindo entrevistas, trailers de filmes, imagens de making of e outras novidades do mundo do cinema. O espaço oferece acesso à web sem fio (Wi-Fi). Em junho de 2006, foi inaugurada a Livraria e Revistaria Lima Barreto, que apresenta um perfil autoral, voltada para literatura (brasileira e estrangeira), atualidades, história, cinema, artes e comunicação e conta com uma sofisticada revistaria repleta de títulos nacionais e estrangeiros, dos segmentos de informação, cinema, moda e cultura.

A programação é dedicada a filmes independentes, brasileiros e estrangeiros e as projeções podem acontecer em película ou pelo sistema digital, já que as quatro salas estão capacitadas para isso.

A Reserva Cultural está localizada no ‘marco zero’ da Avenida Paulista, no prédio da Fundação Casper Líbero.

* Com informações de Celso Sabadin, do PLANETA TELA

www.reservacultural.com.br

Selton Mello: ‘Gosto muito do poder de comunicação da TV’

 Com três filmes em cartaz, ator fala sobre Billi Pig e adianta detalhes de Soundtrack, próximo trabalho no cinema

Selton Mello: “Até parece que estou trabalhando muito”

Desde outubro, só dá Selton Mello nos cinemas brasileiros. Primeiro foi O Palhaço, segundo filme dirigido pelo ator, que se revelou um sucesso de público (1,4 milhão de espectadores) e está até hoje em cartaz em algumas praças.

Há duas semanas, estreou “Reis e Ratos”, aventura de época que fez ao lado de Rodrigo Santoro e Cauã Reymond. Na sexta, foi a vez de “Billi Pig”, comédia de José Eduardo Belmonte, na qual contracena com Grazi Massafera.

“Até parece que estou trabalhando muito”, diz Selton. Na verdade, “Reis e Ratos” foi gravado em 2009, O Palhaço em 2010 e “Billi Pig”, no primeiro semestre do ano passado.

“Acho que estou exposto demais, isso não me agrada”, comentou o ator, com relação às estreias em sequência. “Se eu pudesse ter algum controle, ‘Reis e Ratos’ estrearia em maio. e ‘Billi Pig’, em outubro, bem espaçados. Mas foi o que aconteceu, são trabalhos honestos, então está tudo bem. Vendo pelo lado bom, um não tem nada a ver com o outro.”

Essas diferenças entre um papel e outro, ele garante, são intencionais, inclusive quando topa um trabalho na televisão. “Sempre procurei essa pluraridade nos meus personagens, desde ‘O Auto da Compadecida’, em 1998. Procuro fazer algo bem comercial intercalado com coisas mais radicais, como o filme do Bressane [‘A Erva do Rato’], o próprio ‘Cheiro do Ralo’ e ‘Árido Movie’.” 

No caso de Billi Pig, Selton, exibindo um bigode malandro, interpreta Wanderley, dono de uma seguradora de garagem em Marechal Hermes, subúrbio do Rio. Apático, impotente para satisfazer os desejos da mulher, Marivalda (Grazi Massafera), ele vê num padre milagreiro da região (Milton Gonçalves) a chance a ganhar um bom dinheiro.

Escrito pelo diretor José Eduardo Belmonte e por Ronaldo D’Oxum, o roteiro tenta emular o espírito de vaudevile dos filmes de Carlos Manga e Watson Macedo, por trás de chanchadas geniais como “Aviso as Navegantes”, “Matar ou Correr” e “Nem Sansão nem Dalila”.

Mas não foi por isso que Selton entrou no projeto: foram as pessoas envolvidas. Amiga de longa data, a produtora Vânia Catani (que havia tirado O Palhaço do papel) estava em “Billi Pig”, assim como Belmonte, que o ator admira há muito tempo. 

“Grande parte do que digo em ‘Billi Pig’ saiu da minha cabeça”, afirma Selton

Só elogios para “Se Nada Mais Der Certo” (2009), longa anterior de Belmonte, Selton queria há tempos trabalhar com o cineasta, famoso por seus métodos nada ortodoxos no set. Em “Billi Pig”, por exemplo, alguns atores comiam pimenta antes de entrar em cena. Ou ficavam girando em torno de si mesmo para mostrar desorientação diante das câmeras.

“Comigo foi um pouco de pingue-pongue, que tem a ver com o improviso”, contou Selton. “Se a bolinha cair, significa que você não ficou esperto. Tem que ter ritmo, improviso não é ficar pirando horas num monólogo: um joga, o outro também.” 

