Arquivo da tag: ver e fazer cinema no Ceará

Inscrições ao Curta Canoa…

Abertas até o próximo dia 15 as inscrições à oitava edição do Curta Canoa, que será realizado de 27 de novembro a 1ª de dezembro na praia de Canoa Quebrada, Aracati, Ceará.

Realizadores de todo o país podem inscrever filmes e vídeos de documentário, ficção, animação ou experimental, com duração máxima de 20 minutos, concluídos a partir de julho de 2010, versando sobre qualquer tema.

Para inscrever-se, o interessado deve preencher e enviar a ficha de inscrição disponível no site: http://www.jalimaproducoes.com.br . A ficha preenchida deverá ser enviada via e-mail e o original deve ser impresso, assinado e remetido, em anexo, junto com o DVD da obra pelos Correios para:

Rua João Cordeiro, 2391 – A – Altos – Bairro Joaquim Távora – Fortaleza, Ceará CEP: 60.110-301. A inscrição é gratuita.

A seleção será feita por uma comissão integrada por três pessoas, nomeadas pela diretoria do festival. As obras selecionadas serão divulgadas a partir de 10 de novembro.

As categorias a serem agraciadas com o Troféu Lua e Estrela são asseguintes:

Filmes – Melhor Filme, Direção, Roteiro, Fotografia, Trilha Original, Direção de Arte, Melhor Ator, Atriz e Som. Na Categoria Vídeo, Melhor Vídeo, Direção, Roteiro, Fotografia, Trilha Original, Direção de Arte e Som.

Além das mostras competitivas de filmes e vídeos brasileiros de curta metragem, o Curta Canoa 2012 conta ainda com a Mostra Latino-Americana de Curta Metragem, de caráter não competitivo, composta por vídeos e filmes convidados pela direção do festival. A programação terá também oficinas e seminários, além de encontros com especialistas e personalidades do segmento audiovisual.

O VIII Curta Canoa é uma realização da J.A.Lima Produções, com apoio da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará – Lei Estadual Nº 13.811, e Lei Federal de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet.

SERVIÇO

Curta Canoa 2012 – Inscrições abertas até 15 de outubro

Regulamento e ficha de inscrição: www.jalimaproducoes.com.br .

Info: 85-3251.1105 / 85-9635.3880 / 85-3226.0751. E-mail: adrianolima@jalimaproducoes.com.br e curtacanoa@jalimaproducoes.com.br

Inscrições abertas ao For Rainbow

O 6º FOR RAINBOW – Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual está com inscrições abertas até 15 de agosto. O Festival  tem por finalidade exibir a produção de cinema e vídeo brasileira com temática LGBT, possibilitando o intercâmbio entre os produtores dos diversos estados brasileiros e divulgando novos talentos na área do audiovisual.
 
 
FOR RAINBOW está consolidado como um dos mais importantes festivais do Brasil, relacionado a esta temática, e tem acesso gratuito em todos os seus espaços.
 
Nas cinco edições anteriores, o FOR RAINBOW atraiu público médio diário de mil pessoas, percorreu vários municípios cearenses, e inaugurou sua itinerância nacional em Porto Alegre, João Pessoa e Santos. Capacitou duzentas pessoas e produziu dez vídeos com a temática da diversidade sexual, utilizados para ações educativas de respeito à diversidade sexual.
 

O Ceará tem um histórico permanente de práticas discriminatórias e de violência contra as populações LGBT e o FOR RAINBOW busca interferir nessa realidade incentivando uma cultura de paz e celebrando a diversidade humana.

 

Hitchcock, o Mestre do Suspense, será destaque no CineCE

 

Inscrições abertas à oficina gratuita com o jornalista Marcelo Lyra  

Estudo sobre as técnicas narrativas, e evolução do estilo ao longo de 53 longas metragens e 25 filmes feitos para a TV. Serão analisados os principais longas-metragens e alguns filmes feitos para a TV, por intermédio de uma seleção das cenas mais importantes de cada filme.

