Arquivo da tag: ver cinema no Rio

Inscrições ao CINESUL

O Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo – CINESUL – recebe até 1º de março inscrições para sua vigésima edição. O Festival, que acontece no Rio de Janeiro, recebe inscrições de curtas, médias e longas-metragens.

Participam da competitiva obras em qualquer suporte, tanto ficção quanto documentários, divididos nas seguintes categorias: longa-metragem (mais de 61 minutos), e curta e média-metragem (até 60 minutos). Os trabalhos devem ter sido finalizados entre 2011 e 2013 e não podem ter sido exibidos em salas comerciais brasileiras ou na televisão aberta. Um filme que já tenha sido inscrito e não tenha sido selecionado, pode participar novamente. E não há número limite de inscrições de um mesmo realizador.

Em 2012, competiram 69 obras, sendo 17 longas – oito documentários e nove de ficção – e 52 médias e curtas – 23 documentários e 29 ficcionais –, tendo sido exibidos cerca de 240 produções. Do Brasil, foram 33 trabalhos, entre eles, duas coproduções, uma com Portugal e uma com a Argentina. Os outros 36 foram de 12 países, sendo 13 da Espanha, seis da Argentina, três do México, dois de Cuba, dois da Venezuela, dois de Portugal, dois do Chile, dois da Colômbia, um do Equador, e três coproduções: El Salvador-México, Porto Rico-Espanha e México-Alemanha.

O CINESUL terá exibições no Centro Cultural do Banco do Brasil, Centro Cultural Correios, Cinemateca do MAM, entre outros.

As inscrições deverão ser feitas diretamente no site www.cinesul.com.br e as obras (a cópia do filme ou do vídeo proposto) no formato DVD (região zero ou 4) enviadas pelo correio para o endereço da Pulsar Artes & Produção /Cinesul 2013 (Rua Senador Dantas, 29 sala 34.– CEP: 20031-202 – Rio de Janeiro – Brasil).

O Festival será realizado de 4 a 16 de junho, e o resultado da seleção para as mostras competitivas e temáticas será comunicado a partir de 30 de abril em www.festivalcinesul.blogspot.com. O regulamento completo está disponível no site do festival (http://www.cinesul.com.br/regulamento_cine2013.php).

A programação do Festival de Cinema Universitário

Reta final para inscrições ao CINESUL

O CINESUL – Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo está recebendo inscrições de longas, médias e curtas-metragens para sua mostra competitiva.

O festival vai acontecer no Rio, de 5 a 17 de junho. Para a competitiva, podem ser inscritos filmes em qualquer suporte, de ficção ou documentais, divididas nas seguintes categorias: longa-metragem (mais de 61 minutos), e curta e média-metragem (até 60 minutos). Os trabalhos deverão ter sido finalizados entre 2010 e 2012 e não podem ter sido exibidos em salas comerciais brasileiras ou na televisão aberta. Um filme que já tenha sido inscrito e não tenha sido selecionado, pode participar novamente. E não há número limite de inscrições de um mesmo realizador.

O CINESUL terá exibições no Centro Cultural do Banco do Brasil, Centro Cultural Correios, Cinemateca do MAM, entre outros.

As inscrições vão até 20 de março e deverão ser feitas diretamente pelo site www.cinesul.com.br. Com data de postagem até dia 20, deve ser encaminhado pelo correio uma cópia do filme ou do vídeo proposto no formato DVD (região zero ou 4). O endereço é Pulsar Artes & Produção/Cinesul 2012 (Rua Senador Dantas, 29 sala 34.– Cep: 20031-202 – Rio de Janeiro – Brasil).

A confirmação do recebimento do DVD será através de e-mail. O resultado da seleção será comunicado a todos os participantes a partir do dia 30 de abril, também por correio eletrônico. O regulamento completo está disponível no site do festival.

RIO abriga III Semana dos Realizadores

A III Semana dos Realizadores, mostra que exibe filmes brasileiros – longas, médias e curtas – inéditos em sua maioria, acontece no Rio e foi aberta ontem no Unibanco Arteplex com a exibição do curta Praça Walt Disney (direção de Renata Pinheiro e Sérgio Oliveira), seguido do longa Vou rifar meu coração, da diretora Ana Rieper, que estreou no Festival de Brasília deste ano.  

Serão exibidos, ao todo, 20 longas-metragens, dos quais 11 estarão fazendo sua estreia nacional. Completam a seleção mais 1 média-metragem e 18 curtas, convidados pela equipe de curadoria, a partir de uma seleção de quase 60 filmes nacionais inscritos. 

A seleção principal da III Semana dos Realizadores será, pela primeira vez, avaliada por um júri composto por curadores internacionais e realizadores brasileiros. A programação traz seis longas inéditos e 11 curtas em competição, enquanto o restante da seleção principal será distribuída em sessões especiais. 

Além da principal, a mostra Mestres trará os novos longas metragens de realizadores que vêm traçando sua história de maneira marcante no cinema brasileiro que traz os novos longas de Edgard Navarro, Ricardo Miranda e Paulo Cezar Saraceni. 

