Arquivo da tag: Veron

Maradona e o Tango Final…

 
    Fica como a mais tocante, triste, cruel, DEVASTADORA imagem da Copa 2010 a tristeza incomparável de Maradona na coletiva à imprensa, pós-derrota pra Alemanha…

Poderá haver semblante mais insólito, tocante e peculiar ao clima dos mais lindos TANGOS (aqueles que de tão belos não se pode nem ouvir porque o coração cai arrebentado, sem chance de segundo tempo ?)  do que o do inolvidável técnico/craque/jogador argentino durante a COLETIVA “cruel” pós-jogo final da Copa ?  

Ver MARADONA arrasado daquele jeito é como sentir o tapete lhe fugindo dos pés… E pensar na tristeza colossal que toma conta da alma platina da seleção de Messi, Tevéz, Higuaín, Milito, Verón, Agüero, Mascherano, Burdisso, Palermo… todos eles… é TRISTEZA DEMAAAISSSSSSSSSSS

   

 Vontade de estar perto de MARADONA, por quem tanto torcemos nesta Copa … vontade de dizer aos aguerridos jogadores argentinos que eles foram BRILHANTES em campo, que chegaram à África como uma seleção desacreditada e saem como “a seleção favorita”, responsável pelo mais difícil e mais disputado jogo deste Mundial.
 
     O grupo comandado por Maradona, Mancuso, Messi, Tevéz, Mascherano e Verón jogou com impressionante vontade de virar, de seguir adiante, de não esmorecer e isso foi/é lindooooo… os aregntinos deixam os campos da África do Sul de cabeça erguida, com uma partida muito bem jogada – onde tiveram pouca sorte (foram muitos os chutes a gol, com um gol impedido de Higuaín), muitos passes brilhantes (sobretudo de Messi e Tevéz) e onde não esmoreceram nem perderam a Dignidade, nunca. Nada de machucar ninguém nem desistir de lutar.
 
       

  Isso é a raça Argentina. Os alemães são como tanques blindados: se preparam sempre como se fossem disputar um LUGAR NA VIDA, qual FUZIS num campo de guerra… dá até arrepio vê-los em campo, jogando de PRETO… parecem arrastar consigo uma infindável energia negativa…

  
 Mas tinham melhor preparo físico, jogaram melhor… fazer o quê ?!


 
         Tentar ir ver um jogo da seleção platina em Buenos Aires

Carlitos Tevéz: brilhante em campo, em todos os jogos…
 
        Agora somos Uruguai, ademais pelo querido Loco Abreu, do nosso Botafogo, embora acreditemos numa final Holanda e Alemanha… e Alemanha vence.

                 

MARADONA: Craque montou equipe coesa e solidária

 

                                ADELANTE, COMPANHEROS !
 
Há que aprender a levantar depois da queda. Assim é a vida. Como uma nota recorrente de um tango de Gardel…

Argentina se prepara com serenidade

 

Em dia de folga, Maradona recebe Danny Jordan na concentração

maradona danny jordan

Maradona e Jordan se encontram na concentração
argentina em dia de folga  (Foto: Reprodução/Olé)

A três dias do jogo contra a Alemanha, os jogadores argentinos foram contemplados com uma tarde de folga. Depois de um leve trabalho físico pela manhã, os comandados de Maradona almoçaram e foram liberados para aproveitar a tarde desta terça-feira em Pretória. Quem apareceu na concentração sul-americana foi o presidente do Comitê Organizador da Copa, Danny Jordan, que fez uma visita ao treinador da Argentina em retribuição ao apoio manifestado por Maradona à organização do Mundial.

Enquanto Jordan e Maradona se encontravam, Messi e Palermo tratavam de seguir rumo ao bairro onde estão hospedados seus familiares, assim como fez boa parte dos atletas. Já os jogadores Heinze, Mascherano e Verón optaram por aproveitar a tarde nas dependências da concentração argentina.

