Arquivo da tag: TV Cultura

Roda Viva completa Bodas de Prata

 

A Fundação Padre Anchieta e o O Espaço Cultural BM&FBOVESPA apresentam ao público a partir desta sexta, 23 de setembro, a exposição Roda Viva 25 anos, o Brasil passa por aqui, com 25 desenhos produzidos pelo cartunista Paulo Caruso no decorrer da história do programa. A exposição fica em cartaz até 30/12 no Espaço Cultural. O coquetel de abertura da mostra será amanhã, às 18h30.

As charges foram escolhidas pelo próprio Paulo Caruso, que também assina a curadoria, dentre as mais marcantes nos 25 anos do programa. O ex-governador do Rio, Leonel Brizola, o médico americano Patch Adams, o rapper Mano Brown e o cineasta José Padilha são algumas das personalidades entrevistadas no programa com registro eternizado em poucos minutos nas tintas do cartunista. Essas são algumas das charges que estarão em exposição no Espaço, acompanhadas de legenda relacionando o contexto. Respostas, posturas ou pequenos gestos expressados pelos entrevistados durante as sabatinas serviram de inspiração para os desenhos.  

Durante as duas décadas e meia de Roda Viva, Caruso produziu mais de 1.200 charges, que adicionaram humor e dinamismo aos assuntos abordados pelos convidados. Agora, o público terá a oportunidade de conhecer ou rever alguns desses momentos no Espaço Cultural BM&FBOVESPA.

 

A mostra também oferece ao visitante a possibilidade de assumir o papel de entrevistado em um cenário interativo, desenhado por Caruso para a comemoração. O público pode tirar fotos no centro da Roda, ao lado dos desenhos de todos os apresentadores que passaram pelo programa e personalidades brasileiras e estrangeiras entrevistadas.

 

O Roda Viva é exibido pela TV Cultura, às segundas-feiras, às 22h.

Serviço

O que: Mostra Roda Viva 25 anos, o Brasil passa por aqui

Local:Espaço Cultural BM&FBOVESPA – Praça Antonio Prado, 48, Centro de São Paulo (próximo à estação São Bento do Metrô) 

Visitação

De 23/9 a 30/12

De segunda a sexta-feira, das 10h às 18h

Telefone: (11) 2565-6826

E-mail: visite@bvmf.com.br

Entrada franca

Sala de exposições com ar-condicionado e acesso para deficientes físicos

TV Cultura promove sábado de Música Clássica Gratuita

Música clássica de graça com João Maurício Galindo no Teatro da Faculdade Santa Marcelina

Público pode acompanhar gravação do novo programa da TV Cultura, Pré-Estreia, neste sábado (24/9), a partir das 14h 

Pré-Estreia, novo concurso de música clássica da TV Cultura, grava neste sábado (24/9) as duas primeiras eliminatórias com seis dos 24 candidatos selecionados. A gravação, aberta ao público, acontece a partir das 14h no Teatro da Faculdade Santa Marcelina, em São Paulo. 

 

 

Cada um dos jovens – instrumentistas de até 24 anos e cantores de até 28 – tem o desafio de tocar duas peças contrastantes. O repertório tem desde Mozart, Debussy e Villa-Lobos até José Siqueira, Francis Poulenc e Edmundo Villani-Côrtes. A apresentação é do maestro João Maurício Galindo, com reportagem de Renata Simões. A estreia na TV Cultura é dia 2 de outubro (domingo), às 16h.

Para participar da plateia, os interessados devem se inscrever pelo email preestreia@tvcultura.com.br ou pelo telefone (11) 2184-3474.  

As próximas gravações da fase eliminatória acontecem dias 1, 15 e 29 de outubro, no próprio Teatro da Faculdade Santa Marcelina. As semifinais, dia 5 de novembro, serão no Conservatório de Tatuí (interior de São Paulo). E a Sala São Paulo, na capital, está reservada para a final, a acontecer dia 4 de dezembro.  

O Pré-Estreia é o concurso do nicho erudito com o maior valor de prêmios da América Latina. São R$ 100 mil ao todo. 