Uma das características marcantes da Semana, a conexão com festivais internacionais que selecionam para sua programação ao menos um dos filmes da mostra continua e ganha ainda novos parceiros: os festivais Black Nights (Estônia), Cape Winelands (África do Sul) e Festival de Cinema Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira (Portugal) confirmaram sua participação, enquanto o Festival Internacional de Cinema do Uruguay e o Distrital, cine y otros mundos (México) iniciaram conosco novas parcerias. 

Ainda pensando em potencializar a circulação dos filmes no exterior, três curadores internacionais foram convidados a participar do júri, e estarão conosco durante toda a mostra: Ansgar Vogt, selecionador da mostra Forum do Festival de Berlim; Eloisa Solaas, programadora do Bafici (Buenos Aires Festival Internacional de Cine Independiente), Raymond Walravens, diretor e curador do World Cinema Amsterdam. Completam o júri Eduardo Nunes, diretor de Sudoeste (recém-lançado no Festival do Rio) e Carla Maia, realizadora e curadora de Belo Horizonte. 

Filmes selecionados para a III SEMANA DOS REALIZADORES:
LONGAS METRAGENS
ARDOR IRRESISTÍVEL . dir. Ava Gaitán Rocha . RJ (estreia nacional)
O CÉU SOBRE OS OMBROS . dir. Sérgio Borges . MG
A CIDADE É UMA SÓ? . dir. Adirley Queirós . DF (estreia nacional)
CORPO PRESENTE . dir. Marcelo Toledo, Paolo Gregori . SP (estreia nacional/em competição)
O CORTE DO ALFAIATE . dir. João Castelo Branco . PR (estreia no RJ/em competição)
ESTRADEIROS . dir. Sergio Oliveira e Renata Pinheiro . PE (estreia nacional/em competição)
O FILME DE LAURA . dir. Fellipe Barbosa . RJ (estreia nacional)
AS HIPER MULHERES . dir. Leonardo Sette, Carlos Fausto, Takumã Kuikuro . PE/RJ (estreia no RJ)
H.U. . dir. Pedro Urano, Joana Cseko . RJ (estreia nacional)
AS HORAS VULGARES . dir. Rodrigo de Oliveira e Vitor Graize . ES (estreia no RJ)
NO LUGAR ERRADO . dir. Guto Parente, Luiz Pretti, Pedro Diógenes e Ricardo Pretti . CE/DF/RJ (estreia nacional/em competição)
A NOITE DO CHUPACABRAS.dir. Rodrigo Aragão . ES
OS RESIDENTES . dir. Tiago Mata-Machado . MG (estreia no RJ)
ROMANCE DE FORMAÇÃO . dir. Julia de Simone . RJ (estreia nacional)
STROVENGAH . dir. André Sampaio . RJ (estreia nacional/em competição)
TESTEMUNHA 4 . dir. Marcelo Grabowski . RJ (estreia nacional/em competição)
VOU RIFAR MEU CORAÇÃO . dir. Ana Rieper . RJ (filme de abertura/estreia no RJ)

SEÇÃO MESTRES

DJALIOH . dir. Ricardo Miranda . RJ (estreia no RJ)
O GERENTE . dir. Paulo Cézar Saraceni . RJ (filme de encerramento/homenagem)
O HOMEM QUE NÃO DORMIA . dir. Edgard Navarro . BA (estreia no RJ)

MÉDIA E CURTAS METRAGENS

A BOATE AZUL . dir. Cássio Pereira dos Santos . MG
ADORMECIDOS . dir. Clarissa Campolina . MG
ATERRO DO FLAMENGO . dir. Alessandra Bergamaschi . RJ
BASE PARA UNHAS FRACAS . dir. Alexandre Vogler . RJ
CORPO PRESENTE . dir. Marcelo Pedroso . PE
DONA SÔNIA PEDIU UMA ARMA PARA SEU VIZINHO ALCIDES . dir. Gabriel Martins . MG
INCÊNDIO . dir. Karen Akerman, Miguel Seabra Lopes . Brasil / Portugal
MENS SANA IN CORPORE SANO . dir. Juliano Dornelles . PE
NÁUFRAGOS . dir. Gabriela Amaral Almeida, Matheus Rocha . SP
NINJAS . dir. Dennison Ramalho . SP
NÚMERO ZERO . dir. Claudia Nunes . GO
O HÓSPEDE . dir. Anacã Agra, Ramon Porto Mota  . PB
OMA . dir. Michael Wahrmann . SP
OVOS DE DINOSSAURO NA SALA DE ESTAR . dir. Rafel Urban . PR
PRAÇA WALT DISNEY . dir. Renata Pinheiro, Sérgio Oliveira . PE
PRA EU DORMIR TRANQUILO . dir. Juliana Rojas . SP
QUANDO MORREMOS A NOITE . dir. Eduardo Morotó . RJ
SALA DE MILAGRES . dir. Cláudio Marques, Marília Hughes . BA
SÈVE . dir. Louise Botkay . Brasil / França 