Agüero e Lionel Messi sob o comando de Maradona: MESSI é a grande preocupação da equipe alemã
Por GLOBOESPORTE.COM Pretória, África do Sul

“MARADONA é Insuperável”

Quem diz é o zagueiro alemão Arne Friedrich, que aguarda com grande expectativa a próxima partida de sua seleção pela Copa do Mundo.

O primeiro motivo, é claro, se refere ao desafio de ajudar sua equipe a dar mais um passo rumo ao quarto título mundial. O segundo, informa nesta terça-feira o site oficial da Fifa, é ligado a sua grande admiração pelo técnico da equipe adversária, Diego Armando Maradona, que comandará a Argentina no confronto das quartas de final do torneio contra a Alemanha.

Segundo o site da Fifa, que cita declarações do jogador ao portal oficial da Federação Alemã de Futebol, o atleta acredita que Maradona é a grande atração do Mundial. “Como jogador, e agora como técnico, ele é insuperável. Para mim, ele foi o maior jogador de futebol que já existiu, e vai permanecer nessa condição. Desta forma, mesmo indiretamente, é ótimo o confronto com ele, e será mais bonito ainda se ganharmos de seu time”, diz Friedrich.

Carlitos Tevéz: jogadas sensacionais no Mundial

De acordo com as informações divulgadas, o zagueiro considera a Argentina um adversário superior individualmente, mas aposta na força coletiva da equipe alemã para a vitória. “A Argentina é a favorita”, afirma o zagueiro, que destaca, entre os atletas adversários, os atacantes Lionel MessiCarlos Tevez. “Porém, temos que fazer com que o time seja capaz de apresentar soluções criativas. Estamos coesos, como equipe, e mostramos até agora capacidade de nos mantermos assim frente às seleções que enfrentamos”, acrescentou.

Alemanha e Argentina se enfrentam no próximo sábado, às 11h, na Cidade do Cabo, pelas quartas de final do Mundial da África do Sul.

Toda a nossa TORCIDA e preces indormidas pela VITÓRIA da brilhante seleção comandada por MARADONA.

Só ouvir, durante todo este período do Mundial, em todas as transmissões televisivas onde o futebol é destaque, que “Argentina é a favorita”, “Argentina é a melhor seleção até agora”, “Argetnina é a grande favorita do Mundial” – sobre uma seleção que chegou à Copa desacreditada, já é um som paralâmico em nossos ouvidos atentos e apaixonados.

Fora do time contra a Coreia do Sul, Maradona beija Verón, após substituição no jogo contra Nigéria

Maradona beija Verón após partida contra a Nigéria,  seu estilo habitual de tratar os jogadores

Só por estar assim, e continuar em campo, despertando a máxima atenção até dos adversários, a seleção de MARADONA, MESSI, TEVÉZ, PALERMO, Agüero, Milito, Di Maria, Mascherano, Higuain, Heinze, Sérgio Romero, Gutiérrez, Samuel, Mancuso e toda a trupe da alviceleste, já é CAMPEÃ.

 SARAVÁAAAAAAAAA !!!

Adelante, Companheros ! E vamos a ganar !

ARGENTINA Brilha e Segue Invicta

Demichelis Argentina gol
Demichelis corre e beija a camisa para festejar seu gol: zagueiro mostrou superação (Foto: Getty Images)

 

maradona palermo  argentina x grécia
Maradona abraça Palermo após gol marcado pelo atacante no fim do jogo (Foto: Getty Images)

 

 
maradona messi montagem argentinaMaradona contra a Grécia em 1994, Messi contra a Grécia em 2010: 16 anos separam os capitães

A dois dias de completar 23 anos, Messi tornou-se o capitão mais jovem da história argentina em Mundiais, superando Passarella, que em 1978 tinha 25. Em 1986, Maradona foi o capitão com 26. O treinador cumpriu a promessa de poupar seus jogadores (só Samuel está machucado e Gutierrez suspenso) e escalou apenas quatro titulares: Messi, o goleiro Sérgio Romero, o zagueiro Demichelis e o meia Verón, recuperado de lesão.