Serviço:

Gravação do programa de música clássica da TV Cultura, 

Pré-Estreia

Data: sábado (24/9)

Horário: 14h

Local: Teatro da Faculdade Santa Marcelina

Endereço: Rua Dr. Emilio Ribas, 89, Perdizes

Entrada franca  

“Andaluz”:Filme é primeiro a ter protagonista albino

 Estréia de Andaluz é Sábado na TV Cultura 

 

 Filme é baseado em fatos reais e tem Luciana Vendramini e João Signoreli  

Estreia sábado, 22:15 h, na TV Cultura, Andaluz, novo filme de Guilherme Motta.

Baseada em fatos reais ocorridos na cidade de São Paulo, em 2008, a história fala de Andaluz (Flávio André), um carroceiro catador de material reciclável, albino, e solitário. Ele testemunha acontecimentos assombrosos no Mosteiro da Luz, quando uma parede interna do Museu de Arte Sacra é demolida para uma descoberta surpreendente.

Perturbado com sua descoberta, Andaluz faz de tudo para desvendar o mistério, mas ninguém acredita num simples morador de rua. Enquanto luta para desvendar o mistério do Mosteiro, Andaluz mergulha em dúvidas e pesadelos que o fazem perceber existir uma verdade ainda maior a ser enfrentada: a história de suas próprias origens, de sua própria vida. 

Até onde foi possível pesquisar, nunca um albino foi protagonista de um filme. Em Andaluz, abre-se a possibilidade para a discussão das dificuldades especiais desse grupo, como visão subnormal e a necessidade de uso de filtro solar, deixando-os altamente propensos a problemas de pele. Tramita inclusive no Congresso lei que obriga o Estado a distribuição gratuita de filtro solar entre os portadores de albinismo. 

Outro aspecto decorrente do albinismo é que muitos são afro-descendentes, o que cria um duplo preconceito, no lar e na sociedade, pois é comum o fato de rejeição paterna ao nascimento de um albino. 

Múmias do Mosteiro da Luz

Trata-se de fato extremamente raro o achado arqueológico acontecido em 2008, em pleno centro da cidade de São Paulo. E por ser recente e ainda em estudo, não havia sido abordado por nenhuma outra obra audiovisual, até agora.

 Museu de Arte Sacra

Localizado geograficamente no mesmo local que o Mosteiro da Luz, esse importante Museu, marco da capital paulista, ainda não havia sido pauta de nenhuma ficção audiovisual. 

O DIRETOR 

Guilherme Motta é formado em Comunicação Social, tendo atuado como editor de jornais e revistas e também como locutor. Tem no curriculum, participações nos longas “Bahia de Corpo e Alma” e “Revoada”. Atua hoje como roteirista, diretor e editor e, atualmente, está montando o documentário Sambenê, produzindo a série “Aubiografia Digital” e escrevendo diversos roteiros para cinema e televisão. Explicitando característica multimídia, tem ainda envolvimento com teatro e composição musical.  

ANDALUZ 

uma produção 

f i l m e s

RODOLFO NANNI

————————-

Direção e Roteiro

GUILHERME MOTTA

————————-

Produção Executiva e Direção de Produção

CLAUDETE PONTES

——————————

 com

LUCIANA VENDRAMINI

JOÃO SIGNORELLI

—————————–

Participação Especial

GABRIELA ALVES

EDUARDO SILVA

—————————-

apresentando

FLÁVIO ANDRÉ

como Andaluz

 ————————–

Direção de Fotografia

ZÉ SALES

—————————

Direção de Arte

ZECA NOLF

————————–

Direção Musical

WANDERLEY MAFRA – RENATO PALÃO

————————–

Roteirista Convidado

MÁRIO TOLEDO

————————–

1º Assist. de Direção

THIAGO LEÃO

————————— 

ELENCO: 

Flávio André – Andaluz

João Signorelli – Marino

Luciana Vendramini – Luana

Eduardo Silva – Raimundo

Lucélia Sérgio – Lourdes

Naruna Costa – Cecília

Maurycio Madruga – Anísio

Javert Monteiro – Sandoval

Henrique Stroeter – Gené

Gabriela Alves – Freira

Taubaté Lisboa – Capelão

Wilma de Souza – Madre Superiora

Décio Pinto – Arqueólogo

Imara Reis – Diretora do Museu

Niveo Diegues – Fábio (monitor I)