SERVIÇO: 

UNIBANCO ARTEPLEX – Praia de Botafogo, 316 – Sala 5                                      

Data: até dia 27 de Outubro

Valor: Ingressos R$8 e R$4 (meia-entrada)

INSTITUTO MOREIRA SALLES

Data: 5 a 6 de novembro

Visão interna do Instituto Moreira Salles, na Gávea: berço de grandes eventos culturais…

Rua Marquês de São Vicente, 476

Ingressos R$10 e R$5 (meia-entrada)

Passaporte para 10 sessões – R$ 20 

DEBATES:

CICLO DE DEBATES sempre às 15h

Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ | Salão Pedro Calmon

Av. Pasteur, 250 – Urca

Entrada gratuita 

PROGRAMAÇÃO SEMANA DOS REALIZADORES: 

UNIBANCO ARTEPLEX  

Sexta-Feira, 21 de outubro, 18h

BASE PARA UNHAS FRACAS

Dir. Alexandre Vogler

9 min . 35mm . 2011 . RJ                                   

Durante madrugada, uma mulher nua percorre as ruas do centro do Rio de Janeiro, intervindo em luminosos e espalhando cartazes auto-biográficos pelos muros.  

ADORMECIDOS

Dir. Clarissa Campolina

6 min . HD . 2011 . MG

Por toda a parte, quando anoitece, luzes e cartazes publicitários tornam-se os únicos seres com vida entre as ruas inertes. Seres que nunca se encontram, desconhecidos quase exatamente iguais. 

ATERRO DO FLAMENGO

Dir. Alessandra Bergamaschi

46 min . digital . 2010 . RJ

Uma câmera estática flagra, em tempo real, uma cena urbana, seguindo as reações de um grupo de pessoas a uma tragédia em plena rua, em espaço público. Pessoas param, olham, intervêm. Ou não percebem nada, continuando sua rotina inalterada. A espera de providências, o vai-e-vém, a curiosidade, a surpresa, a exasperação, os sons da rua, a expectativa, tudo isso entra na composição de um filme que se identifica com a onipresença e a impessoalidade de uma câmera de segurança, mas cuja intencionalidade flagra de longe mas de maneira profundamente reveladora um estado de coisas de uma grande cidade, de um país e de uma época.  

19h40

DONA SÔNIA PEDIU UMA ARMA PARA SEU VIZINHO ALCIDES

Dir. Gabriel Martins

18 min . 35mm . 2011 . MG

Dona Sônia quer vingança.

 

TESTEMUNHA 4

Dir. Marcelo Grabowsky

67 min . HD . 2011 . RJ

Uma personagem, uma atriz e o passar das horas em um interrogatório do Holocausto.  

21h40

OS RESIDENTES

Dir. Tiago Matta-Machado

120 min . 35mm . 2010 . MG

Instalados em uma nova zona autônoma temporária, os residentes passam os seus dias entre pequenos complôs lunáticos, farsas quixotescas e delírios rimbaudianos.  

Sábado, 22 de outubro 

18h00     Classificação: livre 

HU

Dir. Pedro Urano, Joana Traub Cseko

78 min . HD . 2011 . RJ

Um edifício partido ao meio: de um lado, o hospital; do outro, a ruína. E no horizonte, a Baía de Guanabara, o Rio de Janeiro, a saúde e educação públicas. Inteiramente filmado no monumental e apenas parcialmente ocupado prédio modernista do Hospital Universitário da UFRJ. Uma metáfora em concreto armado da esfera pública brasileira.  

19h40  Classificação: 16 anos 

QUANDO MORREMOS A NOITE

Dir. Eduardo Morotó

20 min . 35mm . 2011 . RJ

Raúl conhece a menina mais cheia de vida que já encontrou.

 

CORPO PRESENTE

Dir. Marcelo Toledo, Paolo Gregori

75 min . HD . 2011 . SP

Cynthia adora dançar. Trabalha como manicure em um pequeno salão de beleza da Rua Augusta. Está juntando dinheiro para estudar butoh no Japão. Alberto é agente funerário. Enquanto foge dos agiotas, tenta escapar da realidade com o uso de remédios. Beatriz trabalha na fábrica, em meio período. Adora tatuagens e nunca realiza seus desejos. À noite uma tempestade cai sobre a cidade.  

21h50       Classificação: 16 anos 

SÈVE

Dir. Louise Botkay Courcier

10 min . HD . 2011 . Brasil(RJ)/França

No ‘voddo’ Haitiano, espíritos podem florescer em tempos e lugares inesperados. Esse filme é sobre um adolescente que recebe uma visita de outro mundo.

 

O CÉU SOBRE OS OMBROS

Dir. Sérgio Borges

71 min . 35mm . 2010 . MG

O CÉU SOBRE OS OMBROS conta a história de três pessoas anônimas, comuns. São histórias inventadas pela vida, pelos personagens e pelo filme sobre pessoas que vivem num contexto entre o cotidiano, o exótico e a marginalidade. O filme é um gesto para revelar o quanto somos todos tão humanos, e quão semelhantes são nossos medos e desejos.