Seminário com três aulas de três horas cada, totalizando nove horas-aula. 

Programa:

1° aula – Os filmes mudos, de 1926 a 1929, a arte de falar por imagens, fundamental em sua obra. A fase sonora inglesa, de 1929 a 1939, a influência do expressionismo e o desenvolvimento das técnicas de suspense.

A Fase Americana

2° aula – Descobrindo o sistema de Hollywood, de 1940 a 1947, a criação da própria produtora, a descoberta da cor e do parceiro essencial, o fotógrafo Robert Burks, o auge da maturidade técnica e artística, de 1953 a 1962

3® aula – Hitchcock chega à TV e se torna popular, a retomada de velhos temas e a busca por novos caminhos. A fase final, com lampejos de genialidade, de 1963 a 1976. Balanço geral da carreira e influência nas novas gerações. Referências em Coppola, Spielberg, Brian de Palma, Scorsese etc.

SERVIÇO

Curso: Alfred Hitchcock – O Mestre do Suspense

Com Marcelo Lyra, jornalista de São Paulo

Período: 4 a 6 de junho

Horário: 15h às 18h.

Local: Casa Amarela Eusélio Oliveira 

Turma: 35 alunos 

GRATUITA 

Inscrições: www.cineceara.com

Contato: oficinas@cineceara.com (85)  32643877

Um pouco sobre MARCELO LYRA

Formado em jornalismo pela PUC-SP em 1989, passou por quase todas as editorias de jornais até chegar ao Caderno 2 do Jornal O Estado de S. Paulo, em 1999, quando inicia-se como crítico de cinema. Foi sub-editor do caderno de TV do Jornal da Tarde e colaborador das seguintes publicações, sempre na área de cinema: Jornal da Tarde, Jornal do Brasil, Revista de Cinema, Revista Ver Vídeo, revista Bizz e outros. Atualmente é crítico do jornal Valor Econômico, da revista Língua Portuguesa e do site Cinequanon.

Ministra regularmente cursos sobre cinema brasileiro e crítica de cinema, em eventos em espaços culturais como o Espaço Unibanco e Cinesesc, em São Paulo, ou em eventos como Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (2004 e 2007), Cine Ceará etc.

É autor do livro “Cinema Como Razão de Viver”.

Jornalista Marcelo Lyra dará oficina em Fortaleza…

Fest Cine Maracanaú: inscrições até dia 31

 O FestCine Maracanaú –  Festival de Cinema Digital e Novas Mídias, segue com inscrições abertas para sua terceira edição até dia 31.  

Podem ser inscritos filmes e vídeos de qualquer país; estados e municípios brasileiros e de cidades do estado do Ceará, produzidos a partir de 2009, finalizados no formato digital. Para a Mostra Rodolfo Teófilo, podem ser inscritos filmes e vídeos de realizadores da Região Metropolitana de Fortaleza, com duração de até 20 minutos. Na Mostra Novas Mídias, produções de até 5 minutos, realizadas em mídias digitais – câmeras fotográficas, celular, web cam, dentre outros.  

Os vencedores de Maracanaú na segunda edição (foto Arlindo Barreto). 

O vencedor na categoria Melhor Longa-Metragem receberá prêmio no valor de R$ 10 mil e o Troféu Maracanaú; na categoria Melhor Curta o prêmio é de R$ 5 mil mais o Troféu Maracanaú; na categoria Novas Mídias, R$ 1.000,00 e o Troféu Maracanaú. As demais categorias vencedoras serão agraciadas com o Troféu Maracanaú.