Foto: AgNews     O ator na pré-estreia de “Billi Pig” no Rio

O improviso é justamente um dos pontos fundamentais para Belmonte. Não raro o roteiro ficava de lado. “O texto não era nada sagrado. Aliás, grande parte do que digo no filme saiu da minha cabeça. É uma liberdade que até assusta, a gente se pergunta: ‘será que isso vai dar liga?'”, comentou.

“Tem uma fala que até acabou entrando no trailer. Tinha acabado de ler uma biografia do Vittorio Gassman, que é um ator extraordinário, e tem uma fala que é assim: a gente devia ter duas vidas, uma para ensaiar e outra para representar. E isso eu botei no filme, adaptando para ‘agir’.”

Sobre o trabalho com Grazi Massafera, Selton dizz: “Adorei trabalhar com a Grazi. Achei ela muito querida, humilde, querendo aprender mesmo, saber como se faz. Isso é nobre, não é qualquer atriz que tem essa disponibilidade. E acho o resultado do trabalho dela maravilhoso. Na verdade, uma das coisas que mais gosto no filme é ela.”

Ao longo do ano, Selton analisa a proposta de uma nova série para a rede Globo, mas está ansioso mesmo para gravar Soundtrack, longa-metragem de estreia da misteriosa dupla 300ml, com quem já fez o curta “Tarantino’s Mind”, ao lado de Seu Jorge.

Rodado na Patagônia, todo em inglês, o filme se passa numa base de pesquisa similar à que incendiou recentemente na Antártida, onde se reúnem profissionais do mundo todo – por isso estão confirmados alguns atores estrangeiros. “É muito bonito o que eles escreveram, não parece com nada que vem sendo feito por aqui. Tem um estranhamento no estilo de Wes Anderson, Spike Jonze.”

Selton interpreta um artista plástico brasileiro que trabalha com fotografia. Uma coprodução internacional, Soundtrack ainda depende de captação, mas o início das filmagens está previsto para agosto.

Selton diz que gosta muito também de atuar na TV e sente falta de convites. Recentemente, achou melhor recusar um papel na nova novela de João Emanuel Carneiro – Avenida Brasil – porque não havia um que se encaixasse em seu tipo.

O convite para Avenida Brasil marcaria a volta de Selton às novelas após mais de 10 anos: “Não rolou. Um era meio novo e o outro tem três mulheres. Não dava: acabei de fazer uma série em que tinha duas [‘A Mulher Invisível’], seria muito parecido.”

Com Débora Falabella escalada para Avenida Brasil e Luana Piovani prestes a ser mãe, uma nova temporada de A Mulher Invisível está descartada, pelo menos para 2012. O ator, no entanto, admite estar cogitando uma nova série na Rede Globo. “Tive um convite, está tendo um namoro, mas não posso dizer o que é. Talvez eu venha fazer, mas tem um filme que está programado para a mesma data e isso pode atrapalhar um pouco…”

O Palhaço de Selton Mello: filme arrebata plateias em todo o pais e revela competência do Artista, atuando ou dirigindo…

* Marco Tomazzoni, iG São Paulo

HELENO: Rodrigo Santoro em mais um papel marcante

FIlme será lançado dia 30 e tem Trailer e Fanpage no ar

 

O longa Heleno, de José Henrique Fonseca, protagonizado por Rodrigo Santoro, ganhou trailer oficial e fanpage. A estreia está grifada para 30 de março.

O filme conta a história do jogador Heleno de Freitas (Rodrigo Santoro), dos anos 1940, auge de sua carreira, ao fim da década de 1950, quando morre em um sanatório. No elenco também estão Alinne Moraes, Angie Cepeda, Erom Cordeiro, Othon Bastos e Herson Capri. 

O trailer está disponível na fanpage www.helenofilme.com.br e é possível fazer download através do link: files.me.com/duda/wbcx4s.mov

 A fanpage www.helenofilme.com.br irá reunir conteúdo exclusivo sobre o filme, como vídeos inéditos dos bastidores das filmagens com entrevistas dos atores e equipe técnica, além de promoções e sorteios de brindes, tais como camisetas do figurino e bolas retrô, autografadas por Rodrigo Santoro, kits de jogo de botão e ingressos. Os internautas também poderão acompanhar a cobertura de todos os eventos relacionados ao filme. 

Heleno teve sua premiere mundial no Festival de Toronto, em setembro passado. Também foi exibido no Festival de Cinema Latino-Americano de Havana, em Cuba, em dezembro, quando Santoro recebeu o prêmio de Melhor Ator. Em fevereiro de 2012, o longa foi exibido no Festival Internacional de Cartagena e terá sessão de gala no Festival de Miami, dia 4 de março.