 

23h40 – SESSÃO MIDNIGHT

Classificação: 16 anos 

NINJAS

Dir. Dennison Ramalho

23 min . 35mm . 2010 . SP

Um bom policial não tem medo de bandido, nem de alma penada. Um bom policial namora com a morte. Meu nome é Lúcifer, tome minha mão. 

A NOITE DOS CHUPACABRAS

Dir. Rodrigo Aragão

95 min . HD . 2011 . ES

A rixa entre duas famílias, Silva e Carvalho, é a distração perfeita para camuflar os ataques do chupacabras. Enquanto os rivais entram em combate, a sinistra criatura lambe de sangue vítimas sem chance de defesa. Num clima de Bang Bang, e fábula épica, A Noite do Chupacabras promete belos banhos de sangue, muitos tiros e um monstro 100% latino-americano.  

 

Domingo, 23 de outubro 

18h00       Classificação: 14 anos 

A CIDADE É UMA SÓ?

Dir.: Adirley Queirós

73 min . HD . 2011 . DF

Brasília, Eu Te Amo  

19h40        Classificação: 16 anos 

INCÊNDIO

Dir. Karen Akerman, Miguel Seabra Lopes

23 min . HD . 2011 . Brasil(RJ)/Portugal

A melhor aula termina com uma lição.

 

NO LUGAR ERRADO

Dir. Guto Parente, Luiz Pretti, Pedro Diógenes e Ricardo Pretti

70 min . 35mm . 2011 . CE/DF/RJ

Durante uma noite o reencontro de quatro amigos será marcado por um jogo de mentiras e verdades com consequências inesperadas. Filme realizado a partir da peça “Eutro” dirigida por Rodrigo Fischer. 

21h40              Classificação: 16 anos 

SALA DE MILAGRES

Dir. Cláudio Marques, Marília Hughes

13 min . HD . 2011 . BA

Um dia e uma noite na romaria de Bom Jesus da Lapa.

 

AS HIPER-MULHERES

Dir. Carlos Fausto, Leonardo Sette, Takumã Kuikuro

80 min . HD . 2011 . PE

Temendo a morte da esposa idosa, um velho pede que seu sobrinho realize o Jamurikumalu, o maior ritual feminino do Alto Xingu (MT), para que ela possa, cantar mais uma última vez. As mulheres do grupo começam os ensaios enquanto a única cantora que de fato sabe todas as músicas se encontra gravemente doente.

 

Segunda-feira, 24 de outubro 

18h00         Classificação: 16 anos 

CORPO PRESENTE

Dir. Marcelo Pedroso

21 min . 35mm . 2011 . PE

Quando estamos diante de algo que, sabemos, vai desaparecer.

 

NÁUFRAGOS

Dir. Gabriela Amaral Almeida, Matheus Rocha

15 min . 35mm . 2010 . BA/SP

Odete tenta adivinhar onde o marido teria se escondido. Mas não há esconderijo possível.

 

PRA EU DORMIR TRANQUILO

Dir. Juliana Rojas

15 min . 35mm . 2011 . SP

Luís é um garoto de 8 anos. Dora, sua babá, faleceu há poucas semanas. Quando Dora reaparece escondida no armário de Luís, o menino precisa realizar grandes esforços para saciar a fome da babá.  

O HÓSPEDE

Dir. Anacã Agra, Ramon Porto Mota

17min. HD . 2011 . PB

Em uma pousada no interior da Paraíba, um estranho hóspede e um incidente misterioso deixam o proprietário inquieto e obcecado em descobrir quem é aquele homem e o que ele está fazendo ali.

 

MENS SANA IN CORPORE SANO

Dir. Juliano Dornelles

21 min . 35mm . 2011 . PE

Garra, disciplina, tenacidade, força física e obediência. Estes são os tesouros guardados para que tenhamos uma vida mais plena e saudável. O seu corpo agradece!  

20h00            Classificação: livre 

OMA

Dir. Michael Wahrmann

22 min . HD . 2011 . Brasil(SP)/Uruguai

Ela fala alemão, eu falo espanhol. Ela não escuta, eu não entendo.

 

O CORTE DO ALFAIATE

Dir. João Castelo Branco

69 min . HD . 2011 . PR

O corte do alfaiate é um documentário etnográfico sobre a prática da alfaiataria que parte do trabalho do alfaiate, de suas técnicas e de seus saberes, para versar sobre os valores incorporados e expressos na confecção de ternos sob medida. Entre paletós e calças que são riscados, cortados e montados, o filme mostra a alfaiataria com suas transformações, tensões entre moda e tradição, inovações tecnológicas e manutenção da técnica artesanal. 