 

O ator Claudio Jaborandy, homenageado em 2011, recebe Parabéns Aurora de Cinema…

Um pouco de história 

Desde a primeira edição, realizada em dezembro de 2010, o FestCine Maracanaú se firmou como um dos eventos bem acolhidos, tanto pelo público como pela classe do audiovisual brasileiro e de outros países, além do forte reconhecimento por parte da mídia. Em 2011, novamente o Festival marcou pelo pioneirismo: pela primeira vez, profissionais dos estúdios americanos DreamWorks estiveram no país para aulas gratuitas. 

Bill Tessier e Chris Kirshbaum ministraram workshop de animação e efeitos especiais. O festival também contou com a participação dos atores Jayme Matarazzo, Nathália Dhill, Marília Medina, e dos cineastas Caio Soh e Walter Webb.

Walter Webb e Marília Medina recebendo o carinho de estudantes…

O Festcinemaracanaú é realizado pela Abraham Filmes e Estúdios Digitais com direção geral de Afonso Celso. Patrocínio da Coelce. Parceria do Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura (Secult) e Governo Federal –  Ministério da Cultura, através da Lei de Incentivo à Cultura, Prefeitura Municipal de Maracanaú, Fundação Cultural de Maracanaú.

Bárbara Cariry: dos sets de criança ao Encontro de Cineastas Latinos e Caribenhos no Ceará

Filha do cineasta Rosemberg Cariry e da produtora e atriz Teta Maia, e irmã do premiado cineasta Petrus Cariry, ela cresceu entre rolos de filmes, estúdios de gravação, salas de montagens, sets de filmagens, livros, realização de eventos, e encontros com artistas de várias vertentes, numa intensa ponte entre o cariri cearense e a capital conhecida como Loura Desposada do Sol.

Desde pequena, seu olhar atento, o interesse pelas histórias da Arte, a convivência permanente e visivelmente encantada com a trajetória dos pais, deixavam antever que ela também traçaria seu caminho no rumo da Sétima Arte.

E assim foi: ela começou escrevendo roteiros ao lado do pai e do irmão, ingressou na fotografia e realizou uma bela exposição em espaço cultural de Fortaleza, representou filmes de Petrus Cariry em alguns festivais (nos quais dividimos quarto algumas vezes), até chegar a hora de ingressar na Universidade, e a opção foi o que o berço lhe indicava: o Cinema.

Hoje, BÁRBARA CARIRY está prestes a tornar-se Bacharel em Audiovisual, depois de assinar diversos curtas-metragens, assumir a produção do premiado longa Mãe e Filha, criar e realizar a Mostra Outros Cinemas, e idealizar o Encontro Nossas Américas – Nossos Cinemas, que vai acontecer na cidade de Sobral, de 23 a 26 próximos.

Confira aqui a ENTREVISTA EXCLUSIVA de Bárbara Cariry ao Aurora de Cinema e saiba um pouco melhor sobre esta jovem que ainda vai fazer muito mais pelo Cinema, a partir do Ceará.

Com você, as palavras, as ideias, a trajetória, o pensamento, os planos, a determinação e um pouco das emoções de BÁRBARA CARIRY:

Bárbara Cariry: ‘contaminada’ pelo cinema, agora espalha cinema pelas Américas…

AC – Como é ser filha de um cineasta?

BC – Descobri o cinema de forma muito natural por conta de meus pais que são pessoas envolvidas com cinema. Desde pequeninha, freqüento os sets de filmagens e cheguei a participar de alguns filmes ainda na infância. Sempre vi muitos filmes em casa e li livros sobre cinema.

AC – Esse parentesco com Rosemberg e Petrus, um cineasta também já muito premiado, atrapalha ou ajuda ? As cobranças são muitas ?

BC – Eu trabalho com pessoas de que gosto muito, pessoas que admiro e acredito no trabalho. Vou produzindo minhas mostras de cinemas e meus curtas sem maiores preocupações com cobranças. Meu compromisso é comigo mesmo e com a qualidade do meu trabalho. Estou terminando o Curso de Cinema e Novas Mídias da Unifor e penso em fazer mestrado na área.

