Arquivo da tag: theatro

Reta final de inscrições ao Amazonas Film Festival

O imponente Theatro Amazonas, palco das mostras competitivas do Amazonas Film Festival

As inscrições ao 9° Amazonas Film Festival terminam nesta segunda, dia 3 de setembro. São aceitos curtas-metragens nacionais (Mostra Curta Brasil), e longas-metragens brasileiros e estrangeiros para a competitiva internacional. Na Mostra Curta Amazonas, participam realizadores locais.

O Amazonas Film Festival acontecerá de 3 a 9 de novembro na cidade de Manaus. Regulamento e Ficha de Inscrição: http://www.amazonasfilmfestival.com.br/

Agosto de frio e cinema em Triunfo. Selecionados serão divulgados dia 18

TRIUNFO: cenário convidativo para festival de cinema no interior nordestino…
 
A Coordenadoria de Audiovisual da Secretaria de Cultura de Pernambuco informa: a lista de filmes selecionados à quinta edição do Festival de Cinema de Triunfo deve ser divulgada no próximo dia 18 de junho.
 
 
Carla Francine, que esteve no CineCE divulgando o Festival de Triunfo…
 
Segundo Carla Francine, coordenadora da pasta, a prorrogação da data se deve ao expressivo aumento do número de  inscrições, da ordem de mais de 40% em relação aos inscritos no ano passado.
 
A comissão que vai avaliar os 182 filmes inscritos para a quinta edição do Festival é formada por Carla Francine (Secult); Caio Dornelas (FEPEC); Milena Evangelista (Fundarpe); Isabela Cribari (APCNNE); Shirley Hunther (Fundarpe) e Germana Pereira (APCNNE).
 
O histórico Theatro Guarany, cenário de exibição dos filmes do Festival de Triunfo..
 
 
As inscrições nas mostras competitivas, reúnem 26 longas-metragens; 93 curtas-metragens naiconal; 37 curtas-metragens pernambucanos; 14 curtas-metragens nacional infanto-juvenil e 12 curtas-metragens dos Sertões.
 
O Baile Perfumado: marco do cinema brasileiro, será exibido em Homenagem
 
Este ano, o Festival de Triunfo vai homenagear os 15 anos de lançamento do filme O Baile Perfumado(foto), dos cineastas Lírio Ferreira e Paulo Caldas, produzido por Aramis Trindade e Marcelo Pinheiro. O filme, lançado em 2007, é o marco da retomada do cinema pernambucano, que desde então apresenta intensa produção. Atualmente, mais de 30 longas estão em alguma fase de produção no Estado.
 

Outras informações,: www.fundarpe.pe.gov.br

Cláudio Assis faz vigorosa poesia imagética e arranca aplausos no CineCE

Cine CE chega ao fim hoje. Noite de conhecer vencedores de curta e longa-metragem. Cinema Brasileiro e Iberoamericano. Não acompanhei o festival de forma presencial desde o início pq estava no OLHAR DE CINEMA – Festival Internacional de Cinema de Curitiba -, mas acompanhei via Blog Aurora de Cinema e do programa Cultura & Música (toda segunda na Universitária FM).

Claudio Assis: Theatro José de Alencar lotou para ver Febre do Rato

O que vi do Cine CE na ida ao Theatro José de Alencar foram ótimos curtas exibidos na noite de ontem, e o premiado longa de Cláudio Assis – Febre do Rato.


Casa cheia, silêncio respeitoso, atenção colada na tela, aplausos ao final.
O filme foi o grande vencedor do Festival de Paulínia, em julho passado, e lembro que, à época, o diretor ganhou destaque na imprensa por conta de suas declarações sempre pertinentes e sua inteligência afiada.
Li comentários positivos a respeito do filme e meu querido amigo Rubens Ewald Filho também me falou muito bem do filme em Curitiba. Enfim, fui ver Febre do Rato já munida de muitos aspectos que me fazem renovar uma sintonia com mais um trabalho do arretado pernambucano Cláudio Assis.