Alinne Moraes faz par com Rodrigo Santoro no filme sobre o grande craque do Botafogo, HELENO…

 SINOPSE: 

Heleno de Freitas era o príncipe do Rio de Janeiro dos anos 40, quando a cidade era um cenário de sonho, cheio de glamour e promessas. Nos salões elegantes, Heleno era um homem bonito e charmoso. Nos campos de futebol, era um gênio explosivo e apaixonado. Ídolo do Botafogo, Heleno tinha certeza de que seria o maior jogador brasileiro de todos os tempos. Mas a guerra, a sífilis e as desventuras de sua vida desviaram seu destino em direção a um jornada de glórias e tragédias. 

FICHA TECNICA: 

Direção e Produção                                       José Henrique Fonseca 

Roteiro                                                           José Henrique Fonseca

                                                                         Felipe Bragança

                                                                         Fernando Castets

Produção       Rodrigo Teixeira   Eduardo Pop  Rodrigo Santoro

Direção de Fotografia e Câmera                   Walter Carvalho, ABC

Montagem                                                     Sergio Mekler

Produção Executiva                                      Beto Bruno                Eliane Ferreira

Música                                                             Berna Ceppas

Direção de Arte                                             Marlise Storchi

Figurino                                                         Rita Murtinho

Maquiagem                                                    Martín Macías Trujillo

Cabelereira                                                     Sara Jane

Produção de Elenco                                      Marcela Altberg

                                                                          Guilherme Gobbi

Desenho de Som                                           Waldir Xavier

Som Direto                                                    Jorge Saldanha

                                                                          Yan Saldanha

Mixagem                                                        Michael Semanick

                                                                            Rodrigo Noronha

Diretor Assistente                                          André Monteiro de Barros

Pesquisa                                                         Antônio Venâncio

                                                                          Frederico Coelho

 

Rodrigo Santoro revive o jogador HELENO em filme de José Henrique Fonseca, que marca estreia de André Monteiro de Barros como Assistente de Direção

Cartagena reúne brasileiros de Cinema

Onze filmes participam do 52º Festival Internacional de Cinema

Mostra mais antiga da América Latina começa dia 23, na Colômbia


O 52º Festival Internacional de Cinema de Cartagena, na Colômbia, vai reunir grandes produções do cinema da Colômbia, de países iberoamericanos e de outras localidades do mundo. O Brasil estará representado por 11 filmes no festival, que exibirá longas, curtas-metragens e documentários.

Pela primeira vez, as projeções serão gratuitas em todos os cenários da cidade banhada pelo Mar do Caribe. “Dessa forma, o festival cinematográfico mais importante da Colômbia reforça seu compromisso com a qualidade cinematográfica, rigor técnico em suas projeções e agora estará aberto a todo o público”, destaca a organização, que espera oito mil expectadores.

Filme As Canções, de Eduardo Coutinho, é uma das atrações

Entre as produções brasileiras confirmadas estão Heleno, do diretor José Henrique Fonseca, que conta a história do jogador Heleno de Freitas, interpretado por Rodrigo Santoro; Histórias que só Existem Quando Lembradas, de Julia Murat, co-produção Brasil, Argentina e França; Violeta se Fue a los Cielos, do chileno Andres Wood, numa co-produção Chile, Argentina e Brasil; além do documentário As Canções, de Eduardo Coutinho, no qual homens e mulheres cantam músicas que marcaram suas vidas.

Dos 20 curtas-metragens da mostra, seis são brasileiros, sendo eles A Fábrica, do diretor Aly Muritiba; “Assunto de Família”, de Caru Alves de Souza; “A Poeira e o Vento”, de Marcos Pimentel; “De La Praça”, de Frederico Pinto; “Licuri Surf”, de Guilherme Martins; e “Uma Primavera”, de Gabriela Amaral Almeida.

Dentre os curtas, o premiado A Fábrica, de Aly Muritiba, é um dos destaques…

Ao todo, serão 103 filmes na programação, que inclui onze filmes que ganharam o Shell de Ouro na última década no Festival Internacional de Cinema de San Sebastian-Donostia. Haverá retrospectiva da obra da diretora francesa Claire Denis, que levará para as telas a visão única e a sensibilidade especial que caracteriza seus filmes.

A mostra terá ainda 19 produções universitárias e sete filmes em tributo à atriz Isabella Rossellini, que estará em Cartagena. Entre os convidados especiais também estão o diretor argentino-brasileiro Hector Babenco (de “Carandiru”, “O Beijo da Mulher Aranha” e “Pixote, a lei do mais fraco”, entre outros), o ator mexicano Gael García Bernal (de “Babel”, “Má Educação”, “Diários de Motocicleta), a diretora francesa Claire Denis (Bom Trabalho, Chocolate, 35 doses de Rum), e o ator cubano Jorge Perugorria (Che, Guantanamera, Rainhas).