AC –  Você começou como roteirista, depois foi pra fotografia, produção e também tem seus próprios filmes. Fale um pouco sobre sua trajetória e em que função você gosta mais de estar.

BC – Assim, como Petrus, passei por todas as fases de realização de um filme, desde a assistência de direção, passando pela montagem, até a produção. Cinema é um longo aprendizado e um diretor tem que conhecer todos os processos. Eu gosto muito de produzir e quero continuar produzindo e dirigindo meus curtas. Numa boa, sem pressas.

 Nas filmagens de Lua Cambará, filme do pai, Rosemberg Cariry…

AC – Você criou uma Mostra que vem acontecendo anualmente, a Outros Cinemas, e que é um painel muito diversificado da produção audiovisual brasileira. Como essa idéia surgiu e que retornos a Mostra tem lhe dado ?

BC – A idéia de fazer a Mostra Outros Cinemas começou dentro da Universidade que estou cursando, a UNIFOR, como um espaço para exibição e debate de cinemas esteticamente mais ousados. Depois a mostra foi crescendo e adquirindo maior significado. Queremos fazer da V Mostra Outros Cinemas, que acontece neste ano de 2012, um acontecimento bem amplo com a participação de importantes nomes do cinema brasileiro mais experimental.

AC – Agora, você surge com esta idéia bonita e ampla do Encontro Nossas Américas. Como foi o ‘estalo’ pro surgimento desta nova produção ?

BC – Não houve um “estalo”. Nossas Américas – Nossos Cinemas resulta de um longo processo. Surgiu em um encontro de documentaristas latino americanos, no Rio de Janeiro. Durante anos esta idéia circulou sem que ninguém pensasse ou ousasse realizá-la. Em contato com a organização de documentaristas da América Latina, propus realizar o evento de forma independente, no Ceará. Eles apoiaram a idéia. O sonho agora está se tornando realidade. O que nos falta em recursos financeiros sobra em boa vontade e paixão. Estou muito contente em realizar este encontro histórico entre os jovens da América Latina e do Caribe. A idéia é de um evento itinerante. O segundo encontro de jovens realizadores da América latina e do Caribe, por exemplo, acontecerá na Argentina e assim, a cada ano, em um país diferente. 

Filmagens de Corisco & Dadá: com o pai Rosemberg, o fotógrafo Roberto Yuri, o cineasta Ronaldo Nunes, e o ator Joca Andrade.

AC – Qual é o verdadeiro mote do Encontro ?

BC – Difundir o audiovisual Latino Americano e Caribenho nos nossos países e pensar novas políticas para intercâmbio e para uma troca solidária entre os jovens através das suas associações. Pensamos também em redes independentes de exibição de conteúdo audiovisual através da internet. 

AC – Como se deu a escolha de Sobral para sede do Encontro ?

BC – Sobral tem a Escola de Artes e Ofício e é ainda um importante centro econômico e cultural, inclusive com uma produção audiovisual emergente. Havia também a preocupação com a descentralização. Sobral tem ótimos espaços culturais e tem o Teatro São João, onde acontecerá o encontro, que é lindo, além de ser um importante patrimônio cultural do nosso Estado.

Bárbara Cariry: caminhando a favor do vento, sem lenço mas de câmara na mão…

AC – Por que Helena Ignez como a grande mulher representando nossa Cinematografia ?

BC – Do Brasil, escolhemos Helena e Geraldo Sarno para serem os homenageados pelos importantes trabalhos realizados pelos dois. Heleza Ignez representa a liberdade e a ousadia da mulher. Geraldo Sarno tem uma imensa contribuição no cinema e no pensamento crítico cinematográfico do Brasil. São dois nomes muito importantes. 

AC – Quais seus próximos projetos ?

BC – A Mostra Outros Cinemas, em 2012, completa cinco anos. Queremos fazer uma mostra maior, com a presença de mais realizadores e filmes, promovendo debates e seminário sobre o novo cinema que se realiza no Brasil. Além disso, tenho me organizado para filmar, ainda este ano, um curta-metragem chamado “Os Cabelos de Letícia” .