 

 

Maradona Prepara Argentina

 

 maradona romero argentina

Maradona e o carinho em Romero: goleiro será
um dos poucos mantidos no time (Foto: AP)

Vem aí uma nova Argentina na Copa do Mundo. Mas só por uma partida. Após o treino deste domingo, o técnico Diego Maradona deu a entender que vai fazer sete mudanças no time para a partida contra a Grécia, na terça, válida pela terceira rodada do Grupo B.

Com a classificação praticamente garantida, o treinador levou quase ao pé da letra a expressão “Messi e mais 10”. Manteve o craque no ataque e trocou quase todo o resto da equipe.

O lateral Jonás Gutiérrez, que cumpre suspensão por ter levado o segundo cartão amarelo contra a Coreia do Sul, será substituído por Nicolás Otamendi. Todas as outras trocas serão por questões físicas. O objetivo é dar descanso a alguns titulares e recuperar jogadores com problemas de lesão.

O zagueiro Samuel, que sente dores na perna esquerda, deve dar lugar a Burdisso, que já o tinha substituído na partida da última quinta, contra os sul-coreanos. A defesa terá outra mudança: Clemente Rodríguez entra no lugar de Gabriel Heinze, autor do primeiro gol da Argentina no Mundial, contra a Nigéria.

maradona romero argentina
Garantido, Messi (à esquerda) terá a companhia de
Verón e Agüero no jogo contra a Grécia (Foto: AP)

No meio campo, Maradona deve escalar Juan Sebastián Verón, que tinha sido poupado contra a Coreia do Sul. Mario Bolatti, que entrou no segundo tempo do último jogo, também ganhará uma chance como titular.

Agüero: genro de Maradona escalado contra a Grécia

No ataque, só Messi será mantido. O camisa 10, que tem sido o melhor jogador da Argentina até agora na Copa, ganha mais uma chance de brilhar na África do Sul. Gonzalo Higuaín, autor de três gols na última partida, sai para a entrada de Diego Milito. Carlos Tevez, que também atuou bem contra os sul-coreanos, será poupado e abrirá espaço para Sergio Agüero, genro do treinador.

O time titular contra os gregos, portanto, deve ser: Romero, Otamendi, Demichelis, Burdisso e Clemente Rodríguez; Maxi Rodríguez, Verón e Bolatti; Messi, Agüero e Milito.

Maradona rouba Atenção na África

Verón volta aos treinos, mas Maradona monopoliza holofotes

Torcida parece vibrar mais com MARADONA do que com os próprios craques da seleção atual… VIVA MARADONA !, eterno  nos corações de quem aprecia o futebol-Arte !

MESSI, Tévez e Higuaín no Ataque Argentino

O técnico da seleção argentina, Diego Maradona, deu indícios de que pretende escalar uma equipe ofensiva para a estreia diante da Nigéria no próximo sábado, às 11h (de Brasília), no Ellis Park, em Johannesburgo, pela primeira rodada do Grupo B da Copa do Mundo.

Nesta terça, o treinador escalou a equipe com um trio ofensivo formado por Higuaín, do Real Madrid, Carlitos Tévez, do Manchester City, e Lionel Messi, do Barcelona. Os três jogadores ainda têm o auxílio do meia Di María.

A equipe titular ainda teve o meio de campo formado por Mascherano, Verón e Jonás Gutiérrez. Já o setor defensivo teve Heinze, Samuel e Demichelis, enquanto, no gol, Sergio Romero ganha pontos para ser o titular.

Higuaín, um dos grandes do ataque argentino

Com essa ideia na cabeça, o técnico organizou um treino em que colocou a defesa e o ataque considerados titulares em lados opostos. Os jogadores de frente se deram melhor e ainda tiveram direito a chutar bolas nos perdedores, que, como castigo, ficaram perfilados na linha do gol.