22h  Classificação: 16 anos 

DJALIOH

Dir. Ricardo Miranda

80 min . HD . 2011 . RJ

Djalioh é um ser estranho. Nascido no Brasil vai para  França aos 16 anos. Incompreendido pela sociedade, sofre por amar Adèle, que está de casamento marcado com o primo Paul, Pai de criação de Djalioh. O filme é uma adaptação livre do conto “QuidQuid Volueris – estudos psicológicos”, de Gustave Flaubert, escrito em 1837.

 

Terça-Feira, 25 de outubro 

18h  Classificação: 16 anos 

ARDOR IRRESISTÍVEL

Dir. Ava Gaitán Rocha

74 min . HD . 2011 . RJ

Em dezembro de 2007, o espetáculo “Os Sertões” do Teatro Oficina, é apresentado em Canudos, a cidade fundada por Antônio Conselheiro e massacrada pelo então recém-formado exército brasileiro no ano de 1987. “Ardor Irresistivel” revela a relação do teatro com o povo sertanejo, numa experiência de incorporação e transcriação da memória e do presente. Um filme construído em mutirão, um musical épico de guerra e arte.

 

19h40    Classificação: 10 anos 

A BOATE AZUL

Dir. Cássio Pereira dos Santos

14 min . HD . 2011 . MG

Juliana e Edgar são casados e moram em Cruzeiro da Fortaleza, interior de Minas Gerais. Assim como centenas de pessoas da região, o casal tira seu sustento do árduo trabalho nas lavouras de café. Este filme é um pequeno retrato do cotidiano do casal em época de colheita.

 

ESTRADEIROS

Dir. Sergio Oliveira, Renata Pinheiro

79 min . HD . 2011 . Brasil(PE)/Argentina

Terra à vista. 

21h45            Classificação: 16 anos

 

O HOMEM QUE NÃO DORMIA

Dir. Edgard Navarro

98 min . 35mm . 2011 . BA

Cinco habitantes de um lugarejo remoto são acometidos pelo mesmo pesadelo. A chegada de um peregrino de origem misteriosa irá deflagrar o conflito interno em que vivem, determinando uma ruptura radical em suas vidas.

 

Quarta-Feira, 26 de outubro 

18h00           Classificação: 12 anos

 

O FILME DE LAURA

Dir. Fellipe Gamarano Barbosa

76 min . HD . 2011 . RJ

Conheci Laura em 2000, quando tinha 19 anos e havia acabado de chegar em Nova York para estudar cinema. Lembro que foi numa pré-estreia, mas discordamos do filme. Eu sorri para ela, ela sorriu para mim. Foi como um reconhecimento do futuro: de tudo o que viveríamos juntos. Logo tive a ideia de torná-la personagem de um filme. Ela disse que não e aos poucos se esvaiu da minha rotina. Quase dez anos depois, liguei para Laura e disse que estava voltando para o Brasil. Sugeri mais uma vez o filme, quase sem esperança. Laura concordou.

 

19h40     Classificação: 18 anos

 

OVOS DE DINOSSAURO NA SALA DE ESTAR

Dir. Rafael Urban

12 min . HD . 2011 . SP

Ragnhild Borgomanero, 77 anos, estudou fotografia HD e fez cursos de Photoshop e Premiere para manter viva a memória de seu falecido esposo, Guido, com quem reuniu a maior coleção particular de fósseis da América Latina.

 

STROVENGAH – TODOS OS OLHOS

Dir. André Sampaio

88 min . HD . 2011 . RJ

Pedro e Marcela vivem voluntariamente isolados em decadente casa no alto de uma serra de exuberante e selvagem beleza natural. Ele, um ex-publicitário, dedica-se a escrever um romance. Ela, eterna aspirante a cantora, deixa-se levar pelas obsessões do amante. Uma insólita comitiva de bonecos manequins, encomendados por Pedro para servir de inspiração na redação de seu livro, acaba por transtornar a vida do casal.

 

21h50    Classificação: 12 anos 

NÚMERO ZERO

Dir. Claudia Nunes

22min . HD . 2010 . GO

A ONU estima a população mundial de meninos de rua em 150 milhões. Destes, cerca de 40% são sem teto, porcentagem sem precedentes na história da civilização. Na América Latina, eles são 40 milhões. No Brasil, meninos e meninas de rua goianos encantaram-se tanto por uma câmera usada em uma oficina de video que apropriaram-se dela para contar suas estórias. Essa experiência ocorreu em 1990. Esse filme é a primeira tentativa de reencontrá-los para descobrir o que aconteceu em suas vidas e contar novas estórias.

 

ROMANCE DE FORMAÇÃO

Dir. Julia De Simone

77 min . HD . 2011 . RJ

Romance de Formação acompanha jovens que carregam consigo a responsabilidade de crescer dentro de grandes instituições acadêmicas. Quatro estudantes vivem, no dia-a-dia, seus sonhos e anseios de uma vida e profissão de grandes realizações. Nesse percurso, eles alcançam muitas conquistas e deixam para trás várias ilusões.