Bárbara Cariry produzindo, realizando, exibindo: Cinema 24 horas…

Selecionados do Cine Ceará serão divulgados em maio

22ª edição do Festival IberoAmericano vai acontecer de primeiro a 8 de junho 

Cento e cinco longas-metragens foram inscritos para o Cine Ceará, segundo a Associação Cultural Cine Ceará, organizadora do festival. O destaque ficou por conta do número de filmes brasileiros, com alta de cerca de 6% em relação ao ano de 2011, reforçando o bom momento da produção audiovisual.

O Cine Ceará, que é ibero-americano – ou seja, contempla países da América Latina e o Caribe, Portugal e Espanha – recebeu inscrições de 15 países. Os estrangeiros representam aproximadamente 37% dos inscritos (39 longas). 

“Em termos absolutos, o total de longas inscritos é praticamente o mesmo do ano passado, mas, como tivemos uma semana a menos no prazo para inscrição este ano, podemos considerar que houve um acréscimo, em termos proporcionais”, comenta o diretor executivo do festival, Wolney Oliveira. Para ele, “a surpresa foi o crescimento de títulos argentinos, país que tem se destacado no cenário mundial, com obras de grande qualidade. Foram 16 inscritos.” 

Entre os curtas, a competição é nacional. Nesse formato, o Cine Ceará recebeu 331 pedidos de inscrição, cerca de 7% a mais do que os 309 de 2011. Ao todo, serão selecionados 8 longas e 12 curtas para a disputa do Troféu Mucuripe. Em maio, serão divulgados os títulos escolhidos.

O 22° Cine Ceará é uma promoção da Universidade Federal do Ceará, através da Casa Amarela Eusélio Oliveira, com apoio do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura e do Ministério da Cultura, através da Secretaria do Audiovisual. A realização é da Associação Cultural Cine Ceará e conta com patrocínio de empresas públicas e privadas, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (SIEC) e da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet).

Inscrições abertas a 3 festivais cearenses

Cine CE, Jericoacoara e FestCine Maracanaú mobilizam realizadores de todo o país

Conforme já publicado aqui anteriormente, as inscrições ao Cine Ceará – festival comandado pelo cineasta Wolney Oliveira – prosseguem abertas até o final deste mês. O concorrido festival será realizado na primeira semana de junho, em Fortaleza. O regulamento completo do festival, organizado pela Associação Cultural Cine Ceará, encontra-se em http://cineceara.com

No CineCE 2011, wolney Oliveira e Nicette Bruno

Já os que quiserem se inscrever para o Festival de Cinema Digital de Jericoacoara  tem somente até o próximo dia 15 para efetuar suas inscrições. O festival é coordenado pelo escritor, produtor e cineasta Francis Vale e vai acontecer também em junho – de 15 a 21. Acesse http://www.jeridigital.com.br/

Enquanto isso, o FestCine Maracanaú se firma como uma boa janela audiovisual no vizinho município de Maracanaú, e as inscrições prosseguem até 15 de maio.

Podem ser inscritos filmes e vídeos de qualquer país e de todo o Brasil, produzidos a partir de 2009 e finalizados no formato digital.

Além das mostras competitivas de longas e curtas-metragens, o FestCine Maracanaú inclui ainda a Mostra Rodolfo Teófilo, dedicada a obras de realizadores da Região Metropolitana de Fortaleza, com duração de até 20 minutos; e a Mostra Novas Mídias, com produções de até 5 minutos, realizadas em mídias digitais – câmeras fotográficas, celular, webcam, dentre outros dispositivos.  