O treino dos argentinos hoje foi marcado pela descontração. No rachão, o time que perdeu foi obrigado a pagar um castigo: todos ficaram na linha do gol, de costas e agachados, para serem bombardeados por chutes dos jogadores do time vencedor.

Vídeo da TV UO (www.folha.com.br) mostra que, no meio desse “fuzilamento”, sobrou até para o técnico da Argentina, Diego Maradona.

Argentinos Dão Show em Campo

Sem Messi e Milito, Argentina goleia o Canadá e se despede de sua torcida

Maradona se dá ao luxo de poupar craques, e equipe aproveita a fragilidade do adversário para fazer 5 a 0 no último amistoso antes da estreia na Copa

Por GLOBOESPORTE.COM Buenos Aires

A Argentina entrou em campo nesta segunda-feira, no estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, para disputar seu último amistoso de preparação para a Copa do Mundo da África do Sul. A festa da torcida, que viu até show musical no intervalo, encontrou resposta dentro das quatro linhas. Diante do frágil Canadá, o técnico Maradona se deu ao luxo de poupar os astros Lionel Messi e Diego Milito. Ainda assim, viu seus comandados golearem por 5 a 0, brindando os torcedores com uma ótima atuação na despedida.

A estréia da ARGENTINA na Copa é numa manhã de sábado, 12 de junho, contra a Nigéria.

Maxi Rodríguez (duas vezes), Di María, Tevez e Agüero fizeram os gols da partida. Craque do Barcelona, Messi ficou no banco, assim como Milito, destaque do Internazionale de Milão na conquista da Liga dos Campeões da Europa.

Maradona mandou a campo uma escalação com Romero, Gutiérrez, Burdisso, Otamendi e Heinze; Maxi Rodríguez, Mascherano, Di María; Pastore, Higuaín e Carlos Tevez. A escolha deixou a equipe muito ofensiva, e foi extamente isso que se viu nos primeiros 45 minutos.

Com excelente atuação do meio de campo, comandado por Maxi Rodríguez e Di María, a Argentina dominou completamente o Canadá. E o primeiro gol não demorou a aparecer. Aos 19 minutos, Maxi Rodríguez cobrou uma falta pelo lado esquerdo de ataque e a bola entrou no ângulo, sem chance de defesa.

messi e milito no banco, argentina x canadáMessi e Milito viram tudo do banco  (Foto: Reuters)

O entrosamento ficou evidente quando, aos 31 minutos, Tevez arrancou da intermediária e serviu Rodriguez, que bateu na saída do goleiro canadense, marcando o seu segundo gol. Seis minutos depois, Di María driblou dois adversários e bateu de trivela, encobrindo o atônito goleiro. Depois da vantagem construída, os argentinos tiraram o pé do acelerador e passaram a tocar a bola.

Na etapa final, Maradona trocou quase toda a equipe. O técnico mudou seis jogadores em campo, e a equipe passou a ter essa configuração: Romero, Gutiérrez, Burdisso, Otamendi e Clemente Rodríguez; Garcé, Verón, Bolatti e Di María; Palermo e Agüero. As mudanças garantiram um gás extra e não diminuíram a qualidade do time.

Com um ímpeto ofensivo impressionante, os donos da casa aumentaram o poder de fogo nos 45 minutos finais. E, aos 17 minutos, Higuáin encontrou Tevez livre na área. O atacante só teve o trabalho de tocar para o gol vazio e festejar os 4 a 0. Apenas oito minutos depois, Agüero, no seu primeiro toque na bola, deu um drible sensacional em um zagueiro canadense e bateu de perna esquerda para marcar o último gol do confronto.

Satisfeitos com a sua seleção, os torcedores passaram o restante do jogo cantando e saudando os jogadores argentinos na despedida antes da estréia na Copa do Mundo.