 

Quinta-Feira, 27 de outubro 

19h00   Classificação: 16 anos 

AS HORAS VULGARES

Dir. Rodrigo de Oliveira, Vitor Graize

120 min . HD . 2011 . ES

Na noite vazia da cidade de Vitória, uma jornada pela memória e pelo desencanto.

 

21H30 – SESSÃO DE ENCERRAMENTO (premiação seguida de exibição)

Classificação: 10 anos

 

O GERENTE

Dir. Paulo Cezar Saraceni

81 min . HD . 2011 . RJ

Filme baseado no Conto homônimo de Carlos Drummond de Andrade, o filme fala de um gerente de banco que tinha o fetiche de morder a mão das mulheres da sociedade. 

 

INSTITUTO MOREIRA SALLES 

Sábado, 5 de novembro 

14h00       Classificação: 14 anos 

TESTEMUNHA 4 (estreia nacional/em competição)

Dir. Marcelo Grabowsky

67 min . HD . 2011 . RJ

Uma personagem, uma atriz e o passar das horas em um interrogatório do Holocausto 

15h30     Classificação: 16 anos 

CORPO PRESENTE (estreia nacional/em competição)

Dir. Marcelo Toledo, Paolo Gregori

75 min . HD . 2011 . SP

Cynthia adora dançar. Trabalha como manicure em um pequeno salão de beleza da Rua Augusta. Está juntando dinheiro para estudar butoh no Japão. Alberto é agente funerário. Enquanto foge dos agiotas, tenta escapar da realidade com o uso de remédios. Beatriz trabalha na fábrica, em meio período. Adora tatuagens e nunca realiza seus desejos. À noite uma tempestade cai sobre a cidade.

 

17h00   Classificação: livre

 

O CORTE DO ALFAIATE (estreia nacional/em competição)

Dir. João Castelo Branco

69 min . HD . 2011 . PR

O corte do alfaiate é um documentário etnográfico sobre a prática da alfaiataria que parte do trabalho do alfaiate, de suas técnicas e de seus saberes, para versar sobre os valores incorporados e expressos na confecção de ternos sob medida. Entre paletós e calças que são riscados, cortados e montados, o filme mostra a alfaiataria com suas transformações, tensões entre moda e tradição, inovações tecnológicas e manutenção da técnica artesanal.

 

18h30   Classificação: 10 anos

 

O GERENTE

Dir. Paulo Cezar Saraceni

81 min . HD . 2011 . RJ

Filme baseado no Conto homônimo de Carlos Drummond de Andrade, o filme fala de um gerente de banco que tinha o fetiche de morder a mão das mulheres da sociedade.  

Domingo, 6 de novembro 

14h30   Classificação: 18 anos 

STROVENGAH – TODOS OS OLHOS (estreia nacional/em competição)

Dir. André Sampaio

88 min . HD . 2011 . RJ

Pedro e Marcela vivem voluntariamente isolados em decadente casa no alto de uma serra de exuberante e selvagem beleza natural. Ele, um ex-publicitário, dedica-se a escrever um romance. Ela, eterna aspirante a cantora, deixa-se levar pelas obsessões do amante. Uma insólita comitiva de bonecos manequins, encomendados por Pedro para servir de inspiração na redação de seu livro, acaba por transtornar a vida do casal.

 

16h30   Classificação: livre

 

ESTRADEIROS (estreia nacional/em competição)

Dir. Sergio Oliveira, Renata Pinheiro

79 min . HD . 2011 . Brasil(PE)/Argentina

Terra à vista.

 

18h00   Classificação: 16 anos

 

INCÊNDIO

Dir. Karen Akerman, Miguel Seabra Lopes

23 min . HD . 2011 . Brasil(RJ)/Portugal

A melhor aula termina com uma lição.

NO LUGAR ERRADO (estreia nacional/em competição)

Dir. Guto Parente, Luiz Pretti, Pedro Diógenes e Ricardo Pretti

70 min . 35mm . 2011 . CE/DF/RJ

Durante uma noite o reencontro de quatro amigos será marcado por um jogo de mentiras e verdades com consequências inesperadas. Filme realizado a partir da peça “Eutro” dirigida por Rodrigo Fischer. 

19h00   Classificação: 12 anos

 

VOU RIFAR MEU CORAÇÃO (estreia no RJ)

Dir. Ana Rieper

76min . HD . 2011 . RJ

Uma viagem ao imaginário afetivo brasileiro a partir da obra dos principais nomes da música romântica, também conhecida como brega, cujas letras formam verdadeiras crônicas dos dramas e alegrias da vida a dois. No filme os temas destas músicas se relacionam com as histórias amorosas de pessoas comuns, que abrem suas casas e corações para contá-las, além de ouvir os principais artistas do gênero.

 

CICLO DE DEBATES 

SEG 24/10   O mundo como palco: naturalismo, teatralidade, performance

mediação de Denilson Lopes

Com Leonardo Sette (As hiper-mulheres), Rodrigo de Oliveira (As horas vulgares), Sergio Borges (O céu sobre os ombros), Tiago Mata Machado (Os residentes), Ricardo Pretti e Rodrigo Fischer (ambos de No lugar errado).