Matheus e Irandhyr: atuações magnânimas em filme forte e necessário…

Ademais, o filme conta com dois Atores Espetaculares, queridos do coração: MATHEUS NACHTERGAELE e IRANDHYR SANTOS.

Ambos, são um capítulo à parte nesta obra vigorosa de Cláudio Assis…

FEBRE DO RATO – Um Filme para ser visto e recomendado.

Cego Aderaldo, novo filme de Cariry, terá lançamento no CineCE

A Cariri Filmes e o Cine Ceará convidam para a exibição de

CEGO ADERALDO – O CANTADOR E O MITO

Local: Cine Ceará – Theatro José de Alencar 

Data: 3 de junho (domingo)

Horário: 21 horas

Entrada franca

Sinopse: Cego Aderaldo (1878 – 1967) foi não apenas o maior nome da poesia cantada e improvisada no Brasil, foi também um mito nacional. Cego Aderaldo adotou e criou, como filhos, 26 crianças. A todos deu estudo e profissão. Inovador e criativo, foi exibidor de cinema na década de 30 e levou a cantoria para grandes capitais, onde era saudado como personagem da dimensão de Padre Cícero e Lampião. A sua obra influenciou a música popular e as artes brasileiras, nas décadas de 50 e 60. O filme conta a história deste artista extraordinário, revelando as suas lutas e as suas vitórias, mostrando as dimensões do homem que, superando todas as adversidades, voa até a glória e se encanta no mito. 

Rosemberg Cariry na companhia do Cego Aderaldo: acabou virando filme…

Ficha Técnica

Roteiro e Direção: Rosemberg Cariry

Produção Executiva: Bárbara Cariry

Direção de Produção: Teta Maia

Direção de Fotografia e câmera – Daniel Pustowka   

Montagem: Rosemberg Cariry e Firmino Holanda 

Técnico de Som:  Yures Viana

Patrocínio: Secretário do Audiovisual – SAV/MinC e TV Brasil.

Informações: Cariri Filmes (85) 3244 6944

São Luís em festa: Capital maranhense é Capital Americana da Cultura

Uma das mais belas cidades do Nordeste Brasileiro, São Luís é agora Capital Americana da Cultura

O prefeito de São Luís, João Castelo, recebeu o diploma que concede o título oficial de Capital Americana da Cultura 2012 a São Luís, na noite de quarta passada (18 de abril), em cerimônia realizada no histórico Theatro Arthur Azevedo, em cuja platéia registrou-se a presença de dezenas de representantes de manifestações culturais, populares e autoridades locais.

Além do título de Capital Americana da Cultura, Castelo recebeu também o certificado dos Sete Tesouros do Patrimônio Cultural Material de São Luís, das mãos do presidente do Bureau Internacional de Capitais Culturais, Xavier Tudela.

O magnânimo Theatro Arthur Azevedo, que abrigou a solenidade festiva em São Luís…

Na solenidade, o prefeito destacou a importância de receber o título neste ano, no qual é celebrado o quarto centenário da capital ludovicense, e decretou aberta, oficialmente, a programação das atividades culturais na capital maranhense, inerente às comemorações pelos 400 anos de fundação. Em seu pronunciamento, João Castelo destacou a diversidade cultural e o potencial arquitetônico da cidade.

Capital Americana da Cultura: Prefeito João Castelo recebe título das mãos de Xavier Tudela…

“Este título, que tem o reconhecimento público de um organismo internacional, muito nos honra e engrandece nossa cidade e o nosso povo, pois temos uma rica cultura popular e um patrimônio material arquitetônico grandioso. A honraria vem somar ao título de Capital Brasileira da Cultura de 2009, que recebemos no primeiro ano de minha gestão, e dedico este título, mais uma vez, à população de São Luís e do Maranhão”, destacou João Castelo.

O presidente do Bureau Internacional de Capitais Culturais, Xavier Tudela, frisou o destaque que São Luís terá com a divulgação de suas potencialidades turísticas e culturais, as quais serão divulgadas para o mundo, através de canais internacionais de televisão, como o Antena 3 Internacional.