Criado em 1960, o Festival Internacional de Cinema de Cartagena de Índias (FICCI) é o mais antigo evento de cinema da América Latina. A mostra passa pelas novas tendências do mundo do cinema, ao mesmo tempo em que mantém o foco central no cinema latino-americano.

Saiba mais: www.ficcifestival.com

Festival de Paulínia começa na Quinta

Evento que mobiliza todas as atenções do Cinema Nacional em Julho será aberto com  filme Corações Sujos, de Vicente Amorim, seguido de show da cantora Rita Lee

Na próxima quinta, 7 de julho, começa o Paulínia Festival de Cinema, com exibição de filmes, debates e shows de grandes nomes da MPB, levando cerca de 700 convidados ao município paulista entre atores, diretores, produtores e distribuidores de filmes.

Rodrigo Santoro, Cauã Reymond, Bruno Garcia, Maria Paula, Thiago Lacerda, Isis Valverde, Bruna Lombardi, Carlos Alberto Ricelli, Debora Duboc e Eduardo Moscovis são alguns dos atores que já confirmaram presença. 

Caetano Veloso e Seu Jorge, Gilberto Gil e Vanessa da Matta também se apresentam em Paulínia, respectivamente dias 8 e 9. Philippe Seabra e André Muller, do Plebe Rude, que estão no documentário Rock Brasília – Era de Ouro, vão prestigiar a sessão do filme, no sábado, dia 8.

A premiação do Paulínia Festival de Cinema vai acontecer após a exibição de Assalto ao Banco Central, do ator e diretor Marcos Paulo, no encerramento do evento, dia 14, quinta-feira.

CINEMA Vai Brilhar na Sapucaí

O Salgueiro já tem tema para 2011. A vermelho e branco da Tijuca levará toda a magia do cinema para a Sapucaí com o enredo ‘Salgueiro apresenta, o Rio no cinema: 2011, a ser desenvolvido pelo carnavalesco Renato Lage. O desfile terá um patrocínio de aproximadamente R$ 5 milhões da Fox Film do Brasil e servirá como plataforma para o lançamento do filme Rio 3D, uma animação produzida por Carlos Saldanha, o mesmo de A Era do Gelo.

A ideia chegou até a diretoria do Salgueiro através do prefeito Eduardo Paes, que após uma conversa com Carlos Saldanha, viu no desfile uma excelente forma de promover o filme, que tem a Cidade Maravilhosa como cenário. Antes, no entanto, o tema foi proposto à Vila Isabel. A diretoria da escola tijucana fará o anúncio oficial amanhã, quando promoverá festa que marcará também a reinauguração de sua quadra.

Passeio por clássicos do cinema

Na Avenida, o Salgueiro, que foi campeão em 2009, lembrará grandes filmes ambientados no Rio e que tiveram repercussão internacional, entre eles: ‘Voando para o Rio’, ‘Interlúdio’, ‘Orfeu Negro’, ‘007 – O espião que me amava’, Central do Brasil, Cidade de Deus, Tropa de Elite e O Incrível Hulk.

Walter Salles será um dos homenageados na Sapucaí

Diversas fases do cinema brasileiro também serão homenageadas pela Academia do Samba, começando pelo pioneirismo de Humberto Mauro, passando pelas chanchadas e o Cinema Novo e indo até o momento atual. Cineastas importantes como Glauber Rocha, Cacá Diegues, Leon Hirszman, Fernando Meirelles e Walter Salles serão citados no enredo.

Salgueiro exaltará a primeira animação ambientada no Rio

Rio 3D conta a história de uma arara azul que deixa o conforto de sua gaiola, no interior do Estado do Minnesota, nos EUA, e parte para o Rio. Anne Hathaway, Rodrigo Santoro e Neil Patrick Harris estão entre os dubladores. A produção fica por conta de Chris Jenkins e Bruce Anderson. O filme tem lançamento previsto para  abril de 2011.

Santoro e Assunção em Novos Filmes

Rodrigo Santoro terá de engordar dez quilos para viver Heleno, jogador de futebol e personagem principal do longa de Zé Henrique Fonseca.

A informação é da coluna Mônica Bergamo, publicada nesta quinta-feira pela Folha.

Outro ator que também terá que se sacrificar pelo personagem é Fábio Assunção, que está deixando a barba crescer para viver um padre em Amor Sujo, de Paulo Caldas, que começa a ser rodado no Recife na próxima semana.

Fábio Assunção começa a filamr semana que vem em Recife