 

TER 25/10   A voz do artista: autoria e resistência

mediação de Daniel Caetano

Com os cineastas Adirley Queirós (A cidade é uma só?), André Sampaio (Strovengah – todos os olhos), Edgard Navarro (O homem que não dormia) e Ricardo Miranda (Djalioh).



 

QUA 26/10  Personagens e autores /personagens-autores

mediação de Carlos Alberto Mattos 

Com Ana Rieper (Vou rifar meu coração), João Castelo Branco (O corte do alfaiate), Julia De Simone (Romance de formação) e Renata Pinheiro (Estradeiros). 

QUI 27/10  A obra multiplicada: mesma matéria, formas diversas

mediação de Daniel Schenker

Com Ava Gaitán Rocha (Ardor irresistível), Fellipe Barbosa (O filme de Laura), Joana Cseko (HU), Marcelo Grabowsky (Testemunha 4) e Marcelo Toledo (Corpo Presente)

Os Filmes do Festival do Rio

 

A 13ª edição do Festival do Rio, grifada para o período de 6 a 18 de outubro, está divulgando a lista de longasmetragens selecionados para suas mostras Premiere Brasil, Novos Rumos, e Retratos, além dos selecionados para suas outras mostras.

São estes os escolhidos:

Selton Mello em O PALHAÇO: filme aplaudido e premiado, terá sessão especial no Festival do Rio. Selton merece !

Hors Concours:Capitães de Areia”, Cecília Amado; “Corações Sujos”, de Vicente Amorim; “O Palhaço”, de Selton Mello; “Os 3”, de Nando Olival; “Reis e Ratos”, de Mauro Lima.

Premiere Brasil:A Novela das Oito”, de Odilon Rocha; “Amanhã Nunca Mais”, de Tadeu Jungle; “Eu Receberia as Piores Notícias de Seus Lindos Lábios”, de Beto Brant e Renato Ciasca; “Girimunho”, de Helvécio Marins Jr. e Clarissa Campolina; “Histórias que Só Existem Quando Lembradas”, de Julia Murat; “Mãe e Filha”, de Petrus Cariry; “A Hora e a Vez de Augusto Matraga”, de Vinícius Coimbra; “O Abismo Prateado”, de Karim Aïnouz; “Sudoeste”, de Eduardo Nunes.

Mostra Novos Rumos:Paraíso, Aqui Vou Eu”, de Walter Daguerre e Cavi Borges; “Cru”, de Jimi Figueiredo; “Dia de Preto”, de Marcos Felipe, Daniel Mattos e Marcial Renato; “Rânia”, de Roberta Marques; “Teus Olhos Meus”, de Caio Sóh; “Vamos Fazer um Brinde”, de Cavi Borges e Sabrina Rosa; “Circular”, de Adriano Esturilho, Aly Muritiba, Bruno de Oliveira, Diego Florentino e Fábio Allon; “Espiral”, de Paulo Pons.

Jards Macalé e Luiz Carlos Lacerda em “Casa 9”

Documentários Hors Concours:Casa 9”, de Luiz Carlos Lacerda; “Uma Longa Viagem”, de Lúcia Murat; “Vida de Artista”, de José Joffily.

Documentários:A Era dos Campeões”, de Cesario de Mello Franco e Marcos Bernestein; “Canções”, de Eduardo Coutinho; “Laiá, Laia”, de Alexandre Iglesias; “Luz, Câmera, Pichação”, de Marcelo Guerra, Gustavo Coelho e Bruno Caetano; “Marighella”, de Isa Grinspum Ferraz; “Mentiras Sinceras”, de Pedro Asbeg; “Olhe pra Mim de Novo”, de Kiko Goifman e Claudia Priscilla; “Os Últimos Cangaceiros”, de Wolney Oliveira.

Mostra Retratos:Abdias Nascimento, Um Brasileiro do Mundo”, de Aída Marques; “Augusto Boal e o Teatro do Oprimido”, de Zelito Viana; “Bruta Aventura em Versos”, de Letícia Simões; “Cena Nua”, de Belisário Franca; “Marcelo Yuka no Caminho das Setas”, de Daniela Broitman; “Salgado Filho – O Herói Esquecido”, de Ricky Ferreira.

Mostra Expectativa:Tambores”, de Sérgio Raposo; “Vale dos Esquecidos”, de Maria Carvalho Raduan;

Mostra Itinerários:Um Dia com Frederico Morais”, de Guilherme Coelho; “Meia Hora com Darcy”, de Roberto Berliner.

Renato Russo concede entrevista ao cineasta Vladimir Carvalho…

Panorama do Cinema Mundial:Rock Brasília, Era de Ouro”, de Wladimir Carvalho.

Premiere Latina:Carta para o Futuro”, de Renato Martins; “Cuba Libre”, de Evaldo Mocarzel.