Fachada do Theatro Arthur Azevedo: Patrimônio Cultural do Brasil …

“São Luís terá uma projeção grandiosa e pessoas do mundo todo vão poder ver e se interessar em visitar esta cidade que tem elementos fundamentais para potencializar seu turismo, sua cultura e sua história”, disse Xavier Tudela.

Presente à cerimônia, o diretor geral da Capital Americana da Cultura, Mario Vendrell, afirmou: “Com este título, São Luís será referência mundial do continente americano e estimulará novos visitantes a conhecerem esta cidade, de valor inquestionável”, relatou.

Segundo o titular da Secretaria Municipal de Turismo, Liviomar Macatrão, o título vai difundir a capital para 36 países, com transmissão internacional, sendo esta uma oportunidade única de divulgação da cidade de São Luís para o Brasil e o mundo, nos seus 400 anos de história.

Participaram da solenidade, a deputada estadual Gardênia Castelo, os vereadores Gutemberg Araújo, Ivaldo Rodrigues e Vieira Lima; o Secretário Euclides Moreira Neto, titular da pasta da Cultura; autoridades e representantes de órgãos municipais; empresários, personalidades maranhenses, jornalistas, e os brincantes de diversas manifestações populares, contribuindo para deixar o  Theatro Arthur Azevedo ainda mais bonito para comemorar a outorga do novo título para a querida capital maranhense. Antes de a cerimônia começar, os grupos saíram em cortejo da sede da Prefeitura de São Luís até o teatro.

Durante a entrega do título, houve apresentações culturais, do Coral São João, que executou o Hino da Cultura Popular Maranhense – a canção “Urrou o Boi”, de Coxinho – interpretado pelos cantadores de bumba-meu-boi Basílico, do Boi da Fé em Deus; Ribinha, do Boi de Maracanã; e Zequinha, de Coxinho.

Escolha unânime A escolha de São Luís se deu não somente por conta das belezas naturais, do patrimônio histórico e intelectual e de sua diversidade cultural, mas também pelo momento ímpar de sua história: este ano, é o quarto centenário da capital ludovicense. Por isso, segundo o Bureau Internacional de Capitais Culturais (IBOCC), entidade gestora do título, não foi realizado concurso para escolha da sede este ano.

Agora, São Luís será projetada também ao mundo pelo canal Antena 3 Internacional, que divulgará um anúncio de TV com 30 segundos de duração. A exibição mostrará os atrativos de São Luís nos âmbitos da arquitetura, das tradições, da gastronomia, arte, história, e outros elementos culturais da cidade.

A programação é recebida em cinco milhões de lares de 19 países iberoamericanos e EUA. Também está acessível para qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, através do site www.teleporlared.com ou www.antena3.com

Impossível não se contagiar: Aurora Miranda Leão entra na festa do Boi em São Luís…

Mais um título cultural Em 2009, São Luís foi eleita Capital Brasileira da Cultura. Na época, a cidade foi escolhida por um júri constituído por representantes dos ministérios da Cultura e de Turismo, e pelo Bureau Internacional de Capitais Culturais.

Aurora Miranda Leão registra a versatilidade, cores e magia do Boi maranhense para o curta SantAlegria…

A candidatura de São Luís à Capital Brasileira da Cultura foi uma iniciativa do São Luís Convention & Visitors Bureau, em parceria com a Prefeitura de São Luís, através da Fundação Municipal da Cultura (Func), onde é titular nosso querido amigo, Euclides Moreira Neto, homem do Cinema, das festas e grande agitador cultural do Maranhão.

Veja as cidades que já receberam título de Capital Americana da Cultura:

2000: Mérida (México)

2001: Iquique (Chile)

2002: Maceió (Brasil)

2003: Cidade do Panamá (Panamá) e Curitiba (Brasil)

2004: Santiago (Chile)

2005: Guadalajara (México)

2006: Córdoba (Argentina)

2007: Cusco (Peru)

2008: Brasília (Brasil)

2009: Asuncão (Paraguai)

2010: Santo Domingo (República Dominicana)

2011: Quito (Equador)

2012: São Luís (Brasil)