Embora ainda sem data marcada, o festival está previsto para acontecer no segundo semestre, sob a batuta do cineasta e produtor Afonso Celso. Em 2011, um dos destaques foi a participação de profissionais dos estúdios DreamWorks, Bill Tessier e Chris Kirshbaum, que pela primeira vez ministraram no País um workshop de animação e efeitos especiais.

Aurora Miranda Leão, Walter Webb, Marília Medina e Fabiano de Souza na edição 2011 do Fest Cine Maracanaú

Também abrilhantaram a realização do II Festival de Cinema de Maracanaú os  atores Jayme Matarazzo, Nathália Dhill, Marília Medina e Cláudio Jaborandi, além dos cineastas Walter Webb (BA-SP), Caio Soh (RJ) e Fabiano de Souza (RS). 

Mais informações: http://www.festcinemaracanau.com.br

FestCine Maracanaú traz Walter Webb e homenageia Claudio Jaborandy

O 2º FestCine Maracanaú  – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias acontecerá a partir da próxima semana,  de 4 a 9 de outubro no Cine Teatro Dorian Sampaio, na cidade da Região Metropolitana de Fortaleza. 

Walter Webb, presença de destaque internacional em Maracanaú

Nesta edição, o festival vai oferecer exibição especial para alunos de escolas da rede pública de Maracanaú, workshops de efeitos especiais e animação 3D com diretores do estúdio norte-americano DreamWorks – Bill Tessier e Chris Kirshbaum; e o seminário Do Roteiro à Produção, a ser ministrado pelo cineasta e produtor Walter Webb.

Ator cearense dos mais atuantes, Jaborandy se destaca pela qualidade de seu trabalho e receberá justa homenagem no FestCine Maracanaú

O festival fará  homenagens ao ator cearense Cláudio Jaborandy (de tantas atuações marcantes no cinema e na TV); ao produtor cultural Mário Jorge Maninho; ao escritor e secretário de Cultura de Maracanaú, Barros Pinho, e ao ex-governador  do Estado do Ceará, Lúcio Alcântara.

 

Cineastas Arthur Leite, Jarleo Barbosa e Aurora M. Leão ‘tietam’ ator cearense Cláudio Jaborandy

Os filmes participantes concorrem ao Troféu Maracanaú e a prêmios em dinheiro nas seguintes categorias: Curta e Longa-Metragem; Mostra Rodolfo Teófilo, com exibição de produções locais e da Região Metropolitana; e Mostra Novas Mídias, na qual concorrem filmes produzidos em equipamentos digitais – câmera fotográfica, web cam, celular, filmadora e outros.

Para saber mais sobre a programação e realizar inscrições, acesse: www.festcinemaracanau.com.br 

Cortejo

Todos os dias do festival sempre às 18h30, o cortejo de artistas sairá da Praça São Francisco rumo ao Cine Teatro Dorian Sampaio.

 

Transporte gratuito

Para que ninguém perca o festival, a organização disponibilizará  todos os dias gratuitamente transporte com destino ao Cine Teatro Dorian Sampaio,

saindo e retornado ao North Shopping-Maracanaú, sempre nos horários: 18h30, 18h45 e 19h. Retorno às 21h, 21h30 e 22h15. 

 O II FestCine Maracanaú – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias  é realizado pela Abraham Filmes Digitais,  com direção-geral do cineasta e produtor Afonso Celso. Co-produção: Mungango Produções. Patrocínio da Coelce e Gerdau. Parceria do Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura (Secult) e Governo Federal – Ministério da Cultura, através da Lei de Incentivo à Cultura, Prefeitura Municipal de Maracanaú e Fundação Cultural de Maracanaú. Apoio cultural: Art&Cia, RadCom 106,3 e Rádio Pitaguary AM.  

 

Serviço

II FestCine Maracanaú – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias 

 www.festcinemaracanau.com.br

Local: Cine Teatro Dorian Sampaio

Endereço: Rua Edson Queiroz, 5. (Ao lado da Funcult), bairro: Antônio Justa.

Informações: 085 – 8886 6845