Arquivo da tag: ver Messi jogar

Argentino antena da raça, MESSI reafirma sua excelência a cada jogo

 

Lionel Messi deu sequência à sua ótima fase neste domingo ao marcar os dois gols da vitória do Barcelona sobre o Racing Santander, por 2 a 0, fora de casa, pela 27.ª rodada do Campeonato Espanhol. O argentino chegou à incrível marca de 50 gols em 43 jogos na atual temporada com a camisa da equipe catalã. 

 
 
 

Messi comemora seu primeiro gol sobre o Racing. Ele fez os dois do Barça no triunfo de 2 a 0 – Foto: Getty Images
 

Os números de MESSI são cada vez mais impressionantes. Com os dois gols marcados em Santander, ele chegou a 230 pelo Barcelona e ficou a cinco de se tornar o maior artilheiro da história do clube. Nos últimos três jogos que fez, balançou as redes 10 vezes (são 15 gols nas últimas cinco atuações). Também chegou a um mês completo marcando em todas as partidas. 

O primeiro gol foi aos 29 minutos, Fabregas recebeu na área pela direita e bateu cruzado. Messi se jogou de carrinho, desviou no meio do caminho, e abriu o placar. Já na etapa final, aos 10, Fabregas foi derrubado na área por Cisma. O argentino foi para a cobrança do pênalti e converteu.

O mundo se curva aos pés da genialidade de MESSI: argentino vai fazendo sua trajetória de brilhantismo como o Melhor do Mundo ficar cada vez mais gloriosa… Benza Deus !

A vitória fez o Barcelona voltar a deixar em 10 pontos a distância que o separa do Real Madrid, o líder do Campeonato Espanhol – os madrilenhos têm 70, os catalães 60. O terceiro, com 44, é o Valencia, que apenas empatou em 2 a 2 com o Mallorca, em casa, neste domingo.

Tino Costa e Aduriz colocaram o Valencia na frente no primeiro tempo, quando o time da casa teve diversas oportunidades de marcar. Na segunda etapa, porém, o Mallorca conseguiu se recuperar e chegou ao empate com gols de Nsue e Victor.

MESSI: Melhor do mundo de novo. Nós apostamos !

Craque argentino concorre a terceiro título de melhor do mundo da Fifa e pode igualar marca de Zidane e Ronaldo

 

Messi:destaque do Barcelona do título do Mundial de Clubes sobre o Santos (Getty Images) 

 

No Barcelona desde 2008, o jogador brasileiro Daniel Alves tem tido a chance de acompanhar de perto as peripécias de Messi. E por conhecer tão bem seu companheiro, o lateral acredita que o argentino vencerá pela terceira vez consecutiva o prêmio de Bola de Ouro da Fifa, a ser entregue em cerimônia realizada em Zurique, em 9 de janeiro próximo. E ainda projeta mais troféus para o camisa 10 do Barça.

“Não tenho palavras para falar de MESSI. É um privilégio e um luxo poder jogar a seu lado. Ganhará esta Bola de Ouro e pelo menos mais duas”, declarou Daniel Alves, que ganhou folga do técnico Pep Guardiola para curtir as férias no Brasil.

MESSI: será que alguém duvida da maestria do artilheiro do Barça ?

Caso MESSI bata Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, e o companheiro Xavi na eleição de melhor do mundo, ele igualará os três títulos de Zidane e Ronaldo. Para isso, o argentino tem a seu favor os três títulos que o Barça conquistou em 2011: Campeonato Espanhol, Liga dos Campeões e Mundial de Clubes da Fifa.

“Já ganhamos três títulos em 2011 e queremos mais”, disse Daniel Alves. “O balanço da primeira metade da temporada é positivo e temos que continuar com a mesma fome de títulos”, completou o brasileiro.

MESSI é um Solo de Piazzolla que nos encanta…

Vou falar o que do Messi? Gênio é pouco

por Antero Greco

* Este eu também queria ter escrito… Eloqüência e precisão invejável do articulista do ESTADÃO… SARAVÁ !!! 

 

Eu, você que me lê agora, torcedores do Barcelona e do Real Madrid que estavam no Santiago Bernabeu e todo mundo que assistiu de alguma forma ao clássico desta quarta-feira, somos privilegiados. Podemos afirmar que somos contemporâneos de um dos gênios da bola. Não se pode dizer menos de Lionel Messi, um desses fenômenos que de vez em quando surgem para provar que a Humanidade tem futuro, apesar de tudo.

Messi é incomum, como Pelé, como Maradona, como Garrincha. Messi é esplêndido como Picasso, como Miró. Um Michelangelo do esporte. Tem a criatividade de um Da Vinci, a ousadia de Mozart, a imponência de Beethoven. Os gols de Messi são poemas de Dante, epopéias de Homero; são épicos de Cervantes. Dostoievski veria em Messi seu grande personagem. Messi diverte como Chaplin, é um Gardel dos gramados. Messi é um solo de Piazzolla que nos encanta, nos emociona.

Messi é exagero, um abuso, uma hipérbole. “É um virtuose juramentado, um despautério futebolístico, uma hecatombe devastadora de botinudos”, como diria Odorico Paraguaçu, personagem imortal de Dias Gomes. O que tinha tudo para ser mais um jogo amarrado, tenso, chato e insosso, apesar de bate-bocas e expulsões, virou um capítulo de antologia por causa de Messi e seus dois gols contra o Real.

Gols que valem mais do que a provável classificação para a final da Copa dos Campeões – a competição, no caso, é detalhe supérfluo. Os gols de Messi, na noite desta quarta-feira, em Madri, são obras-primas, são clássicos. São a reafirmação de que o Universo tem um Criador.

Caramba, e tinha de ser justo hoje, com tanto jogo ainda pra ver?!