30 de MARADONA REPLETO DE CRAQUES

MESSI, PALERMO,  TEVEZ e MILITO em campo

Aos que nos pediram a escalação da Seleção de MESSI, aí vai :

Os 30 jogadores convocados por Maradona para defender ARGENTINA no Mundial da África do Sul são:

Goleiros: Sergio Romero (AZ Alkmaar-HOL), Mariano Andujar (Catania-ITA), Diego Pozo (Colón)

Defensores: Nicolas Otamendi (Vélez Sarsfield), Martin Demichelis (Bayern de Munique-ALE), Walter Samuel (Inter de Milão-ITA), Gabriel Heinze (Olympique de Marselha-FRA), Clemente Rodríguez (Estudiantes), Nicolás Burdisso (Roma), Juan Manuel Insaurralde (Newell’s Old Boys), Fabricio Coloccini (Newcastle-ING) e Ariel Garcé (Colón).

Meio-campistas: Jonás Gutierrez (Newcastle-ING), Javier Mascherano (Liverpool-ING), Juan Sebástian Verón (Estudiantes), Ángel Di María (Benfica-POR), Mario Bolatti (Fiorentina-ITA), Javier Pastore (Palermo-ITA), Maxi Rodríguez (Liverpool-ING), Juan Mercier (Argentinos Juniors), Jose Sosa (Estudiantes), Sebastián Blanco (Lanús) e Jesús Dátolo (Olympiacos-GRE).

Atacantes: LIONEL MESSI (Barcelona-ESP), Gonzalo Higuaín (Real Madrid-ESP), Carlitos Tevez (Manchester City-ING), Diego Milito (Inter de Milão-ITA), Martín Palermo (Boca Juniors), Sergio Agüero (Atlético de Madri-ESP) e Ezequiel Lavezzi (Napoli-ITA).

MARADONA Tem Time Quase Completo

A pouco menos de dois meses para o início da Copa do Mundo, o técnico Diego Maradona revela ter apenas três dúvidas da lista de 23 jogadores que convocará para a competição na África do Sul. Segundo o treinador, apesar de ter chamado mais de 100 nomes desde que assumiu o comando da seleção argentina, no final de 2008, o time titular e os convocados já estão praticamente definidos.

 

 Os craques MESSI e TÉVEZ estarão na seleção de MARADONA para a Copa da África do Sul

“Já tenho confirmado 20 dos 23 nomes que viajarão para o Mundial”, confirmou Maradona na noite desta sexta-feira, em entrevista à Rádio FM Metro, de Buenos Aires. “Mas serão titulares os que estão 100% fisicamente”, ressaltou o treinador, que depois deu detalhes sobre a possível formação titular da Argentina na Copa. 

No meio de campo, Maradona garantiu que “os titulares são Jonás (Gutiérrez) e (Angel) Di María”. Já na defesa, o técnico acenou com a mesma formação que escalou no amistoso contra a Alemanha, no início de março, com uma linha de quatro composta por Nicolas Otamendi, Martin Demichelis, Walter Samuel e Gabriel Heinze. “Acho que vou jogar assim, são os que me dão mais garantias atrás”, justificou. 

Além disso, Maradona também citou alguns nomes que certamente estarão na lista final, como Javier Mascherano, Juan Sebastian Verón, Carlos Tévez e Lionel Messi, garantindo ainda a presença de Sergio Agüero, que era dúvida no concorrido ataque argentino. Assim, a única vaga restante na frente deve ser disputada entre Diego Milito, da Internazionale de Milão, e Martín Palermo, do Boca Juniors

Arquivo/AE

Estou muito tranquilo, sabendo que os garotos que tenho na cabeça estão indo muito bem e que graças a Deus não há lesionados. Isso é o mais importante”, comentou Maradona. “O Mundial dura um mês e temos que ter jogadores que ocupem várias posições”, concluiu o ídolo argentino.