Igor Rodrigues – Andaluz Criança

Patrícia Cardoso – Menina do Sonho

Wendy – Chico 

MÚSICAS

ANDALUZ – (Guilherme Motta / Wanderley Mafra / Cláudio Lacerda) – Cláudio Lacerda. GIRANDEIRA – (Naruna Costa) – Naruna Costa

INGRATA – (Wanderley Mafra) – Sandro Donizetty

CANIBAIS – (Danilo Monteiro) Kika Carvalho

CAMINHOS DO CORAÇÃO – Gonzaguinha (autor) – Edições Musicais Moleque Ltda. (editor original) – Cláudio Lacerda (interprete pelo selo Carambola Discos)

COMBAT CIRCUS – Talco

VENGHINO SIGNORI VENGHINO – Talco 

 

Luciana Vendramini está de volta em telefilme para a TV Cultura

PROJETO ANDALUZ

PROAC 03/2009 – TELEFILME

“Projeto realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo,

Secretaria de Estado da Cultura – Programa de Ação Cultural – 2009”

Produção – Akron Ltda. 

Veja o trailer em

http://www.youtube.com/watch?v=zWZzwYObws4

Cinemateca Lança AnimaTV

 

Brasil e Portugal Lá & Cá

Com apresentação de Paulo Markun e participação especial do português Carlos Fino, Brasil, Portugal – Lá e Cá compartilha visões que um país tem do outro, suas influências, semelhanças e diferenças

 

Dois países irmãos, duas emissoras públicas e dois reconhecidos profissionais do jornalismo dão as mãos para uma viagem inédita. O destino desse intercâmbio é Brasil, Portugal – Lá e Cá, nova série da TV Cultura, a estrear no próximo domingo, às 21h.

A Rádio e Televisão de Portugal (RTP) é a parceira dessa empreitada, que foi idealizada pelo jornalista Paulo Markun, presidente da Fundação Padre Anchieta (FPA), e pelo convidado especial do programa, Carlos Fino, conselheiro de imprensa da Embaixada de Portugal no Brasil.  

Em 13 episódios de 30 minutos, a atração semanal revela o Brasil para os portugueses e Portugal para os brasileiros. Suas semelhanças e diferenças – curiosidades, sutilezas, resgate histórico e cultural – serão abordadas em reportagens especiais, conversas descontraídas, reflexões, entrevistas exclusivas e muitas imagens dos arquivos dos dois canais.

 Tudo em casa

Lá e Cá tem como cenário fixo a casa de Markun, em Santo Antônio de Lisboa – comunidade fundada por açorianos em Florianópolis (SC) –, e a de Fino, em Fronteira, na região do Alentejo, em Portugal. No bate-papo, que se estende por alguns pontos turísticos e idílicos, os temas passeiam entre o pop e a História, passando por economia, cultura, culinária, arquitetura, meio ambiente, comportamento e outros assuntos que interessam a portugueses que vivem cá e a brasileiros que vivem lá, e vice-versa. Todo esse emaranhado de debates é conduzido com saudáveis pitadas de bom humor.

 

No primeiro episódio, depoimentos como o da cantora Fafá de Belém, do jornalista português do jornal O Expresso, Nicolau Santos, e da artista plástica residente em Portugal, Letícia Barreto, trazem pontos de vista individuais que contextualizam o amplo cenário sócio-cultural luso-brasileiro. As falas, além disso, dão fôlego ao já dinâmico roteiro.

 

A série será exibida no Brasil pela TV Cultura e em Portugal pela RTP 2 e RTP Internacional, que transmite também para vários países do mundo. No novo site da atração – www.tvcultura.com.br/laeca – ficarão disponíveis os episódios do Lá e Cá logo após o seu lançamento na grade. Ainda terá a opção para que o público envie seus vídeos. Os mais criativos ficarão em destaque.