Março Tem MOSTRA DO FILME LIVRE

Logo após o carnaval, começa a MOSTRA DO FILME LIVRE. um dos eventos audiovisuais mais democráticos do Brasil.

A parttir de 10 de março, o CCBB RIO vai abrigar a 10ª edição da Mostra, a qual, pela primeira vez, terá espaço também no CCBB de São Paulo, apresentando um grande painel da atual produção independente nacional e ampla retrospectiva das edições anteriores.

Ao longo desses 10 anos, já foram homenageados na MFL cineastas e produtoras de extrema importancia para o cinema nacional. Destaque para Fernando Spencer (PE), Eliseu Visconti, Luiz Rosemberg Filho, Andrea Tonacci (SP), Helena Ignez, Joel Pizzini e Sergio Ricardo, Paulo Halm, Godot Quincas, Philippe Barcinski (SP), Eduardo Nunes, Camilo Cavalcante (PE) e Nilson Primitivo, além de uma sessão especial do documentarista holandês Johan Van Der Kueken, em 2005.

As produtoras, ações e/ou coletivos/movimentos já destacados foram: Mosquito (MG), Pepa Filmes, RAÇA Filmes, A Organização, Canibal Filmes (do diretor Petter Baiestorf, SC), Angu TV, Curta o Curta, Nem só o que anda é móvel (MG), A produtora (MG), Tv Morrinho, Plus Ultra, Cavídeo, CTAV, Projeto Cérbero.

Abaixo alguns destaques da MFL 2011 que se debruça sobre o atual cenário de renovação do cinema brasileiro, com destaque para filmes de diretores jovens, de baixo orçamento, que vem ganhando destaque nos festivais internacionais:

Dia 11 de março, às 19h30m, exibição no Brasil, da versão de 63 min (nova)., do filme “Desassossego”, recém-exibida no Festival de Roterdã. Projeto coordenado por Felipe Bragança e Marina Meliande, que reuniu 14 diretores que responderam “audiovisualmente” a uma carta enviada com fragmentos de filmes. 

Dia 12 de março, às 19h30m, “O céu sobre os ombros”, de Sérgio Borges, vencedor dos prêmios de Melhor Filme e Direção no Festival de Brasília 2010 e, concorrente ao Tiger Award no Festival de Roterdã 2011. 

Dia 13 de março, às 16h, debate sobre “A nova cena. O jovem cinema contemporâneo brasileiro”, com a presença de Felipe Bragança e Marina Meliande (diretores cariocas de “Desassossego”), Sérgio Borges (da produtora Teia, de MG) e Luiz e Ricardo Pretti, Guto Parente e Pedro Diógenes (da Alumbramento, do CE). Após o debate Marcelo Ikeda e Dellani Lima lançam “Cinema de garagem”, um inventário afetivo do jovem cinema contemporâneo brasileiro, durante a primeira década do século 21.

Dia 14 de março, às 19h30m, pré-estréia de “Os monstros”, nova produção do Alumbramento, produtora cearense que vem se destacando pela produção de filmes de baixo orçamento. Este novo longa-metragem é da mesma trupe de “Estrada para Ythaka”, projeto coletivo dos mesmos quatro diretores (Luiz e Ricardo Pretti, Guto Parente e Pedro Diógenes).

Dia 15 de março, as 17h30, estréia de “Legião estrangeira” primeiro longa-metragem do crítico Luiz Alberto Rocha Melo, da revista eletrônica Contracampo.

Dia 19 de março, estréia de Estado de sítio, projeto coletivo dirigido por oito diretores mineiros, entre os quais os críticos da revista Filmes Polvo, e diretores de diversos curtas metragens, como “Contagem”, vencedor do prêmio de melhor direção curta 35mm no Festival de Brasília 2010. 

Dia 19 de março às 15h30, debate ABDeC: “O cinema e o público na era digital”, com Ana Paula Santana (SAV), Marcio do Val (ECAD), Bruno Vianna e Dario Gularte. 

Dia 22 de março, às 16h, sessão LIBRAS, especial para deficientes auditivos.

Dia 26 de março às 20h, lançamento de quatro curtas inéditos do cineasta Luiz Rosemberg Filho, diretor de “Crônica de um Industrial” (que participou do Festival de Cannes em 1976) e “A$$untina das Amérikas”, ambos clássicos do período conhecido como “Cinema Marginal”. Bate papo com o diretor após a sessão. 

Dia 27 de março às 20h, exibição de “Luz nas trevas”, seqüência do clássico “O bandido da luz vermelha” dirigido por Helena Ignez. Ela estará presente para um bate-papo com o público após a sessão.

Dia 29 de março, às 20h, lançamento de “Filme livre! curando, mostrando e pensando filmes livres”, coletânea de textos inéditos e publicado nos catálogos da MFL, com reflexões sobre o cinema independente no Brasil nos últimos 10 anos e textos críticos sobre os curtas exibidos e sobre os principais homenageados. Organização de Marcelo Ikeda.